Utilizador Discussão:Cadum

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Arquivo das discussões dos anos de 2006, 2007 e 2008


Índice

Userbox Wikimedia Portugal[editar]

{{Wikipedia:Userbox/WPortugal}}Criei a Userbox Wikimedia Portugal, para quem apoia a criação da Wikimedia Portugal. Coloca-a no teu perfil, se estiveres interessado.
89.155.119.165 22h30min de 20 de fevereiro de 2009 (UTC)

Gentílicos[editar]

Para a criação do gentílico santacruzense guiei-me pelo uso que se faz desse gentílico aqui na Ilha da Madeira, pois até a imprensa madeirense usa-o dessa forma aglutinada ver aqui. E não só a imprensa até o clube de futebol desse concelho usa-o assim, veja aqui e aqui. Mas quero que saiba que, sei que a imprensa maltrata muito a língua portuguesa, e, que eu sou a favor da correcção ortográfica.

Contudo, fiz uma pesquisa no Google em «páginas de Portugal» e os resultados foram os seguintes:

santacruzense: 4.030
santa-cruzense: 784

pontassolense: 14.500
ponta-solense: 126

ribeirabravense: 107
ribeira-bravense: 306


Como se pode constratar nesses resultados, o único em que a forma não aglutinada é superior à outra é o ribeirabravense, que, mesmo assim, se repararmos bem na pesquisa, muitos dos resultados para a segunda forma de escrever estão sem hifem «ribeira bravense»!

No entanto ao pesquisar, em livros editados pelos respectivos concelhos e freguesias, reparei que em qualquer uma dessas fontes bibliográficas usa-se somente a forma aglutinada, e verifiquei pouquíssimas execepções. Se quiser posso dar-lhe essas referências / fontes bibliográficas.

Conclusão, não sei se altere ou gentilício toponímico ou mantenha-o, é um caso a reflectir, no qual estou aberto a novas opiniões / discussões. E vou averiguar melhor a situação, e poderemos entrar em contacto brevemente.

Obrigado, pelo seu contacto.

PS: Leia este artigo todo.


Línguas do utilizador
pt-N Este utilizador tem como língua materna o português.
Procurar utilizadores por língua

Re: Vamos acabar com os adjetivos?[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Valdir, tudo bem?»

Sim, tudo ótimo. E você?

Citação: Você escreveu: «Proponho-me acabar com os adjectivos, trocá-los todos por adjetivos. Já comecei e acabei de esvaziar a.»

Esta é uma tarefa hercúlea! Boa sorte!!

Citação: Você escreveu: «Quando esvazio uma categoria, devo colocar a predefinição de ER para ser apagada?»

Não precisa. No dia seguinte ela vai aparecer na lista de categorias não utilizadas e eu vou lá e a deleto.

Citação: Você escreveu: «Nas categorias que ainda não têm a nova denominação (adjetivo), o que faço? Tiro o "c" e deixo ficar a vermelho no verbete, até que alguém crie a nova categoria? É que dá muito mais jeito alterar todos os adjectivos/adjetivos quando se edita um verbete com muitas línguas...»

Seria melhor criar a nova categoria, se possível, mas se não quiser, não precisa. Uma das minhas nove tarefas do dia é criar as categorias que foram pedidas.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 00h29min de 16 de abril de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Entretanto, para não influenciar (torpedear, diria eu!) demasiado o meu número de edições, pensei em criar uma outra conta, mas não sei o que fazer para ela própria não entrar na lista dos editores... // Será que posso entrar como robô, embora edite manualmente? O que fazer para isso, que nome tem que ser – enfim, preciso mais uma vez de ajuda.»
É, talvez criar uma conta de robô seja a melhor coisa a fazer. E como você vai editar "normalmente", nem precisaria passar pelos trâmites normais de um robô, já posso dar o status diretamente.
Normalmente os robôs têm o mesmo nome da conta regular com "Bot" acrescentado ao final. Poderia entao ser CadumBot ou Cadum-Bot ou Cadumbot ou Cadum-bot.
Se quiser, dê uma lida na página sobre o AWB. Eu nunca usei, não vou poder te sanar dúvidas, mas o Luan diz que é muito bom para quem quer fazer modificações semi-automáticas, à moda de um robô "manual"...
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 10h50min de 16 de abril de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Continuo agradecendo a tua ajuda, Valdir, mas vou chatear você um pouco mais – se não for abusar.»
Não tem problema, ajudo com o maior prazer.
Citação: Você escreveu: «Você falou na AWB. Talvez fosse uma boa hipótese, mas infelizmente eu trabalho sobre Apple Macintosh e aquela aplicação apenas corre no "Janelas"...»
Ah, é uma pena. Ok, vai "no braço", então... :-)
Citação: Você escreveu: «Vamos então avançar para o Bot. Ele pode ficar como Cadum-Bot. Como é, tenho que criar primeiro a conta para você atribuir o status?»
Exatamente. Crie a conta e em seguida eu dou o status de bot a ela.
Citação: Você escreveu: «Desculpa estar a sobrecarregar tuas tarefas, mas não anda por aqui muito mais quem possa ajudar, não é?»
É verdade. Infelizmente tem pouca gente ajudando a levar o projeto avante. Eu não gostava do tempo em que tínhamos aqueles quebra-paus todos, mas pelo menos naquela época tinha mais gente participando...
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 15h05min de 16 de abril de 2009 (UTC)

Feroês[editar]

Olá Cadum!

Vejo que você criou a categoria Adjetivo (Feroico) para substituir Adjectivo (Feróico). No entanto, um anônimo vem cuidando da eliminação do "feróico" e ele optou por usar "feroês" ao invés de "feroico". Veja Categoria:Adjetivo (Feroês).

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 15h15min de 16 de abril de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Foi bom você ter avisado sobre o feroês... Como posso evitar que volte a acontecer uma coisa assim?»
Não tem muito jeito... Mas penso que não temos nenhum outro caso estranho como esse. Uma língua com dois nomes diferentes e um deles seguindo a norma antiga de ortografia é algo bem raro.
Citação: Você escreveu: «Bem, ficou mais uma categoria vazia para você apagar (Adjetivo (Feroico)).»
Sem problemas. Já cuidei dela.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 15h54min de 16 de abril de 2009 (UTC)

A minha galinha é melhor do que a da vizinha?[editar]

Porque, depois do que você fez, pode apetecer-me voltar a pôr "ao meu modo", por uma questão de orgulho.

Voltei a pôr a sua edição embora só tivesse mexido na qualidade da informação no que diz respeito à {{GrafiaPtbr|carácter}} e ao plural de caráter ser caracteres. Se detectar outros abusos da minha pessoa avise-me que reporei tudo no devido lugar. Diabo e Santo


Obrigado, Cadum, pelo abraço que retribuo.
mas eu referia-me apenas ao visual, não ao conteúdo...
Eu diria doutra maneira: é o hábito que faz o monge ou, então, é o visual que faz a informação e estamos a falar de carácter, caráter, caractere, caratere, etc. e na qualidade da informação que consta nos verbetes. Diabo e Santo


BASE XI 3.º Levam acento agudo ou acento circunflexo as palavras proparoxítonas, reais ou aparentes, cujas vogais tónicas/tônicas grafadas e ou o estão em final de sílaba e são seguidas das consoantes nasais grafadas m ou n, conforme o seu timbre é, respetivamente, aberto ou fechado nas pronúncias cultas da língua: académico/acadêmico, anatómico/anatômico, cénico/cênico, cómodo/cômodo, fenómeno/fenômeno, género/gênero, topónimo/topônimo; Amazónia/Amazônia, António/Antônio, blasfémia/blasfêmia, fémea/fêmea, gémeo/gêmeo, génio/gênio, ténue/tênue.
Cadum,
Melhorei o verbete académico retirando a {{GrafiaPtbr|acadêmico}} e repondo o subtítulo de Adjectivo apenas por uma questão de orgulho em ser português, respeitar as leis portuguesas e de não gostar de andar com o carro à frente dos bois - o acordo ainda não entrou em vigor em Portugal. Pode continuar, no meu entender, a ajustar a categorização e se tiver tempo pense na serventia que poderá ter a [[Categoria:Polissílabo (Português)]] tendo em consideração o significado de polissílabo. Sempre a considerá-lo. Diabo e Santo

Kaoru Ishikawa[editar]

