Wikcionário:Páginas para eliminar/Eliminações rejeitadas/2009

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

2009

Novembro

10 de novembro

Categoria:Mês e suas subcats

Essas cats não são necessárias. Categoria:Cronônimo é suficiente. A existência de várias cats para abrigar somente uma dúzia de verbetes não é interessante. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)


Contra
  1. Malafaya 15h33min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
  2. Isaac Mansur 16h56min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
  3. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h29min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Comentários

Apenas gostaria de chamar a atenção para um detalhe: nem todas as línguas possuem apenas um nome para cada dia da semana, mês do ano, estação, etc. Entre sinônimos, grafias alternativas (incluindo línguas que usam dois ou mais alfabetos) e mesmo abreviaturas, pode se ter termos o bastante nas categorias citadas (e em outras também). Antes de tomar a decisão de excluir categorias por terem poucas palavras, sugiro que levem em consideração não apenas o português.

189.72.31.7 03h15min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

Parece-me bem mais interessante uma categoria com nomes dos meses (que, como o anónimo diz, podem ser mais do que doze verbetes, especialmente nas línguas com dialetos) do que, por exemplo, uma com os dissílabos. Vejo-me mais provavelmente a perguntar "Deixa ver como são os meses em gagauz" do que "Deixa ver dissílabos em gagauz". Agora sem comparações, acho que uma categoria com os meses em determinada língua é interessante, bem como outros cronónimos específicos (já deu uma olhada na confusão de verbetes em Categoria:Cronônimo (Português)). Malafaya 15h33min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

Tá o próprio protuguês tem 24 grafias (maiúsculas e minúsculas), mas ainda considero categorização profunda demais. As predefs [e apêndices] dos meses, dias das semanas e estações do ano suprimem a curiosidade desse agrupamento. Լսɑɴ fala! 00h07min de 27 de outubro de 2009 (UTC)

Categoria:Dia da semana e suas subcats

Essas cats não são necessárias. Categoria:Cronônimo é suficiente. A existência de várias cats para abrigar somente sete verbetes não é interessante. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)


Contra
  1. Malafaya 15h34min de 26 de outubro de 2009 (UTC) (ver meu comentário acima em Meses)
  2. Isaac Mansur 16h56min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
  3. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h29min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Comentários

Categoria:Estação do ano e suas subcats

Essas cats não são necessárias. Categoria:Cronônimo é suficiente. A existência de várias cats para abrigar somente quatro verbetes não é interessante. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)


Contra
  1. Malafaya 15h34min de 26 de outubro de 2009 (UTC) (ver meu comentário acima em Meses)
  2. Isaac Mansur 16h56min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
  3. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h29min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Comentários

Esta aqui já é o cúmulo. Estações do ano são coisas básicas de muitas línguas (meras observações da natureza não costumam ter variantes, ainda mais muitas variantes). E mesmo que cada estação tenha três formas de escrita, a cat ainda contém uma dúzia (o que é muitíssimo pouco). Լսɑɴ fala! 00h07min de 27 de outubro de 2009 (UTC)

Admito que hesitei um pouco nesta, mas para concluir o seguinte: podem ser poucas mas respondem à questão "Como são as estações do ano na língua ****?". Vários outros Wikcionários (en.wikt) têm esta categorização. Sinceramente, não me oponho a uma categorização rica. Qual o empecilho que causam estas categorias? Malafaya 01h05min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Após essa pergunta vem o gênio da lâmpada e aponta para Apêndice:Estações do ano. O que acha? Mágico, não? Լսɑɴ fala! 02h10min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Eu entendo o trabalho do Luan em procurar limpar o que "parece" ser desnecessário, e ele faz um ótimo trabalho; entretanto, com relação a se ter uma categoria e um apêndice para as mesmas coisas, não creio ser um problema tão grande, acho que até ajuda. -- Isaac Mansur 10h20min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Luan, obrigado por esse apontador para o Apêndice, que desconhecia. Agora, perdoa-me mas sinceramente acho as categorias mais simples de manter que apêndices. Imagina que vais adicionando meses, estações do ano, cores, etc., na língua da tua preferência. Terás que, adicionalmente ao verbete, emendar/acrescentar 1, 2, 3 ou mais apêndices que podem nem existir ainda e aí serão criados. Também me parece que um apêndice com, por exemplo, os meses do ano em todas as línguas não terá um aspecto tão "leve" e airoso como tem atualmente o de estações do ano (digamos umas 200 línguas atuais * 12 meses mínimo = 2400 elementos e, já se sabe, cada edição/revisão representa um bagulho de bytes extra na base de dados :D). Acho perfeitamente válido o teu ponto de vista, Luan, mas acho a manutenção destas categorias mais simples e útil que apenas apêndices. Malafaya 00h02min de 28 de outubro de 2009 (UTC)