Você anda assim cordato, calado, sorumbático?
Na verdade, o que eu ando é muito desmotivado com esta minha vida de diabo à noite e de santo durante o dia nesta comunidade que não quer evoluir quando temos à disposição as ferramentas para o fazer. Veja:
Os Círculos de Qualidade são pequenos grupos de funcionários (4 a 10) de uma organização que se reunem regularmente durante o período de trabalho para identificarem, analisarem e debaterem formas de melhorar a qualidade e a produtividade do trabalho. Funcionam portanto como uma estrutura de apoio aos órgãos de gestão e como forma de dinamização da estrutura formal existente na organização. [[1]]; Diagrama de Ishikawa Nota: O que está em causa não é manter eternamente os normativos vigentes, mas melhorá-los, ou criá-los onde ainda não existam, numa tarefa sempre inacabada.
...não me parece que a forma que consta no livro de estilo seja má...
É óbvio que a forma não é má quando temos apenas um título (=Português=), um subtítulo (==Verbo==) e um ou vários sub-subtítulos e desde que se esteja na presença apenas de uma palavra e de uma grafia sem qualquer diferença de significação nos dois lados do Atlântico.Veja a palavra espia que é verbo, substantivo masculino e feminino, substantivo feminino, substantivo masculino, um brasileirismo e ainda falta muita coisa para completar o verbete onde basta pensar nas etimologias e nas traduções para quem não queira ser cego ver que o "estilo" pode ser melhorado.
Você não usa o redirect, prefere sugerir ao utilizador que ele digitou mal...
Exacto. Prefiro sugerir que possa ter havido um erro de digitação do que decidir eu que houve um erro de digitação quando as duas digitações são correctas. Não entendi nada do seu exemplo académico/acadêmico que não melhorei nos dois verbetes apenas para não alterar edições do passado. Parece-me ser óbvio que pôr num dos verbetes que é o mesmo do que o outro é uma solução com muito mais qualidade do que fazer um redirect de um para outro.
Não me oponho (quem sou eu?) a que você crie os seus verbetes à sua maneira, embora não concorde com isso. Mas discordo profundamente que você imponha isso nos verbetes que foram criados, que estão minimamente wikificados.
Não confunda a árvore com a floresta. Raramente altero a informação e o estilo existentes num verbete porque me considero um criador e não um alterador de verbetes onde a posição e o estilo (com ou sem bonecos) dos sub-subtítulos sejam fundamentais.
no Brasil, atestado pelo Prontuário da ABL, o plural de caráter é caracteres. Acrescento: assim como elefoa é um substantivo feminino...
Por favor, Cadum, eu já vivi muito para engolir argumentações deste tipo e muito menos vindas de um "fazedor de gralhas" que muito estimo. É óbvio que o plural de caráter é caráteres assim como o plural de carácter é carácteres partindo-se do princípio que o c é mudo e ra(c) é a sílaba tónica. Contudo, o novo prontuário de acordo com o Acordo está por aí a aparecer e eu espero encontrar nele elefoa, carater [oxítona], carateres [paroxítona], caráter e caráteres.
Na minha opinião (F. V. P. da Fonseca :: 17/05/2007 [[2]]), os polissílabos, porém, devem começar nos vocábulos de pelo menos quatro sílabas
Só não percebo, amigo Cadum, é porque não foi ver os Textos Relacionados mencionados no "link" acima indicado [[3]]. Também não percebo a dificuldade existente em se classificar as palavras em monossílabos e polissílabos e, depois, classificar os polissílabos em dissílabos, trissílabos, tetrassílabos, etc. Contudo, se se pretender dar um significado técnico a polissílabo fora da significância dos não técnicos vejam primeiro se há qualquer necessidade de o fazer. (Tenho em consideração que a Nova Gramática do Português Contemporâneo de Celso Cunha e Luís F. Lindley Cintra classifica as palavras quanto ao número de sílabas em monossílabas, dissílabas, trissílabas e polissílabas, mas há mais gramáticos e, por envolver questões de saúde mental, um monossílabo nunca poderá ser um polissílabo e não há nada que impeça que um polissílabo tenha duas, três, quatro, etc. sílabas).
Quando decido viver numa comunidade, seja de dois ou de muitos, sei que tenho que abdicar de algumas das minhas idiossincrasias para manter a união do grupo
Só há duas possibilidades de saída para a idiossincrasia: ou somos, ou não somos, influenciados pelo que nos é alheio, mas diariamente todos somos influenciados, mas pessoalmente procuro não me deixar influenciar, apenas e só, porque pertenço a um grupo, ou a grupos, que me atiram à cara a unicidade ou a unidade. O que eu gosto mesmo é de respeitar as suas ideias embora não concorde com elas e, se não concordo, tenho o direito e o dever de lhe dizer que não concordo e tenho mil e uma maneiras de o fazer.
Diabo e Santo

Gentilícios (cont.)[editar]

Não tenho podido responder-lhe às mensagens, mas assim que possa hei-de responder-lhe adequadamente! Entretanto, quero apenas dizer-lhe, que não altere ainda esses gentilícios, pois vou, quando tiver tempo, explicar a situação que se está fazendo cá dos gentílicos e perguntar o que é que o Ciberdúvidas opina.

Logo que possa entrarei de novo em conctato consigo, e aproveito para lhe agradecer os comentários!


Línguas do utilizador
pt-N Este utilizador tem como língua materna o português.
Procurar utilizadores por língua

Iremos a algum lado, dessa forma?[editar]

Por lapso, respondi na minha página de discussão. Importa-se de ler aí a resposta? Diabo e Santo

Há mar e mar. Há ir e voltar... - Instituto de Socorros a Náufragos[editar]

Há pensar e pensar, e voltar a pensar. Há quem esteja afogado num lodaçal de lugares-comuns, incapaz de pensar com o mínimo de autonomia. Se lhes ensinaram que tudo é a preto e branco, por mais que tenham cores à frente do nariz, recusam-se a vê-las. - Desidério Murcho (filósofo) [[4]]
Quer em Portugal, quer no Brasil, os filologistas estão divididos em duas escolas com argumentações muito fortes para que possam coexistir -- uma valoriza a simplicidade da passagem da oralidade à escrita e a outra valoriza a facilidade da passagem da escrita à oralidade.
§ 1
O objectivo deste projecto (o Wikcionário) é a produção de um dicionário para a Língua Portuguesa Pluricontinental (com utilidade, quer para a passagem da oralidade à escrita, quer para a passagem da escrita à oralidade).
§ 2
Para se atingir o objectivo do § 1 pode ser necessário sacrificar-se regras, normas e preceitos, quer da legislação brasileira, quer da legislação portuguesa, ou de ambas.
§ 3
Sempre que necessário, indicam-se três divisões em cada verbete da Língua Portuguesa Pluricontinental
§§ 3.1 divisão fonética (com hiatos onde for possível) seguindo-se as classificações quanto ao número de sílabas e quanto à posição da sílaba tónica efectuadas a partir desta divisão
  • gló.ri.a trissílabo esdrúxulo; ou gló.ri.a trissílabo esdrúxulo
  • boi.a dissílabo grave; ou boi.a dissílabo grave (bóia na grafia antiga)
  • boi.am dissílabo grave; ou boi.am dissílabo grave (bóiam na grafia antiga)
  • boi.ão dissílabo agudo; ou boi.ão dissílabo agudo
  • co.en.tro trissílabo grave; co.en.tro trissílabo grave
  • ri.a dissílabo grave; ri.a dissílabo grave
§§ 3.2 seguir-se à divisão indicada em §§ 3.1 a indicação das sílabas que podem formar ditongo unindo-as com : e a classificação quanto à posição da sílaba tónica apenas
  • gló.ri:a esdrúxulo aparentes; gló.ri:a esdrúxulo aparente
  • co:en.tro grave; ou co:en.tro grave
  • ri:a nada; ou ri:a nada
§§ 3.2 divisão para a translineação
  • gló-ria
  • boia
  • boi-am
  • boi-ão
  • co-en-tro
  • ria
Portanto, hoje não concordo com a sua proposta com mais uma definição para o número de sílabas (com hiato). Amanhã logo se verá depois dos seus argumentos
Choca-me pensar em arranjar uma definição para, por exemplo, monossílabo com hiato
Saudações, Diabo e Santo

Tudo vale a pena/Se a alma não é pequena. Idem[editar]

«Assim, ri.a, de.vi.a, ri.o, ca.sa.ri.o, du.o, lu.a – são graves com acento tónico na primeira das duas vogais finais. E isso é verdade em Portugal e no Brasil, não haverá discussão com os colegas brasileiros...» Cadum

«(A propósito "devia", no Brasil, tem 2 sílabas o ia é um hiato.)». EusBarbosa 00:58, 27 Outubro 2006 [[5]]
Eu "acho" que a divisão silábica deveria ser "co.en.tro" e não "coen.tro" como aparece no verbete, mas não tenho certeza. Alguém confirma?» --Valdir Jorge [[6]] E o mais grave é ainda quando argumentam que a divisão silábica é assim no Brasil diferente da que é feita em Portugal e ponto final
Quer em Portugal, quer no Brasil é valida a divisão silábica com ou sem hiatos, mas para o wikcionário seria bom que só houvesse um método. Pessoalmente, e para esta discussão entre nós, escolho a divisão com hiatos
  • Neste Wikcionário o número de sílabas numa palavra é igual ao número de vogais da palavra desde que não haja ditongos ou tritongos que não possam ser desfeitos na silabação.
E o caríssimo tem outras opções? Não vale a pena avançar-se mais sem esta miudeza estar resolvida. Diabo e Santo

Em homenagem ao Fernando Pessoa mudo de albarda[editar]

Mudo de albarda, mas continuo a cantar que há mais estrelas no céu...
aerólito vs aerolito
  • «Nota: A etimologia pede a pronúncia esdrúxula aerólito (a.e.ró.li.to), e esta é a pronúncia oficialmente adotada no Brasil, mas a tendência para tornar grave esta palavra torna aconselhável ceder ao uso popular admitindo-se aerolito, com acento em li.» - In [[7]]
Estamos na presença da tendência natural da Língua Portuguesa Pluricontinental para a paroxitonia (deslocação do acento tónico da antepenúltima para a penúltima sílaba) com o sacrifício da pronúncia culta e o endeusamento do uso popular.
  • Esta paroxitonia também está presente na base da existência das proparoxítonas aparentes em nome da cedência ao uso popular (ou a escola que defende que as palavras devem ser escritas de acordo como o povo as pronuncia)
Fico sem saber se devo pronunciar cateter como sendo oxítona ou paroxítona.
Fico sem saber as razões que me impedem de pronunciar as proparoxítonas aparentes com mais uma sílaba
Obreiro

Categoria:Adjectivo (Inglês)[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Acabei de esvaziar a Categoria:Adjectivo (Inglês) e verifiquei que há várias outras páginas que apontam para ela Especial:Páginas_afluentes/Categoria:Adjectivo_(Inglês). Não sei o que fazer para retirar essas ligações de modo a que a categoria fique disponível para ser apagada... Mais uma vez recorro à sua ajuda.»

Quanto às doze páginas que "pertencem" ao Waltter (aquelas começadas por "Dicionário..."), penso que seria melhor pedir para ele modificá-las ele mesmo. Já quanto às outras páginas de usuário ou de discussão, se quiser avisar aos respectivos donos, muito que bem, senão podemos deixar assim mesmo. Por mim, se a categoria não tem mais verbetes de verdade, penso que podemos apagá-la.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 23h09min de 25 de abril de 2009 (UTC)

Kölsch vira francônio[editar]

Olá Cadum!

Dica rápida: mais um caso de idioma mudando de nome para você prestar atenção quando estiver fazendo suas modificações: o idioma anteriormente conhecido como kölsch agora virou francônio. Boas edições!

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 10h23min de 27 de abril de 2009 (UTC)

Re: Missão "adjectivos" mais ou menos concretizada[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Olá, Valdir, tudo bem? Espero que sim.»

Sim, tudo ótimo comigo.

Citação: Você escreveu: «Acabei a tarefa de trocar a categoria "adjectivo" por "adjetivo", conforme combinado.»

Puxa! Que façanha! Parabéns pelo esforço. Foi uma tarefa hercúlea mesmo!

Citação: Você escreveu: «Fica a faltar apenas mudar "adjectivo" para "adjetivo" nos títulos e nas descrições, visto que houve quem se manifestasse contra»

Eu sei bem quem é esse "quem"... Acho estranha a posição dele, entravando assim o avanço do projeto. Oh well...

Citação: Você escreveu: «pelo facto de o AO ainda não estar em vigor em Portugal.»

E falando nisso, quando é que o Acordo vai entrar em vigor em Portugal? Daqui a pouco o Acordo comemora vinte anos e ainda estamos discutindo quando implementá-lo... É uma vergonha...

Citação: Você escreveu: «Adiei, portanto, essa tarefa. É pena, teria sido mais fácil fazer tudo ao mesmo tempo!»

Sim, uma pena mesmo, vamos ter que passar por todos aqueles verbetes mais uma vez...

Citação: Você escreveu: «Tenho andado um pouco confuso com a minha vida, num daqueles momentos em que o trabalho é poço onde afogamos ideias, por isso não tenho comunicado contigo. Desculpa, sim?»

Sem dúvida, claro. Essa nossa vida "real" de vez em quando atrapalha nossa vida "virtual". Coisas da vida...


Agora um outro assunto relacionado ao Acordo: vi que você deu um pito em dois anônimos que mudaram da antiga norma portuguesa para a antiga norma brasileira (que agora é a norma geral da língua). Considerando que eles estavam colocando os verbetes dentro da norma do Acordo, será que não seria melhor ter deixado as modificações deles?

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 14h31min de 1 de junho de 2009 (UTC)

Re: Novas missões nos esperam[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Valdir, o AO entrará em vigor em Portugal ainda este ano – promessa de ministro, que só não tem nariz como o Pinóquio, com pena minha, gostaria de o ver conduzindo a viatura...»

Vou ficar na torcida aqui para que isso aconteça mesmo. No Brasil oficialmente estamos em período de transição: o Acordo começa a valer de verdade a partir deste ano, mas quem quiser ainda pode usar a norma antiga por mais quatro anos. Em 2013 passa a valer só o que está no Acordo.

Citação: Você escreveu: «É uma vergonha, sim, tens razão. Mas a verdade é que o D&S tem razão quanto a isso: o combinado foi a versão (oficial) portuguesa prevalecer nos artigos criados por lusos. Por mim preferia antecipar a adopção/adoção aqui no projecto, mas acho que agitar águas paradas pode gerar tempestade... Por isso decidi contemporizar com ele nesse aspecto.»

A mim parece mais obstrucionismo dele. Ele não gosta do Acordo e portanto faz de tudo para solapá-lo. Mas nós já estamos acostumados às diabruras dele, não é mesmo?

Citação: Você escreveu: «Mas, pensando bem, vou passar a ignorar o que os outros fazem nesse sentido, obrigado pela chamada de atenção.»

É, acho que devemos, se não incentivar, pelo menos não tolher aqueles que trabalham para que o Acordo vingue.

Citação: Você escreveu: «A propósito: a próximo tarefa de normalização com o AO vai ter que ser uma alteração da versão PTbr... Qual vamos escolher? Eliminar os tremas? Eliminar os acentos nas palavras terminadas em -éia/-éias? Ou uma mais fácil, como eliminar o acento nos vocábulos terminados em duplo o, como vôo, enjôo, etc?»

Não tenho preferência, qualquer uma delas me parece adequada. Só quero te pedir que não elimine propriamente os artigos com a ortografia "antiga". Coloque, ao invés, a Predefinição:Anterior ao Acordo de 1990 no topo daquelas páginas. Veja, por exemplo, o verbete seqüestrar.

Outros bons candidatos a modificações são as seguintes categorias: Categoria:Lingüística (Português) e Categoria:Contracção (Português).

Citação: Você escreveu: «Como já deves ter reparado, retirei Portugal do Apêndice:Gentílicos e criei o Apêndice:Portugal, tal como já existia o Apêndice:Brasil. É que, depois de concluir o meu projecto de incluir todas as freguesias de Portugal, aquele apêndice será enorme: são mais de 4000 freguesias!»

Quando eu vi você começando a listar as freguesias pensei "Mas ele ficou doido? Vai listar todas as freguesias? Não vai acabar mais...". O apêndice do Brasil lista só os estados e suas capitais, é bem mais razoável. Imagine listar todos os mais de cinco mil municípios do Brasil! É demais... Bem, de qualquer maneira, o trabalho está feito...

Citação: Você escreveu: «O que sugiro: que naquela predefinição haja uma variável que, por defeito, seja Gentílicos (para que não estrague nada do que está feito), mas que possa ser acrescentada com »

Yes check.svg Feito. Já vi que você já começou a utilizar...

Citação: Você escreveu: «Se for, e abusando um pouco mais, seria de criar uma outra predefinição idêntica no modo de funcionamento (para ser mais fácil a analogia) mas referente a topónimos (pode ser topônimos, não dou meia para essa guerra...). Porque os topónimos estão, ou estarão mais tarde ou mais cedo, nos mesmos apêndices dos gentílicos.»

Não entendi direito. Precisamos de uma predefinição para os topônimos que apontaria para os mesmos três apêndices? É isso?

Citação: Você escreveu: «Desculpa o trabalho, sim? Antecipadamente grato. Um abraço.»

Sempre às ordens.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 01h03min de 2 de junho de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Acabei a minha tarefa da Categoria:Lingüística
Ótimo, já deletei a categoria.
Citação: Você escreveu: «Vou escolher outra e depois comunico, o.k.?»
Perfeito!
Citação: Você escreveu: «Como se desfazem de uma só vez várias edições? Quando alguém vandaliza por três vezes seguidas (como em assuntar, agora mesmo), como elimino todas de uma só vez?»
Não há um "magic button" para isso, mas basta editar de novo a última versão estável e salvá-la.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 14h15min de 3 de junho de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Você não apagou todas as pastas das categorias Lingüística, a começar pela própria Categoria:Lingüística...»
Falha minha, eu deletei a de português e esqueci do resto. Agora sim, eu deletei todas elas, inclusive uma que não tinha o acento no i.
Citação: Você escreveu: «Entretanto, vou começar amanhã a Categoria:Contracção.»
Perfeito!

Um outro assunto que eu estava para comentar: a predefinição apêndiceTopônimos é exatamente igual a apêndiceGentílicos, só muda a palavra principal de gentílico para topônimo, não é mesmo? Se for isso, acho que poderíamos nos desfazer de apêndiceTopônimos, bastaria colocar o par gentílico/topônimo como uma variável. Assim, se você escrever {{ApêndiceGentílicos|Portugal}} obteria a frase "Este artigo é um gentílico presente em Apêndice:Portugal", mas se escrever {{ApêndiceGentílicos|Portugal|topônimo}}, aí teria "Este artigo é um topônimo presente em Apêndice:Portugal". Que tal?
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 18h38min de 4 de junho de 2009 (UTC)

Ser ou não ser... um totalitário não político[editar]

Veja [[8]] escrito em 2005. Therezzo

Re: Proposta de fusão dos apêndices Topónimos e Gentílicos[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Por mim, a sua proposta de eliminar a Predefinição:apêndiceTopônimo está bem. [...] Força, então, com a alteração. Depois correrei os poucos verbetes para os adaptar.»

Yes check.svg Feito! Está feita a alteração no apêndice, pode experimentar.

Citação: Você escreveu: «Há uma coisa que eu acho que devia ser feita, mas não sei se a comunidade estaria de acordo. É que descobri um Apêndice:Topónimos, um pouco confuso até, mas que é repetição do que existe (ou deveria existir, ou existirá um dia) no Apêndice:Gentílicos. O que eu pensei é se não seria mais prático fazer a fusão dos dois apêndices num único: Apêndice:Topónimos e Gentílicos, já que são como irmãos siameses...
O que pensa disto? [...] Proponho a fusão ou não, o que acha você?»

Por mim, vá em frente, proponha a fusão. Eu voto a favor! :-)

Citação: Você escreveu: «Bem, Valdir, acabei também com a Categoria:Contracção, pode apagá-la mais as categorias que continha.»

Yes check.svg Feito! Apaguei-as todas.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 02h03min de 5 de junho de 2009 (UTC)

"Maiusculite"[editar]

Nossa. Eu podia jurar que o termo "glândula de Skene" estaria se referindo à "glândula do pesquisador" e que para se referir à glândula descoberta por ele tinha que se fazer por maiúscula, no caso Glândula de Skene. Mas pelas fontes que me mostrou acho que errei feio. É a doença do maiusculite que me ataca. (Rsrsrs) Eu estou indo viajar agora, e corrijo isso domingo quando eu voltar, mas se você quiser corrijir já, não me oponho. Obrigado por me avisar, acho que nunca ia perceber isso. --Jesiel通信 11h28min de 13 de junho de 2009 (UTC)

Re: Novamente chateando...[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Cá estou de novo a chatear, abusando da tua paciência. Desculpa, sim?»

Não é abuso nenhum, pode perguntar à vontade.

Citação: Você escreveu: «Você "salvou" anàfora de ER, mas isso vai contra o que diz o nosso Livro de estilo: Também não se deve criar páginas cujos títulos são erros ortográficos ou de digitação, nem mesmo para redirecionar para as páginas corretas. Ou estou enganado?»

Bem, anàfora só é um erro de digitação em português. No idioma catalão é assim mesmo que se escreve, com o acento "ao contrário"...

Citação: Você escreveu: «O seu comentário no pedido de auto-desnomeação tem razão de ser, mas você concorda que foi o que votámos e que está expresso no texto, ou não faz a mesma leitura? Realmente, pensando bem, falta ali, naquele texto, uma secção de "Renúncia ao estatuto de administrador". É que aquele texto Remoção do estatuto de administrador fala de o próprio se propor a votação mas é no sentido de conseguir um voto de confiança, não no sentido de renúncia. O que se poderá fazer, agora que somos tão poucos para votar? Falar disso na Esplanada e, se ninguém se opuser, escrever mais um parágrafo?»

Você está coberto de razão, o texto que votamos era para outro caso, não para esse que o D&S colocou. Penso que seria o ideal colocar uma mensagem na Esplanada e depois fazer a modificação naquela página se ninguém se opor.

Citação: Você escreveu: «Quando há vandalismo e eu reverto o artigo, será que é legítimo ser eu a deixar o aviso na página de discussão do anónimo? Ou é mesmo necessário ser um administrador? Ou prefere ser sempre você a fazer isso?»

Sem dúvida você pode deixar o aviso na página do vândalo, não precisa ser um administrador a fazê-lo.

Citação: Você escreveu: «Se puder ajudar, retirarei de teus ombros uma ou outra das tarefas que você assume (milhares!, como você consegue?).»