11 de novembro

azogo

Não encontrei em nenhum dicionário, a não ser nesses dicionários de regionalismo que se acumulam pela net. Tenho dúvidas se preenche os nossos critérios de inclusão. Se alguém comporvar o termo em algum bom dicionário, retire essa votação. --Jesiel通信 02h34min de 27 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Jesiel通信 19h35min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
  2. Malafaya 10h12min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
  3. ...
Contra
  1. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h41min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
  2. Լսɑɴ fala! 22h57min de 1 de novembro de 2009 (UTC) apesar de não concordar com a existência de verbetes para flexões
  3. Isaac Mansur Correio 17h08min de 2 de novembro de 2009 (UTC)
Comentários
Já que vocês votaram a favor dos antropônimos, não podem eliminar essa: Azogo é um nome de família nigeriano. Veja por exemplo: no Facebook. Agora vamos ter de tudo aqui! EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h41min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Além disso, é uma forma verbal do verbo azogar (em espanhol) que quer dizer: cobrir com mercúrio.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h48min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Olá Eustáquio!
Como forma flexionada do verbo espanhol azogar até que vale, mas como antropônimo, não, pois está com inicial minúscula.
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 01h02min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Julgo que estamos a votar a favor da eliminação da página com o atual conteúdo e não se é um verbete válido a existir ou não (sempre eliminámos verbetes nesse contexto, do conteúdo atual). Assim, e dado que trata supostamente de uma palavra em português com significado de íman, apoio a eliminação (não invalidando contudo que possa eventualmente ser uma palavra válida em Uolofe ou Guarani, a colocar no futuro). Se é para re-escrever o conteúdo todo com significados/línguas diferentes, julgo que eliminar a página continua a ser correto já que enquanto alguém não o fizer, temos conteúdo "errado". Verifiquei as fontes colocadas pelo D&S lá na discussão do Eustáquio e penso que o constar numa página dicionário informal feita por um bloguista, e num Boletim de Matosinhos, ainda por cima com grafia diferente (não foi atualizada para ortografia moderna?) não é suficiente para atestar a palavra. Malafaya 10h12min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Já que falamos de antropónimos, nomes de família/apelidos também valem? Pensei que seriam apenas nomes próprios. Tenho a impressão de que essa lista será infindável :). Malafaya 10h00min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
André, estamos a votar apenas pela eliminação da página e baseado nos motivos habituais. Se o fizermos será um erro, uma vez que a palavra existe, mesmo que seja em outro idioma e com outro signficado, diferente do que ali está escrito. Nesse caso, compete a nós, corrigí-la (ao invés de eliminá-la), o que já vou fazer. Quanto aos significados em português se existem, não será por ser regionalismo que vamos desconsiderar. É preciso porém fontes mais fidedignas que as encontradas até agora.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h54min de 1 de novembro de 2009 (UTC)
Bem, se formos por aí, nunca apagaremos nada porque potencialmente poderá sempre ser uma palavra válida em alguma língua, não é? Apagar uma página não significa que ela não possa ser recriada com novo conteúdo e válido. Mas, dado que o conteúdo foi reformulado, risquei o meu voto. Como está, por mim, fica. Malafaya 01h42min de 1 de novembro de 2009 (UTC)

É só apagar o conteúdo de "iman". Não há mais motivo pra essa votação. --Jesiel通信 05h56min de 1 de novembro de 2009 (UTC)