Obrigado por todas as ajudas, são muito bem vindas.

Quanto às tarefas todas que eu assumo, tenho alguns "atalhos" que me facilitam a vida. Por exemplo, tenho um botão para vândalos, outro para novatos, outro para anônimos. O problema é apertar o botão errado, como fiz agora há pouco quando escrevia essa mensagem. Queria apertar o botão de assinatura e terminou saindo uma mensagem de boas vindas na sua página por engano...

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 13h30min de 13 de junho de 2009 (UTC)

Plica ou apóstrofe? (Era: De novo eu...)[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Reparei que o nosso colega Usuário:TAKASUGI_Shinji tem estado a fazer redirects por causa do apóstrofe.
Ele tem razão, está errado o uso do apóstrofe por aqui: não é aujourd'hui, com plica, mas sim com apóstrofe.
Não será melhor dizer-lhe para mover os artigos que estão errados, em vez de estar a criar os certos e redireccioná-los para os errados?
Eu dizia-lhe, mas ele diz que não entende o português...»

Eu até que posso escrever para ele, mas não sei direito o que dizer. Veja o seguinte: o wikcionário inglês redireciona de aujourd’hui para aujourd'hui enquanto que o wikcionário em francês redireciona de aujourd'hui para aujourd’hui. Difícil dizer qual é a forma correta...

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 18h30min de 15 de junho de 2009 (UTC)

Yes check.svg Feito. Mandei a mensagem para ele.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 19h17min de 15 de junho de 2009 (UTC)

Categoria de idioma[editar]

Olá Cadum!

Citação: Outro dia, na página de discussão de um anônimo, você escreveu: «Obrigado por ter criado estas predefinições. Gostei! São realmente muito práticas.
Mas, já agora e como nunca ninguém fica completamente satisfeito, se não for abusar acrescente a ambas um pormenor que está em falta: a categoria da língua do verbete. Para o português falta a Categoria:Português, e assim por diante para todas as línguas.
Eu mesmo faria a alteração, mas não sei...»

Será que é isso mesmo que deveríamos fazer? No meu entender a categoria de idioma deveria conter apenas e tão somente as sub-categorias do referido idioma e não palavras. Assim, vespeiro seria catalogado apenas em Categoria:Substantivo (Português) e não em Categoria:Português. Pelo que eu saiba nós não temos uma regra definida pela comunidade para isso, mas penso que é isso que é seguido (pelo menos é isso que eu sigo...).

Eu sei que existem milhares de palavras catalogadas diretamente dentro de Categoria:Português, mas na minha opinião isso é um erro a ser corrigido e não algo a ser incentivado. O que você acha?

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 13h29min de 16 de junho de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Eu vi isso em tantos verbetes que pensei que era para categorizar todos com a língua...
Agora que você fala nisso, acho que sim, que tem razão – a categoria deveria ser apenas para alojar as subcategorias. Mas há artigos em muitas (todas?) as categorias de línguas...
Quer pôr a questão na esplanada e, se ninguém se opuser, eu faço essas alterações todas?»
Acho que não precisamos discutir isso na Esplanada. Depois que eu te mandei a mensagem, eu descobri que já temos a regra para isso: na página sobre categorias está escrito: "Um verbete que pertencer a uma categoria de classe gramatical de idioma não deve pertencer às suas categorias superiores na hierarquia".
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 15h50min de 16 de junho de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «posso começar a retirar isso dos verbetes?»
Vá em frente!
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 17h50min de 16 de junho de 2009 (UTC)

(Ponderemos então, muito bem calados!)[editar]

[[9]]

Não. Não me parece o mesmo.[editar]

  • veja que o tratamento dado aqui a AIDS é o contrário do dado por si a SIDA.
  • quando se escreve SIDA só há uma descodificação possível — a descodificação da sigla
  • quando se escreve "Sida" ou "sida" a descodificação só é possível com a análise do contexto. É óbvio que "aids" em inglês não é apenas uma sigla
  • se bem me lembro, está a esquecer-se do actual Acordo Ortográfico que não permite que as siglas sejam escritas apenas em minúsculas
  • 2.º A letra maiúscula inicial é usada: — h) Em siglas, símbolos ou abreviaturas internacionais ou nacionalmente reguladas com maiúsculas, iniciais ou mediais ou finais ou o todo em maiúsculas: FAO, NATO, ONU; H2O; Sr., V. Ex.ª;
...mas isto vai resolver-se quando disponibilizarem os siglários previstos no Acordo

Re: Falta uma predefinição, não é?[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Parece que estávamos combinados, escrevendo ambos ao mesmo tempo no mesmo sítio...
Uma pergunta: não há uma predefinição de aviso para editores cadastrados? Só para anónimos?»

Bem, a suposição é que vandalismo só é feito por anônimos... Uma suposição que os últimos dias têm provado ser falsa... :-( Como tem aparecido novato "sem noção" por aqui! É brincadeira!!...

Talvez devêssemos criar uma predefinição para novatos, baseado naquela dos anônimos...

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 00h19min de 30 de junho de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Modifiquei a predefinição:aviso para fazê-la aceitar o nome do usuário. Agora só falta esperar o próximo vândalo cadastrado para testá-la...
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 10h30min de 30 de junho de 2009 (UTC)

re: É mesmo necessário?[editar]

Olá, Cadum!

Imagino que esteja se referindo à modificação que fiz na Predefinição:c2g. De fato, não acredito que algum brasileiro que venha a consultar o Wikcionário não reconheça palavras com género ou adjectivo, embora, caso não esteja familiarizado com as diferenças da grafia brasileira para as demais, deva concluir que haja algum erro ali.

No entanto, acredito que deva ser usado um padrão. Entre sinónimo e sinônimo, ficou convencionado (me parece) que o nome da seção seria sinónimo. Quanto a adjectivo e adjetivo, até por causa do Acordo Ortográfico, ficou adjetivo. Mas quanto a género e gênero, percebo que há uma indecisão. Há predefinições tanto com uma grafia quanto com a outra, e a versão atual de [[Predefinição:flex.pt.com2]] teria as duas, o que não ficou esteticamente bem.

Se a maioria dos principais editores optar por usar apenas "género", começarei a usá-lo também, de bom grado.

Obrigado pela atenção, e parabéns pelo seu trabalho aqui!

--189.30.229.205 22h21min de 1 de julho de 2009 (UTC)

Citação: Você escreveu: «No resto (incluindo os títulos como sinónimos, adjectivos, etc.) seria usada a versão do editor que iniciasse o artigo ou do que lhe introduzisse uma grande alteração (ver aqui quando fala de «mudanças significativas»).»
Citação: Você escreveu: «Como diz a página que acabei de citar, resulta estranha a leitura de um artigo cheio de... "indecisões" ortográficas.»
Concordo que um artigo nessas condições não fica muito bom. Até por isso defendo uma maior padronização dos modelos a ser seguidos nos verbetes.
Ainda que tenha aprendido um pouco sobre a grafia do Português utilizado fora do Brasil aqui mesmo e em outros projetos Wiki, não me sinto capaz de aplicá-la com mais frequência. Por isso que quando acrescento exemplos e pronúncias aos verbetes, só o faço usando as regras brasileiras.
Citação: Você escreveu: «Em relação à tentativa de normalização das categorias, o usual aqui era a [[Categoria:Adjectivo (idioma)]], mas espero ter acabado com isso – antecipando um pouco a entrada em vigor do AO aqui em Portugal. Também se trocou a [[Categoria:Lingüística]] por [[Categoria:Linguística]]...»
Ainda que frequentemente eu me ache perdido em tantas possibilidades de contribuição, tanto trabalho ainda a fazer, eu estou procurando dedicar algum tempo para a adequação do Wikcionário ao AO. Já dei uma mão na troca da categoria [[Categoria:Tártaro da Criméia]] (e suas subcategorias) pela [[Categoria:Tártaro da Crimeia]], e no momento estou ajudando na passagem do Categoria:Feróico para [[Categoria:Feroês]].
Citação: Você escreveu: «Disponha sempre e obrigado por estar por aqui. Espero que seja compensador para si – porque para o projecto será vantajoso, estou certo.»
Com certeza! Conhecer este projeto foi uma surpresa bastante grata, e contribuir para o seu crescimento tornou-se praticamente um vício! E sei que não sou o único a sentir prazer nesta empreitada.
Obrigado mais uma vez pela atenção!
-189.30.229.2 22h31min de 2 de julho de 2009 (UTC)

Novatos dando trabalho...[editar]

Olá Cadum!

Como esses novatos estão dando trabalho, não é mesmo? Acho que tem professores que estão fazendo seus alunos descobrir o mundo wiki, não consigo imaginar outra explicação para essa enxurrada de novatos que chega com muita vontade de colaborar, mas pouca noção de como fazer bem...


Outra coisa: quando ao verbete Torixoréu, acho que com o Acordo ele vai perder o acento, não é mesmo?

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 23h41min de 1 de julho de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Se ficarem por cá 10% dos novatos, vamos ter um concorrido projecto. Eles deixam alguma esperança, pelo menos isso.»
Só temos que torcer para que esses 10% sigam as regras...
Citação: Você escreveu: «Quando ao acento em Torixoréu [...] Pelos vistos, continuará a ser acentuado.»
Xii! Eu estava achando que todos os ei/oi/eu perderiam o acento! Então é só nas paroxítonas? Que coisa mais esquisita! Essa regra vai entortar a cabeça de muito aluno por aí...
Citação: Você escreveu: «Esta invasão tem representado muito mais trabalho para o único administrador em funções, não é? É preciso estar atento, ter mil olhos.»
É, fica difícil acompanhar tudo isso. Felizmente você tem dado uma ajuda inestimável. Muito obrigado!
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 00h31min de 2 de julho de 2009 (UTC)

«E "vestir" uns calçonitos ...»[editar]

Não vou vestir uns calçonitos e muito menos dormir todas as noites num caixão à espera da morte.
Penso que o meu amigo me está a confundir com o colega Waltter Manoel da Silva - nós não estilhaçamos nada.
Faça um esforço e tente compreender que há algumas diferenças entre um "modelo recomendado" e um "modelo obrigatório".
Contudo, só reverti o artigo porque o colega Bille.Alan eliminou a divisão silábica fonética e deixou apenas a partição para a translineação — continuo a pensar que estamos a desinformar todos os jovens com esta questão que não queremos resolver. 85.246.144.115 18h20min de 4 de julho de 2009 (UTC)

Prezado Cadum,[editar]

Queria saber se posso entrar em contato com você por MSN, se você tiver um. Preciso ter algumas conversas. Grato.

Ok, mas...[editar]

...você não tem MSN, para que possamos conversar instantaneamente? Sabe o que é MSN? Aí em Portugal vocês usam?

Enviei[editar]

Já lhe enviei uma mensagem. Retorne-a com seu msn.

Ok, mas...[editar]

...uns usuários aqui, haviam pedido pra que eu usasse a nova regra, pois eu havia criado um artigo chamado "boléia". Por isso é que estou usando-a. Mas, se quiser, não edito os que têm a regra antiga e só crio novas com a nova regra, ok? Abraço.
Bil̲le 17h30min de 5 de julho de 2009 (UTC)

Sim, entendi. Então, devemos fazer artigos com as duas versões (como acto e ato) ?

O Bille.Alan pode estar a ser induzido em erro pelo Cadum[editar]

O que está em jogo é:
Artigo 1o - É aprovado o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, que consta como anexo I ao presente instrumento de aprovação, sob a designação de Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990) e vai acompanhado da respectiva nota explicativa, que consta como anexo II ao mesmo instrumento de aprovação, sob a designação de Nota Explicativa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990).
Artigo 2o - Os Estados signatários tomarão, através das instituições e órgãos competentes, as providências necessárias com vista à elaboração, até 1 de janeiro de 1993, de um vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa, tão completo quanto desejável e tão normalizador quanto possível, no que se refere às terminologias científicas e técnicas.
esta coisa do vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa (VOLP) significa apenas que, sem ele, o acordo não pode, "de facto" e "de jure" , estar hoje em vigor no Brasil.
Assim o entende a Academia Brasileira de Letras quando diz: «Observação: esta versão digital ainda não foi atualizada conforme a nova ortografia em vigor. No momento, a Academia Brasileira de Letras desenvolve um nova versão do VOLP e, em breve, ela estará disponível nesta seção para consulta.»
Queira Deus que não se repita o que sucedeu em 1943 e 1945. Diabo e Santo 18h04min de 5 de julho de 2009 (UTC)

Os Estados Unidos do Brasil neste questão do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa (1990) transpuseram para a sua legislação apenas um acordo internacional que já promulgaram como sendo uma Lei brasileira. Idem para alguns dos outros estados signatários do referido acordo internacional.
Uma Lei estar promulgada não quer dizer que esteja a vigorar e, ainda por cima, esta Lei explicita quais são as condições necessárias para que possa vigorar — a existência de um vocabulário ortográfico comum da língua portuguesa, tão completo quanto desejável e tão normalizador quanto possível, no que se refere às terminologias científicas e técnicas. Não sei o que isto irá significar na prática para além da existência futura de duplas ortografias aqui e ali, mas, por enquanto, não se sabe onde
Conclusão: o que está neste momento em vigor no Brasil é uma Lei brasileira (bem ou mal feita só diz respeito aos brasileiros) mas não é uma Lei transporta de um Acordo Internacional.
O que me custa nestas problemáticas é que nada disto é inédito.
Diabo e Santo


Então. Não disse que deve-se duplicar o título com A(c)to, Acto/Ato, etc. Quero saber então, se devemos criar um artigo para Acto e outro para Ato.

doutores doutorados impagáveis[editar]

  • ovni
«Em rigor, portanto, a palavra na língua portuguesa deveria pronunciar-se ¦ovní¦, oxítona. Acontece que a comunidade lingu[ü]ística fixou a pronúncia ¦óvni¦, e foi esta grafia que eu acabei por recomendar, para o acró[ô]nimo derivado da sigla, no Prontuário da Texto, Capítulo Diversos, alínea Reduções ou Braquigrafias.» - D´ Silvas Filho
  • guepardo
Güe-, guê- ou gue- ? güe- não deve ser, senão teria sido fácil encontrar a palavra nos dicionários brasileiros.
  • sida
Os colegas brasileiros terão que confirmar se o acrónimo «aids» existe na língua portuguesa e, se existir, como é que se lê.
  • rachar aroeira
Embora seja do conhecimento geral de quem consulta o wikcionáro que a informação disponibilizada pode conter faltas de precisão graves e muito graves, talvez não fosse má ideia pôr nestes artigos com neologismos, gírias e regionalismos não confirmados uma etiqueta com os dizeres:
Informação ainda não confirmada. A utilização desta informação é da responsabilidade do consultor. Se eventualmente possuir conhecimentos que ajudem à confirmação do artigo, o projecto agradece que a disponibilize
Estou como o exemplo dado pelo autor: «Em minha casa não se fala aquela palavra de "rachar aroeira"». Não sei acrescentar mais nada.
85.246.152.104

  • guepardo (à noite todos os gatos são pardos - gatopardo)
encontrei em francês fr:guépard, mas não encontrei nos meus dicionários de papel nem guepardo, nem chita — no português do zarolho o nome deve ser outro. Para complicar mais as coisas a ABL não tem tido o VOLP disponível... Você sabe o que é gatovéi?
  • o gatovéi merecia uma etiquetazita com uma lengalenga ajustada mais a inclusão duma categoria em automático
Emblem-question.svg
Esse verbete contém informação e/ou estrutura duvidosas.

Se puder, faça as alterações necessárias e retire este aviso.

85.246.152.104

Salvamos ou matamos a Renata?[editar]

Olá Cadum!

Vi que você propôs o verbete Renata (criado recentemente por uma novata) para ER e escreveu para ela dizendo que "o Wikcionário é um dicionário, não um repositório onomástico".

Como você já deve saber, se dependesse de mim o wikcionário não teria nenhum verbete de coisas não dicionarizáveis (como antropônimos, topônimos, flexões verbais e por aí vai). No entanto, este verbete existe em diversos outros wikcionários (basta ver a lista de interwikis criada automaticamente por um robô logo após a criação do artigo). Por isto, eu imagino que deva ser mantido.

Não gosto nem um pouco de ficar catalogando nomes de pessoas, mas se os outros wikcionários fazem, penso que não devemos impedir isto aqui. O que acha?

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 10h31min de 8 de julho de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Queres que faça a pergunta na Esplanada? Responderão poucos, mas sempre podemos tentar.»
Sim, acho melhor continuarmos a conversa na Esplanada.
Nesse meio tempo, dê uma olhada em Categoria:Antropônimo (Português) e nesta votação antiga.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 17h05min de 8 de julho de 2009 (UTC)

Daqui D&S[editar]

Em consequência da crise, arranjei umas férias em conta no Céu que se encontra bem recheado de gatovéi. Diga da sua justiça, mas o mais natural é não ter tempo para diabrices & santices no wikcionário. Saudações guepardianas (Amanhã, ou depois, o Google irá dizer qualquer coisa se se procurar por guepardianas) Diabo e Santo

Brasileiro enxerido se metendo em conversa de lusos[editar]

Olá Cadum!

Vi sua mensagem ao D&S sobre a "criação de um portal de Portugal" e gostaria de te lembrar que aqui no wikcionário nós temos um namespace Portal que foi criado, mas nunca usado. A ideia do Luan na época era ter portais por idioma, mas nada impede de se ter um portal por país ou mesmo por assunto. O que colocar lá dentro, aí já é outra história... Mas se precisar de alguma ajuda informática, pode contar comigo.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 17h11min de 8 de julho de 2009 (UTC)

RE: Proposta complexa...[editar]

A tudo a minha resposta é não, porque:
  • estou numa fase de desmame deste vício do wikcionário e vou acabar com o vício nem que tenha que ir para um centro de recuperação;
  • quando me reformei, o meu estatuto era praticamente o de consultor informático (sem a Internet) e prometi a mim próprio que não voltaria a envolver-me com a informática e até agora tenho, mais ou menos, cumprido a promessa para já poder dizer que nada sei daquilo que nunca soube...
Bandeiras e brasões:
  • no meu entender ninguém é proprietário dos desenhos nem das digitalizações que são apenas suportes da informação. Se bem me recordo a informação existe na Wikipédia onde basta abrir os artigos e copiar a identificação das fotos lá existente (ver exemplos). Se a Wikipédia e o Commons não tiver copie a informação para o Commons e depois use-a aqui — só haverá crime depois de haver queixas...
Um portal de Portugal, como tem a Wikipédia:
  • basta abrir este artigo Wikcionário:Portal_Portugal (que ainda não existe) e gravar como o faz para qualquer artigo e depois será só introduzir informação. O portal da Wikipédia abre w:Portal:Portugal e se o editar verá mais ou menos como colocaram a informação. O nosso portal comunitário abre Wikcionário:Portal comunitário;
  • Estas páginas especiais (porque o titulo contém o separador «:») são públicas como quaisquer outras e pode ser que necessitem de melhorias e de autorizações para existirem — há quem goste de criticar tudo e todos e poderá aparecer o dito habitual castrante: isso tem que ser aprovado pela comunidade... (se isto vier a acontecer também se pode dar a volta)
Aconselho vivamente que, para ver como é que as coisas foram feitas nas páginas especiais, procure ter acesso às edições adquirindo o estatuto de administrador ou que, temporariamente, tenha os privilégios de administrador.
brasão
bandeira
Espero ter coloborado. Um abraço e bom trabalho. Diabo e Santo

Mais trabalho para o Cadum-Bot...[editar]

Olá Cadum!

Desculpe abusar da sua boa vontade, mas encontrei mais umas categorias para o Cadum-Bot:

  1. Categoria:Locução Adjectiva
  2. Categoria:Locução Adjectiva (Espanhol)
  3. Categoria:Locução Adjectiva (Inglês)
  4. Categoria:Locução Adjectiva (Português)
  5. Categoria:Locução Adjectiva (Turco)
  6. Categoria:Locução Interjectiva
  7. Categoria:Locução Interjectiva (Suaíli)

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 10h47min de 11 de julho de 2009 (UTC)

Sinta-se honrado...[editar]

Consulte normalmente o VOLP da ABL e abra Clique aqui para ler o encarte com as correções e aditamentos do VOLP para ver a citação que se faz a um grande dicionarista luso e, depois, admirar o que se segue. VanEça

Re: Quase nos pegávamos...[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «entre ursada e traição, não faltou muito para que chocássemos.»

É verdade... :-) Mas se acontecer, o software wiki dá conta disso, não deixa um desfazer o trabalho do outro por engano.