O conteúdo atual da página é que é julgado. Se algum usuário acha uma forma para validar a página, que seja feita a reforma do verbete, então. Os que concordam com a reciclagem/revisão feita, votam contra a eliminação (ou trocam o voto), pois a página terá conteúdo válido. Não basta dizer que tem validade, tem que revisar e reciclar a página, caso contrário, ela ainda vai ficar com o lixo. A potencialidade tem que ser provada e aplicada no verbete. Como o Eustáquio fez. Լսɑɴ fala! 22h57min de 1 de novembro de 2009 (UTC)
Exatamente o que eu penso, Luan. :) Malafaya 23h34min de 1 de novembro de 2009 (UTC)

catiroba

Não encontrei em nenhum dicionário, a não ser no dicionário inFormal [1] cuja definição é bem diferente da que consta aqui. Não sei se preenche os critérios de inclusão. --Jesiel通信 02h48min de 27 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Jesiel通信 19h36min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
  2. ...
Contra
  1. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 01h00min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
  2. Isaac Mansur Correio 17h08min de 2 de novembro de 2009 (UTC)
Comentários
Essa parece ser realmente um regionalismo cearense, sinônimo de gatovéi que quer dizer mulher de má fama embora nãos eja propriamente uma prostituta. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 01h00min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Eustáquio, tu tem uma fonte pra atestar isso? Լսɑɴ fala! 22h57min de 1 de novembro de 2009 (UTC)
Olá Luan, minhas fontes infelizmente, nesse caso, são orais. Já ouvi a expressão gatovéi que achei bem interessante e catiroba eu pensava até que era uma fruta, mas alguns amigos do Ceará me zoaram por isso. Pelo menos é de comer, né? rsrsrs. Mas falando sério, existem algun sites e até uma emissora de rádio do Ceará em que catiroba aparece como uma expressão de gíria aparantemente comum. veja por exemplo o vídeo no You Tube. Há algum cearense que possa nos ajudar a corroborar ou rejeitar isso?EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 16h37min de 2 de novembro de 2009 (UTC)

Dezembro

03 de dezembro

Olá a todos!

Vou fazer meu comentário nesta parte pois ele se refere aos dois verbetes (atrever e atrever-se). Se acharem melhor mover este comentário para outra parte, fiquem à vontade.

Primeiramente, espero que o que estejamos a discutir seja válido para todos os verbos pronominais e não somente para este par especificamente.

Em segundo lugar, espero ainda que não estejamos propondo criar verbetes para todos os verbos que, sendo "comuns", podem também ser usados reflexivamente (como o exemplo de lavar, dado pelo Eustáquio). Para esses casos o uso reflexivo seria contemplado dentro do próprio verbete, sem necessidade de um verbete à parte.

Em terceiro lugar, devo dizer que para os verbos verdadeiramente pronominais (aqueles que não podem ser usados sem o pronome, como é o caso de atrever) eu não tenho uma preferência marcada por esta ou aquela forma. Mas o fato é que temos que escolher uma delas, não podemos manter as duas. E isto, como eu disse acima, deve ser válido para todos os verbos pronominais.

No caso específico da votação para eliminação de atrever, penso que todas as formas conjugadas presentes no wikcionário (atreva, atrevo e atreve) deveriam fazer parte da votação também. Se decidirmos eliminar atrever, não tem sentido manter aquelas formas conjugadas.

--Valdir Jorge  fala!
Por um LE obrigatório! 12h04min de 20 de novembro de 2009 (UTC)

Icon yes.png Concordo com quase tudo o que disse o Valdir acima. A única diferença em relação à minha opinião é que não podemos escolher a forma errada, portanto não é indiferente uma forma ou outra e sequer trata-se de preferência pessoal. Trata-se de inserir informação correta.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h51min de 24 de novembro de 2009 (UTC)

atrever

É um verbo pronominal e que não se conjuga, em hipótese alguma, sem o pronome respectivo. Portanto, está errado conjugá-lo como está na página: atrevo, atreves, atreve. O correto é: eu me atrevo, tu te atreves, etc. Confiram, por favor, no NOVO AURÉLIO, 3ª Edição, revista e atualizada, 2004. (e também [Priberam]). Deve ser criada a página correta atrever-se.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 11h51min de 18 de novembro de 2009 (UTC)-

Mais uma fonte: por favor, consultem o Aurélio on-line aqui nas duas formas atrever e atrever-se. Vejam o que retorna em cada caso. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h36min de 22 de novembro de 2009 (UTC)
A favor
  1. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 11h51min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
  2. ...
Contra
  1. Jesiel通信 14h15min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
  2. --Valdir Jorge  fala!
    Liberdade sim, anarquia não! 17h59min de 29 de novembro de 2009 (UTC)
  3. ...
Comentários
Quem sabe usar o verbo atrever corretamente não precisa do dicionário. Quem não sabe vai aprender errado. Se o objetivo do wikicionário (entre outros) é esclarecer como se usa e conjuga um verbo, a página atrever mais confunde que esclarece, ou seja, não serve pra nada.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 23h32min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
Aparentemente atrever é um verbo válido em espanhol assim mesmo, sem o pronome (vejam o interwiki no próprio verbete para o wikcionário em espanhol). Portanto, não devemos eliminar o verbete, só trocar seu conteúdo para indicar que é um verbo espanhol.
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 17h59min de 29 de novembro de 2009 (UTC)

atrever-se

Acho que não devemos aceitar formas reflexivas, não faz sentido. Ponho essa página a votação. --Jesiel通信 14h19min de 18 de novembro de 2009 (UTC)

A favor
--Jesiel通信 14h19min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
  1. ...


Contra
  1. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 23h37min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
  2. Lipediga! Paraná 02h46min de 23 de novembro de 2009 (UTC)
  3. --Valdir Jorge  fala!
    Liberdade sim, anarquia não! 17h59min de 29 de novembro de 2009 (UTC)
  4. ...
Comentários
Como não faz sentido? É a única forma aceitável desse verbo, a outra não existe! Vigiar pela correção das informações que se dá aqui é que é lutar pela qualidade. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 23h37min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
Se vou discutir com você espero que mantenhamos um nível, sem as costumeiras ironias. Bem, eu não acho que devemos deletar as formas pronominais só porque não são usadas daquele jeito. No máximo é só fazer uma predefinição de conjugação pronominal. Agora, quanto as formas reflexivas, eu discordo que as tenhamos, senão vamos abrir espaço para que todos os verbos tenham um verbete em sua forma reflexiva (sentar-se, bater-se, etc.). No máximo, de novo, concordaria em adotarmos os verbetes de forma reflexiva só para os verbos pronominas. Mas daí manteriamos o verbo com a caixa de conjugação pronominal (eu me atrevo, etc) e a forma pronominal (atrever-se). Eu mesmo me proponho a fazer a predefinição. Mas, como disse, concordariamos em aceitar APENAS as formas reflexivas dos verbos que são APENAS pronominais. --Jesiel通信 23h46min de 18 de novembro de 2009 (UTC)
Existe uma diferença entre forma reflexiva de um verbo e verbo pronominal. No segundo caso, o pronome é parte integrante do verbo, que não existe sem ele. É o caso do atrever-se. Não existe a forma atrever (sem o pronome). No caso das formas reflexivas é apenas uma questão de emprego do verbo em dado contexto. Por exemplo, o verbo lavar existe sem o pronome (eu lavo as mãos) e existe com o pronome (eu me lavo) na forma reflexiva, (porque lavar-se é um ato que se volta ou reflete no autor da ação, por isso se chama reflexivo). EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 17h40min de 19 de novembro de 2009 (UTC)
O Houaiss também só apresenta o verbo acompanhado do pronome reflexivo, e o indica como verbo pronominal, não como forma reflexiva. --Lipediga! Paraná 02h46min de 23 de novembro de 2009 (UTC)
Considerando que só o Michaelis apresenta a forma sem o pronome e todos os outros grandes dicionários da língua o mostram com o pronome, penso que devemos seguir a maioria.
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 17h59min de 29 de novembro de 2009 (UTC)

10 de dezembro

Predefinições iniciadas com "alfabeto/"

Essas predefs são duplicações da predef principal: Alfabeto Latino. Caso haja alguma diferença, basta incluir na predef principal. Լսɑɴ fala! 00h24min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

A favor
  1. Լսɑɴ fala! 00h24min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
  2. ...


Contra
  1. Jesiel通信 00h31min de 26 de outubro de 2009 (UTC) - Sou totalmente contra. É útil saber quais das várias letras do alfabeto latino são usadas por um determinado idioma.
  2. EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h15min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
  3. Isaac Mansur Correio 17h08min de 2 de novembro de 2009 (UTC)
  4. ...


Em cima do muro
  1. --Valdir Jorge  fala!
    Liberdade sim, anarquia não! 20h14min de 6 de novembro de 2009 (UTC)
  2. ...