Citação: Você escreveu: «Como estás tu? Espero que bem.»

Estou bem, melhor ainda agora pois acabei de comprar minhas passagens para o México, vou passar uma semana com minha esposa em Cancun, vai ser bom demais! :-)

Citação: Você escreveu: «Não sei se reparaste, mas zerei as categorias que tu me pediste, logo no mesmo dia.»

Não tinha reparado, não. Obrigado por avisar. Agora já deletei todas elas.

Só um comentário: você não pensa em criar uma sub-página de arquivo para sua página de discussão? Ela está imensa e tem coisas de mais de três anos atrás...

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 13h10min de 13 de julho de 2009 (UTC)

Chamado ao vespeiro[editar]

Olá Cadum. Que boa notícia te ver de volta e "com a corda toda" já chamando-me pra briga no vespeiro dos antropónimos. Voilá, meu amigo, já deixei minha mensagem e obrigado por ter se lembrado de mim. A propósito: aceitas que eu te proponha para administrador? EusBarbosa 23h09min de 13 de julho de 2009 (UTC)

Re: Por aqui nacem problemas aos montes...[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «em porquê, vê, por favor, se o artigo está bem assim do ponto de vista brasileiro. Sei (?) que não se usa por lá esta palavra, mas é daqueles saberes que não são de experiência feitos...»

Segundo o Aurélio e a ABL, porquê é usado no Brasil, sim, mas somente como substantivo.

Citação: Você escreveu: «em advérbio, acrescentei no final a lista de todos os advérbios de que consegui reunir notícia (outros faltarão, vamos acrescentando depois)»

Nós já temos Apêndice:Lista de advérbios (Português). Penso que só precisaríamos colocar um link para esse apêndice.

Citação: Você escreveu: «Preciso de saber como fazer para o título ficar centrado como o que está na barra acima. Não sei que predefinição usar...»

Yes check.svg Feito.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 15h57min de 14 de julho de 2009 (UTC)

Re: Por favor, coloca os anúncios, sim?[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «tudo bem contigo?»

Bem, fora umas queimaduras virtuais por tratar com seres infernais, vou bem... ;-)

Citação: Você escreveu: «Peço-te o favor de colocares nos sítios certos a notícia de»

Nosso colega Jesiel já se adiantou a mim.

Citação: Você escreveu: «Não se usou já um aviso que aparecia em todas as páginas, no topo? Ou estou fazendo confusão?»

Yes check.svg Feito! Meu único senão ao fazer isso é que estamos alimentando o troll. Tenho certeza que nada lhe dá mais prazer do que ver seu nome no topo de todas as páginas do wikcionário. "Falem mal, mas falem de mim"... :-)

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 12h52min de 15 de julho de 2009 (UTC)

Apêndice Portugal[editar]

Olá Cadum!

Na lista de verbetes órfãos nós temos um gentílico (unhense) e um topônimo (Pedra Mourinha) que talvez possam ser listados numa das sub-páginas do "Apêndice Portugal". Será que você poderia incluí-los no local correto? Obrigado.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 09h38min de 16 de julho de 2009 (UTC)

Não faça publicidade[editar]

Não utilize o Wikcionário para publicitar os seus produtos, os seus serviços, as suas páginas na web preferidas ou o seu canal de IRC. O Wikcionário é um dicionário não é uma página de anúncios. Anunciantes que usam o Wikcionário para publicitar os seus produtos estão a abusar do dicionário e estão a prejudicar o projecto porque aumentam a razão sinal/ruido. É muito importante para a credibilidade do projecto que um visitante do Wikcionário encontre apenas artigos relevantes.

AVISO DE BLOQUEIO DE USUÁRIO[editar]

Perante qualquer futuro branqueamento de informação colocada contrária (na tua opinião) aos interesses do teu grupelho do género

  1. 10h05min de 17 de julho de 2009 (hist) (dif) Wikcionário:Pedidos de administração ‎ (→A favor da desnomeação: Desfazendo vandalismo de um tal Yin //Sem comentários) (última edição) [voltar]
  2. 10h01min de 17 de julho de 2009 (hist) (dif) Usuário Discussão:Cadum ‎ (Desfeita a edição 496306 de Yin (discussão | Sem comentários) (última edição) [voltar]
  3. 09h59min de 17 de julho de 2009 (hist) (dif) Wikcionário:Esplanada ‎ (Desfeita a edição 496302 de Yin (discussão | Sem comentários) (última edição) [voltar]
  4. 22h23min de 16 de julho de 2009 (hist) (dif) Wikcionário:Esplanada ‎ (Desfeita a edição 496296 de Yin (discussão | Sem comentários...)

terei que te bloquear por actuações ainda por comprovar se são, ou não, benéficas para o wikcionário. A devido tempo a comunidade resolverá o assunto. Diabo e Santo

87.196.6.21[editar]

IP 87.196.6.21
Country: PORTUGAL (PT)
City: Porto
Latitude: 41.1833
Longitude: -8.6

canarana[editar]

Não afirmo que é impossível resolver o problema que você menciona, mas tenho a forte impressão de que ele é difícil de contornar. Os enumeradores são, digamos assim, um tanto "duros". Toda vez que se interpõe um marcador de nível entre dois marcadores de numeração, uma enumeração termina acima desse e uma nova se inicia imediatamente abaixo. Infelizmente. Se usa-se um marcador de nível para tabular uma citação, por exemplo, a acepção que segue abaixo da citação, e é antecedida por #, recebe o número 1, quebrando a enumeração que havia. Acho que esse defeito, se é que podemos assim chamá-lo, deve de ser comunicado ao pessoal que trabalha no software da Wikimedia. Ademais, não são lá tantas definições assim e, se alguém precisar inserir uma nova acepção, e se embaralhar com a enumeração, logo que visualizar os efeitos das suas modificações perceberá o engano. Só mais uma informação: conforme a pesquisa que eu fiz, está faltando mais uma definição (Panicum zizanioides), que adicionarei hoje à noite. Em assim se fazendo, esse aqui será o dicionário que mais definições traz para a palavra canarana. Por enquanto, estamos empatados com o Michaelis, que traz também 5 definições (a espécie Echinochloa polystachya não consta no verbete deles). Dessa forma, o verbete está tão completo, que uma nova acepção, sempre possível, se faz menos provável.
Grande abraço,
Dicionarista 16h29min de 20 de julho de 2009 (UTC)

guarda-raios[editar]

Amigo, por que desfazer o que eu fiz? O que fiz de errado?
Dicionarista 13h36min de 21 de julho de 2009 (UTC)
Mas separação silábica na pronúncia, ainda que não seja errado, é estranho. Nunca vi um dicionário português-português que trouxesse pronúncia, então não posso muito falar. O Dicionário Inglês-Português (1º vol.) e Português-Inglês (2º vol.) da Enciclopédia Barsa (1970, acho), de Antônio Hoaiss, traz a pronúncia das palavras portuguesas sem qualquer separação. Bem, eu acho estranho, mas se você prefere... pode fazer a alteração. Não vou espernear por uma pouca coisa dessa.
Cordialmente,
Dicionarista 19h18min de 21 de julho de 2009 (UTC)
Só por curiosidade, sabes como vem a pronúncia no Dicionário da Academia das Ciências?
Dicionarista 20h16min de 21 de julho de 2009 (UTC)

Waltter. Agradecimentos[editar]

Oi, Cadum, como vai? Tudo bem?
Muito obrigado a você e à nossa colega pela correção para "de quem se pode depender". Apesar de saber a regra em questão, não havia atentado para o detalhe de que "quem" nessa frase é pronome relativo. O princípio básico da eufonia para as regras de sinclitismo pronominal parece que nem sempre funciona. Dei uma boa relida em uma gramática para recordar melhor o assunto, no caso, a Gramática Metódica da Língua Portuguesa (de Napoleão Mendes de Almeida), parágrafo 818. A referida regra em pauta está no parágrafo 831. De novo meus agradecimentos, e fica registrado "mea culpa". Waltter Manoel da Silva 23h43min de 22 de julho de 2009 (UTC)

kitsch[editar]

kitsch | adj. 2 gén. 2 núm. | s. m.
kitsch
(alemão Kitsch)
adj. 2 gén. 2 núm.
1. Que está associado a estereótipos sociais e culturais e a um tipo de sensibilidade que se adequa ao gosto maioritário da população não erudita.
2. Deprec. Que é de mau gosto ou não tem erudição estética.
s. m.
3. Estilo estético associado a estereótipos sociais e culturais e a um tipo de sensibilidade que se adequa ao gosto maioritário da população não erudita.
13h13min de 28 de julho de 2009 (UTC)

Encontrei uns famigerados emails já com anos. Tão honestos que eles são. Por favor cala-te. Vive e deixa viver.

Nós somos pronto? 悪魔 11h39min de 4 de agosto de 2009 (UTC)

Re: Predefinição:conjini-esconde[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Pois é, Valdir, ela se finou – ou quase...»

Puxa! Que trabalheira!! Você gosta mesmo desses trabalhos "maratônicos", não é verdade? :-)

Citação: Você escreveu: «Ficaram apenas duas ligações a partir de arquivos da Esplanada, que estão protegidos e, portanto, não editáveis – pelo menos é o que penso.»

Já editei o que precisava ser editado e deletei a predefinição.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Não alimente o troll! ;-) 15h23min de 4 de agosto de 2009 (UTC)

Pedido[editar]

Olá, Cadum. Você leu na esplanada sobre a box de notícia que eu importei da Wikipédia para o nosso projeto?? Será que você podia apoiar a box e colocá-la na sua página de usuário? Se estiver interessado, o código é {{Box}} e ela se alinha à direita automaticamente. Caso queira adicionar alguma notícia, acesse a Predefinição:Box. Por enquanto é só. Obrigado. --Jesiel通信 21h42min de 10 de agosto de 2009 (UTC)

Pedido 2
Olá, de novo, Cadum. Não querendo abusar da sua boa vontade, mas será que você podia votar aqui também? --Jesiel通信 01h02min de 11 de agosto de 2009 (UTC)
Ah, melhor deixar quieto.. Eu fiz os cálculos e, se eu for eleito, eu vou ser administrador depois que aquela votação terminar.. E sendo administrador eu poderei usar o AWB sem fazer o pedido.. Ah, obrigado por apoiar a Box!! --Jesiel通信 01h10min de 11 de agosto de 2009 (UTC)

Textos em azul...[editar]

Olá Cadum! Podemos, já, adicionar o texto em azul, proposto por você na Esplanada, como regra oficial nos pedidos de administração? Parece que a maioria concordou. Então podemos já adiconar? --Jesiel通信 01h50min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

Ah, eu concordo com esse procedimento também. Parece-me muito justo! Vamos esperar agora o Valdir fazer o trabalho extra. Tongue.png Obrigado por responder. --Jesiel通信 10h55min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

Re: As regras de nomeação dos administradores[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Como podes ver na página em Discussão:Jesielt, sugiro que tu (por que os conheces melhor) envies, a todos os administradores ausentes e em risco de perder o estatuto, uma mensagem (por e-mail, se tiverem, ou na página de discussão) para que tomem conhecimento e possam, eventualmente, renunciar ou pedir "férias" – o que seria menos desagradável para eles do que a perda de estatuto.

Concordas em dar uma semana de prazo? Ou não concordas com este procedimento gentil?»

Icon yes.png Concordo com o procedimento. Vou enviar as mensagens durante o final de semana.

--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Não alimente o troll! ;-) 09h20min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Enviei três mensagens via wikcionário (Usuário:Marcelo-Silva, Usuário:E-roxo e Usuário:Hugosenari) e quatro mensagens por e-mail (Usuário:Voz da Verdade, Usuário:Diego UFCG, Usuário:Schoenfeld e Usuário:Patrick). Agora temos que esperar uma semana pelos resultados.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Não alimente o troll! ;-) 23h48min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

Nova Predefinição:aviso[editar]

Olá cadum! Eu atualizeri a página Predefinição:aviso e, como sei que você a utiliza bastante, peço que você dê uma olhada. Agora, é possível citar a página que o editor vandalizou. També, vou criar agora uma predefinição de "aviso nível 2", para editores que já foram avisados e insistem no erro. É só. --Jesiel通信 16h03min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

Obrigado pelo conselho e por depositar sua fé em mim. Espero mesmo não ser pego pela "praga do administradores", como citado pelo Valdir. --Jesiel通信 22h47min de 14 de agosto de 2009 (UTC)

O IP e o camonismo[editar]

Olá, Cadum. Você sabe de algum outro usuário que possa ter algum motivo pra dar uma atenção especial à seção camonismo, exceto o D&S? --Jesiel通信 18h03min de 15 de agosto de 2009 (UTC)

Pois é, é muito óbvio. Quem mais ia se meter com os camonismos? Se eu soubesse que era ele não iria lá cutucá-lo.. Às vezes, quando visito essa sua página de discussão, meus olhos param em algumas mensagens que aqui estão.. Pelo que vi, o Diabo era até colaborador e interessado. Mas, por algum motivo, ele perdeu a fé no projeto. Talvez por motivos pessoais, quem o sabe? Não tenho raiva dele, às vezes até me divirto em ver as mensagens grotescas nessa, pra mim, estranha linguagem lusitana que ele me destina, mas sei também que não se pode lhe dar corda... Aqui onde moro também está fazendo um calor diabólico. Quem mora aqui costuma dizer que a boca do inferno é aqui por perto. Bem, só parei aqui pra jogar conversa fora mesmo. じゃね! --Jesiel通信 18h45min de 15 de agosto de 2009 (UTC)
Citação: Cadum escreveu: «descobri que ele discutia com ele próprio, usando dois editores diferentes»

Por incrível que possa parecer, isso é comum. Na pt.wikipédia já aconteceu mais de uma vez, e na en.wiki já aconteceu várias.

Citação: Cadum escreveu: «Talvez você tenha razão numa coisa: ele precisa de ajuda psiquiátrica!»

Todos esses usuários que fazem isso querem só chamar a atenção. Portanto, devem ter carência afetiva grave.

Bem, mas vamos nos dedicar ao que é importante, não é? Obrigado pela resposa. じゃね! --Jesiel通信 19h15min de 15 de agosto de 2009 (UTC)

Re.: Predefinição:bem-vindo[editar]

Bem, particularmente, não acho o texto ameaçador. Mas, mudar o texto também não faria mal algum. Porém, essa mensagem limita a informação a editores que já tem domínio sobre os códigos wiki, a minoria(?). Se for colocar um texto assim, teria que ter outro pra quem não tem o domínio sobre os códigos. Vou esperar pra ver os comentários do Valdir que, como criador do texto, é o que mais sabe das necessidades que o texto preenche.

Aproveitando, qual é o navegador que você utiliza (Internet Explorer, Firefox, Opera??) Com o internet explorer eu vejo a caixa diferente, as bordas ficam quadradas ao invés de arredondas. E, você acha que a caixa ficou grande?? Eu acho que poderia diminuir a fonte, pra diminuir a caixa, o que acha? --Jesiel通信 21h19min de 15 de agosto de 2009 (UTC)

Citação: Cadum escreveu: «Quanto à tal frase, o que se passa na realidade é que os editores que não têm experiência fazem uma de duas coisas: ou desistem devido à dificuldade de corresponder aos "padrões mínimos" ou editam mesmo sem os cumprirem.»
Sendo assim, concordo contigo. Poderiamos pensar em uma forma melhor de informar os novatos. Algo como: Se você nunca editou um site com código wiki antes, clique aqui. Foi mais ou menos isso que o Valjor tentou fazer com a predefiniçãocria verbete. Nossa.. Isso é uma questão que dá pano pra manga... --Jesiel通信 21h58min de 15 de agosto de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Julgo que também não foi você quem fez o texto»
Bem, na verdade fui eu sim que fiz aquela parte do texto... Estava cheio de ver gente vir aqui e criar verbetes sem estrutura nenhuma, queria mesmo colocar um pouco de ordem nessa bagunça... Mas você tem razão, as palavras ameaçadoras não surtiram muito efeito. Oh, well...
Citação: Você escreveu: «mas não acha que ficaria menos agressivo para os novatos?»
Não tenho problema algum em que se retrabalhe o texto, pode fazer as modificações que achar necessárias.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Não alimente o troll! ;-) 23h15min de 15 de agosto de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Valdir, já introduzi as alterações. Veja, por favor, se concorda.»
Icon yes.png Concordo. Parecem-me bastante boas.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Não alimente o troll! ;-) 23h53min de 15 de agosto de 2009 (UTC)

Achei que ficou bom, exceto pela centralização do texto da Predefinição:cria-verbete. Estava ruim alinhado à esquerda? E, uma dúvida: por que você passou os "W"s do Wikcionário pra minúsculo? --Jesiel通信 23h57min de 15 de agosto de 2009 (UTC)

Hehehehe... Eu pensei que você tinha passado pra minúsculo mesmo, vi errado na comparação de edições. Estranho, eu sempre escrevo em maiúsculo (até ali em cima eu escrevi em maiúsculo). Sobre o texto, veja que a caixa em que ele se encontra, a caixa Importante!, esta toda alinhada à esquerda. Achei que ficou meio estranho, por isso. --Jesiel通信 00h16min de 16 de agosto de 2009 (UTC)
Comparei de novo, agora, e o texto centralizado me pareceu mais decente. Bah, é a história do copo meio cheio e meio vazio. Assim, como deixou, está muito bom! --Jesiel通信 00h22min de 16 de agosto de 2009 (UTC)

Obrigado[editar]

Olá, Cadum, obrgado pela mensagem. Estou retornando aos poucos. Tive uma série de problemas que me mantiveram bem afastado este ano. Mas foi bom, porque assim muita briga foi evitada estando eu longe, hehe. Ainda não tive oportunidade de voltar à santa terrinha, mas tão logo o faça vou avisar-te porque as ginginhas estão lá em Óbidos a esperar.Um abraço do amigo EusBarbosa 18h33min de 6 de setembro de 2009 (UTC)

Re: mezinha[editar]

Viva, Cadum. Concordo, sim:

1. não sabia. Geralmente, o que vejo com acento em pt-PT transformo em circunflexo em pt-BR.... :(.
2. também tinha essa dúvida: em Portugal sei que não são homófonas, mas no Brasil poderiam ser. Quem escreveu isso deve saber :).
3. isso aí já não fui eu que escrevi, nem sei; não opino.

Abraço Malafaya 23h19min de 10 de setembro de 2009 (UTC)

Predefinição:conj.pt.ferir[editar]

Olá Cadum!

Você criou a Predefinição:conj.pt.ferir para verbos derivados de ferir. No entanto, acho que seria melhor tirar o f da predefinição e deixá-la só como Predefinição:conj.pt.erir, para que possa ser usada em outros verbos do mesmo paradigma, como aderir, digerir, preterir, sugerir e outros. O que acha?

--Valdir Jorge  fala!      Canadá 18h26min de 14 de setembro de 2009 (UTC)

Anarquia, Utopia e Liberdade[editar]

Olá, Cadum, obrigado digo eu, por sua mensagem calorosa e amiga. O que sou devo-o ao meu pai que era um Homem de princípios e não os trocava por nada deste mundo. Faleceu em 2007 aos noventa anos e deixou essa marca para todos os seus descendentes: é melhor dormir com a consciência tranquila do que com as burras cheias de dinheiro, dizia ele. Dizia e fazia. Eu sei que você também é desse grupo, por isso minha identificação consigo tenha se dado de imediato. Por isso considero-o um bom amigo, sem nunca termos nos visto. Em breve, em 2010 provavelmente teremos uma oportunidade de tomar aquelas ginginhas em Óbidos, que já estão cansadas de esperar por nós. Um forte abraço do amigo, EusBarbosa "Por um Wikcionário LIVRE!" 02h06min de 22 de outubro de 2009 (UTC)

Anarquia, Utopia e Liberdade (2)[editar]

Quem trabalha pouco e defende edições porcas é elogiado.

Quem está aqui todo dia se esforçando e não deseja um Wikcionário de péssima qualidade é chamado de "pragmático"...


Bela liberdade... Inspiradora...


--Jesiel通信 21h32min de 24 de outubro de 2009 (UTC)

Não quero discutir os pontos (como o fato de o Eus. ser o segundo em número de contribuições, coisa que já sabia antes de escrever aquilo ali em cima). Só quis te mandar a mensagem acima, mesmo, pra demonstrar que eu me senti 'agredido' por aquela tua mensagem ao Eus. Apesar de você afirmar que não quis ofender a niguém, pra mim, é claro o conteúdo unilateral e indireto (não para mim, especificamente) do que estava lá escrito. Não quis te agredir nem te cobrar.
Mas, percebi que o romântico e utópico sou eu. Onde já se viu querer ter um site com a qualidade que eu considero superior... Mas, ainda assim, depois desse 'rebuliço' todo, eu ainda não consigo engolir como um usuário tão antigo no projeto (me refiro ao Fred.) consegue acreditar que a qualidade da informação de um verbete é coisa secundária... --Jesiel通信 02h53min de 25 de outubro de 2009 (UTC)

Re: Predefinição:conj.pt.odir[editar]

Olá, Cadum!