Comentários

Lamento lhe dizer, Jesiel, mas seu argumento é bem fraco. Primeiro porque isso é uma informação enciclopédica. Segundo, que do jeito que você falou, em muitas letras, existirá uma baita de predefs criando uma árvore de natal. E terceiro: quando uma letra pertencer ao alfabeto latino, mas for característico de um idioma (Ç do português e francês), essa informação estará disponível na definição. Լսɑɴ fala! 02h27min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

Discordo. Se catalogamos as letras não tem por que não separalas em predefinição e mostrar aos visitantes quais lsão as letras próprias daquele idioma e dar a oportunidade de ele clicar e conhecê-las. E, as letras são enciclopédicas?? Nós não mostramos a histórias, nem tecemos comentários sobre o seu desenvolvimento, nem importância, nem nada disso, logo não acho que seja enciclopédica. A meu ver, você está querendo resumir tudo ao máximo, o que é uma pena. --Jesiel通信 14h50min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
Luan, para que eu possa entender melhor, e votar em seguida, essas predefinições de alfabeto serão redirecionadas como, por exemplo, de alfabeto/ak para um nome como Alfabeto Akan? Caso seja essa a proposta, eu concordo; caso contrário, as predefinições serão elimidadas e perderemos ligações interessantes através das mesmas. -- Isaac Mansur 16h56min de 26 de outubro de 2009 (UTC)
Bem, a existência dessas predefs causam duplicação de conteúdo. O alfabeto da língua francesa é o alfabeto latino, assim como o da língua portuguesa, espanhola, inglesa, turca, húngara, basca, maltesa, tupi-guaranis, austronésias, malgaxe, galega, asturiana, albanesa, islandesa, akan, checa, cachúbia, feroica, hauçá (simultaneamente com o alfabeto árabe), livônia, moldávia, romanche, eslovaca. Assim, imagine o verbete da letra A com todas as predefinições de cada alfabeto latino que use o A (o que é provável que seja a totalidade das línguas utilizadores do alfabeto latino): seria umas três telas para visualizar todas as predefs (se num for mais), e olha que elas estão com o conteúdo escondido. Letras do alfabeto latino (de de qualquer outro) extendido [mais diacríticos e ligaduras] devem apresentar os idiomas aos quais pertencem na definição do vocábulo. Isso é suficiente, uma predef para isso é exagero. Temos muitas outras coisas importantes para motivar a criação de predefs [e de verbetes, em especial]. Լսɑɴ fala! 00h07min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Sou contra qualquer tipo de retrabalho que não seja absolutamente justificado (há coisas mais importantes a fazer) e tampouco gosto de apagar informação, a não ser em caso de erro ou vandalismo. Essas predefinições em nada prejudicam. No mais, o espaço que se ocupa é virtual.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h15min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Obrigado pela explicação, apesar de achar que as predefinições ofereçam qualquer problema. Caso elas sejam eliminadas, haverá alguma indicação, no verbete, de quais são as línguas que a utilizam em seu alfabeto? Talvez quem tenha criado essas predefinições tenha pensado exatamente nisso, indicar que idiomas usam a mesma letra. Acho interessante a indicação, através de uma predefinição ou uma simples tabela com todos os idiomas. Desculpe-me por querer esgotar minhas dúvidas. -- Isaac Mansur 00h32min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Não sou um especialista no assunto mas aqui há uns tempos lembro-me de ler sobre isso: não está a haver confusão entre alfabeto (alphabet) e sistema de escrita (script)? Existe o alfabeto português/romeno/espanhol/checo/etc. baseados no sistema de escrita (script) latino. Não é assim? Dando um exemplo em que me sinto mais à vontade: existe o script georgiano donde se retira o alfabeto georgiano, que não usa todos os caracteres disponíveis. Por exemplo, o mingrélio usa alguns caracteres do script georgiano que a própria língua/alfabeto georgiano não usa. Malafaya 01h11min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Malafaya, nem eu sou um especialista. Contudo, veja que "Alfabeto turco é uma variação do Alfabeto latino", que "é o sistema de escrita alfabética mais utilizado no mundo, e é o alfabeto utilizado para escrever a língua portuguesa e a maioria das línguas da Europa ocidental e central e das áreas colonizadas por europeus". O alfabeto/sistema alfabético é uma das seis classificações de sistemas de escritas.
Isaac, não se incomode em perguntar. Sempre que me fizer uma pergunta lhe responderei quando puder. Ao apagar essas predefs, os verbetes não vão mudar (ou melhor, todos verbetes de letras latinas receberam definitivamente a predef "Alfabeto latino", que já era para estar presente em todas). Veja o verbete Ç. Ele indica em quais línguas é usado (francês e português), e é assim que deve ser (tendo a eliminação das predefs, ou não).
Eustáquio, como assim não justificado?!?!? E todo o resto que eu falei? foi o quê? (pior que nem grego eu posso dizer, tu sabe grego, então… Teeth.png). Pois é, é um erro a existência dessas predefs, pois é uma duplicação de informação. E elas prejudicam sim e ocupam um espaço danada em muitos sentidos. Se tivéssemos uma qualidade/organização maior/melhor no verbete A, certa parte dele estaria +/- assim (ao se retringir a esse significado). A lista de predef é quase uma tela, veja quanto espaço desnecessário ocupado. Um outro espaço ocupado é nos servidores (numa análise bem leiga do assunto) e nas [nossas] [pre]ocupações, ao se eliminar são páginas a menos para se manter/vigiar/cuidar/zelar/atualizar/etceterizar Teeth.png. Լսɑɴ fala! 02h10min de 27 de outubro de 2009 (UTC)
Olá Luan. Não justifiquei meu voto porque penso que não há muito o que discutir nesse caso, apesar de você pensar o contrário. Eu acho que a existência das predefinições não prejudica, portanto não vejo razão para as eliminar.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 00h25min de 30 de outubro de 2009 (UTC)
Obrigado mais uma vez, Luan, pela resposta. O exemplo que você deu no "parque dos miúdos" para a letra "A", eu já tinha entendido e, com relação ao Ç, foi exatamente o que eu quis dizer, ou seja, indicar em que alfabetos a letra aparece, não do jeito como está no Ç, mas em uma tabela, por exemplo. -- Isaac Mansur 10h20min de 27 de outubro de 2009 (UTC)

Tal como eu mostrei no Parque dos Miúdos, essas predefs são pura poluição visual. Figuram entre as não usadas. Não estão onde ao menos deveriam estar, já que existem. E Isaac, uma tabela poluiria bem mais o verbete. Não é necessário especificar qual língua usa qual letra a todo momento. O alfabeto latino básico é usado por todas, as extenções são excessões, daí são poucas, então é possível indicar o uso na própria definição, como é feito em Ç. E já que querem a permanência dessas predefs, que façam elas estarem nos verbetes aos quais fazem ligação. Assim, talvez, poderão ver melhor o que estão permitindo. Լսɑɴ fala! 22h57min de 1 de novembro de 2009 (UTC)

Faço uma proposta conciliatória. Que tal extendermos o período de votação para que os demais dicionaristas (Olá Malafaya! Olá ValJor! Olá Cadum!) tenha tempo de ver e pensar? Enquanto isso vamos nós refletindo e avaliando os argumentos do Luan. Quem sabe eles nos convence a mudar de idéia? Minha proposta é estendermos o prazo de votação por mais 30 dias. Ninguém perde nada com isso.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 23h34min de 5 de novembro de 2009 (UTC)
Duas coisas:
  1. Acatei a proposta do Eustáquio e estendi esta votação por mais trinta dias. Como o Eustáquio diz, não temos pressa em tomar a decisão.
  2. Estou realmente em cima do muro quanto a esta questão, os dois lados têm justificativas muito boas. A priori, na dúvida, tendo mais ao status quo (manter as predefinições) do que tomar uma atitude drástica (deletar o trabalho de diversos colaboradores assim de uma vez).
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 20h14min de 6 de novembro de 2009 (UTC)
Valdir, o trabalho de diversos colaboradores não vão ser apagados. Apenas fundidos num trabalho único para remover a duplicação superdesnecessária de conteúdo. Լսɑɴ fala! 02h21min de 8 de novembro de 2009 (UTC)
Olá Luan!
Citação: Você escreveu: «Figuram entre as não usadas»
Com exceção do /ak todos os outros estão sendo usados em pelo menos um verbete (e eu não estou contando a página de testes, claro).
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 12h31min de 11 de novembro de 2009 (UTC)