Citação: Você escreveu: «tudo bem contigo?»

Sim, tudo ótimo, obrigado por perguntar. E você? Como andas?

Citação: Você escreveu: «Reparei que a predefinição em título está para eliminação por não ser usada.»

Puxa, você me pegou "em cima da hora", estava já quase para deletá-la.

Citação: Você escreveu: «O problema é que tu retiraste a conjugação do verbo explodir, substituindo pela nota de que é um verbo defetivo. Aí, a predefinição ficou sem uso porque outros verbos que a poderiam usar ainda não têm verbetes.
Ora acontece que tanto o Priberam, como o MorDebe, como o Porto Editora registam a conjugação integral do verbo explodir...»

Que mancada! O dicionário que eu usei como fonte de pesquisa dizia que esse verbo não tem diversas das formas. Por um triz quase que eu "expludo" com a predefinição... :-)

Citação: Você escreveu: «Dá uma olhada no assunto, o.k.?»

Já desfiz a bagunça toda.

Agora, só para confirmar: posso deletar a outra predefinição que está para ER? É a predefinição:conj.pt.fletir.

Até a próxima!

--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 14h55min de 26 de outubro de 2009 (UTC)

Re: Happy Birthday[editar]

Olá Cadum!

Citação: Você escreveu: «Parabéns, Valdir! Que a tua vida seja longa e feliz – e se concretizem pelo menos metade de teus sonhos!»

Já ia ser o suficiente! :-)

Obrigado pelos votos!

--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 20h34min de 8 de novembro de 2009 (UTC)

Opcional x obrigatório[editar]

Olá Cadum!

Desculpe-me trazer para sua página pessoal a discussão sobre o livro de estilo, mas lá as coisas estão um pouco "quentes", prefiro não dar mais corda...

Citação: Lá na discussão sobre o livro de estilo você escreveu: «Sei que cheguei tarde à discussão, mas todo o mundo quererá passar já à votação ou é apenas o Jesiel, impulsivo e apressado, que quer resolver de imediato?»

Concordo que o Jesiel é impulsivo, mas você tem que desculpar isso nele, ele é jovem e quer mudar o mundo, de preferência entre hoje e amanhã... :-)

Acho muito louvável você estar tentando aproximar os dois blocos de opinião para uma proposta conciliatória, mas nesse caso é realmente, absolutamente impossível. Só há dois lados nessa moeda: ou o livro de estilo continua sendo "opcional" ou vira "obrigatório". Não tem meio termo.

A situação que nós temos hoje é um livro de estilo que não vale nada pois são "regras opcionais" (como se tal coisa existisse...). O que nós (eu, o Jesiel, o Isaac, o Luan, e, me parece também, o Simon) queremos é que o livro de estilo se torne "obrigatório" para que no futuro ninguém possa vir com a desculpa esfarrapada de que o livro de estilo é só uma sugestão.

Todo o resto (se a etimologia vai em nível 2 ou 3; se mantemos ou não os camonismos; qual a cor de fundo da seção; etc) são coisas menores que podem ser discutidas caso a caso (e melhoradas, se for o caso) depois que tivermos um livro de estilo forte e obrigatório.

Eu já me "auto-bani" das discussões a respeito. Se você e os outros quiserem, podem discutir à vontade. Eu vou ficar esperando a votação (seja ela hoje, daqui um mês, daqui dois) e já aviso que meu voto vai para o texto como está agora no livro de estilo ("As regras propostas aqui são obrigatórias, visto que foram votadas pela comunidade"). Qualquer coisa a menos do que isso e a gente vai continuar tudo na mesma m* que estávamos antes, não teremos avançado um passo sequer.

--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 11h27min de 14 de novembro de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «se eu criar um artigo sem obedecer às normas tenho de saber que alguém o vai formatar e que eu não me posso opor a isso nem posso reverter nada de "mais próximo da norma" para "mais longe da norma".»
Se você conseguir fazer o Eustáquio concordar com isso, já será um grande avanço.
Citação: Você escreveu: «Mais importante do que impor a obrigatoriedade de todos editarem usando as normas...»
Eu não estou propondo que saiamos numa caça às bruxas daqueles que por inexperiência ou desconhecimento não seguem o LE. Mas usuários com conhecimento do mundo wiki que se recusam a seguir o LE (como era o caso do D&S e agora é o caso do Dicionarista), esses sim, têm que ser cerceados. Senão deixamos a porta aberta para um tal usuário criar centenas de verbetes sem a formatação adequada e às vezes sem mesmo conteúdo.
Um dos muitos fantoches do D&S cujo nome começava por K* criou centenas de verbetes começados pela letra K sem nenhum conteúdo. Até hoje ainda sofremos com o legado dele. Isso não pode acontecer. Se alguém cria um, dois ou três tais verbetes, até vá lá, mas centenas, é um abuso e tem que ser coibido. Não podemos ir com a ideia do Eustáquio de "cada um faz como quer", senão continua a bagunça que reinou nesses primeiros cinco anos do projeto.
Citação: Você escreveu: «Se quiseres ser honesto (sei que és!) reconhecerás que todos nós – tu, eu, o Voz, o Diabo, o Luan, o Eustáquio, todos! – já alterámos coisas do Livro de Estilo sem discutir, sem votar. É isso que não pode mais acontecer!»
Desculpe-me, não entendi esta parte. Meu nome aparece cinco vezes no histórico do LE:
Qual delas deveria ter ido para votação?
Citação: Você escreveu: «Para os que não querem editar de acordo com as normas teremos que ter uma enorme paciência.»
Já eu acho que já tivemos toda a paciência do mundo. Todo o reinado do D&S esgotou a minha paciência. Não quero mais passar por aquilo de novo. Nunca.
Citação: Você escreveu: «E não esquecer que essa paciência poderá ser a "cola" que fixe ao projecto uma percentagem dos que por aqui passam»
Eu gostaria de ver o número de contribuidores crescer, mas não sacrificando a qualidade. Prefiro que apareça só um Isaac por ano do que a multidão de gente sem noção que vem invadindo o projeto. Hoje mesmo teve quatro amigas que se cadastraram juntas e criaram uns verbetes ruins de dar dó. Entendo que elas poderiam com o tempo vir a tornarem-se grandes contribuidoras, mas duvido...
Citação: Você escreveu: «Desculpa ter-me alongado!»
Tá desculpado! :-) Eu sou culpado do mesmo mau! :-)
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 15h38min de 14 de novembro de 2009 (UTC)
Olá Cadum!
Citação: Você escreveu: «Valdir, quando disse que todos nós já alteramos coisas do Livro de Estilo eu não me referia a reescrever o LE, mas a adotar situações não previstas sem as fazer passar pela discussão, pela aprovação e pela inserção no LE»
Ah, agora entendi, obrigado.
Bem, eu nunca me interessei muito em atualizar o LE pois as regras eram opcionais. De que vale se esforçar para criar um documento bem feito, que explicita claramente tudo como se deve fazer um verbete se lá em cima botam um baita "As regras propostas não são obrigatórias, blá-blá-blá". Todo o resto do texto era só isso: blá-blá-blá.
Agora, se mudarmos a introdução para dizer "As regras propostas são obrigatórias" (veja bem, negrito e sublinhado, para não ter dúvida na mente de ninguém que as regras são obrigatórias), aí então a gente vai se sentir mais interessado a mantê-lo o mais atualizado possível.
Citação: Você escreveu: «E também no sublinhar da sílaba tónica...»
Você acredita que essa foi originalmente uma proposta do D&S? Foi ele que começou! Sério mesmo! Eu vi, gostei e saí fazendo igual. Coisas da vida...
Citação: Você escreveu: «Não estou dizendo que não foram coisas boas – estou apenas a dar exemplos de atitudes que todos nós tomamos e que deixam a ideia aos mais novos e mais renitentes de que o LE depende da interpretação de cada um e que pode ser mexido, alterado, acrescentado ou diminuído sem problema.»
Mas Cadum, está aí o cerne do problema: não é nem uma questão de qualquer um poder alterar o LE: o LE não valia nada! O que quer que ele dissesse, seguia quem queria. E os vândalos (declarados ou encobertos) se aproveitavam disso.
Citação: Você escreveu: «Admitindo esses princípios, todas as justificações são mais ou menos subjetivas, não te parece?»
Com um LE "opcional", tudo era subjetivo. Nós tivemos sorte de só termos tido um grande vândalo nesses anos todos.
Citação: Você escreveu: «Defendo um LE (com um modelo anexo) conciso, preciso, abrangendo todas as situações de que nos lembremos e com solução para todos os problemas que formos capazes de elencar.»
Icon yes.png Concordo plenamente com você. E acrescento mais: obrigatório!
Citação: Você escreveu: «Defendo um LE cuja aplicação seja indiscutível e irreversível»
Icon yes.png Concordo plenamente com você. E acrescento mais: obrigatório!
Citação: Você escreveu: «Tentemos ao menos uma vez fazer um LE com cabeça, tronco e membros!»
Icon yes.png Concordo. Eu só não quero gastar os próximos três anos nessa tarefa e depois um "iluminado" chegar e colocar lá no topo a sumidade de "As regras propostas não são obrigatórias".
Citação: Você escreveu: «O que achas de nomearmos uma comissão (duas ou três pessoas) que discutam entre eles até apurarem uma proposta de LE bem estruturada que depois seria apreciada e votada por todos?»
Eu estou fugindo de discussão sobre LE como o diabo foge da cruz. Não quero nem ouvir falar. Se alguém se dispuser a fazer isso, aplaudo, mas eu mesmo não vou participar.
Outra coisa que não quero é que fiquemos "acéfalos" (sem um LE) durante esse período todo de discussão. Prefiro um LE temporário meio capenga (enquanto se discute um melhor) do que nenhum LE.
Dê uma lida na nova versão da introdução do LE feita pelo Isaac. Ele retirou a palavra "obrigatório" mas colocou em termos inequívocos que se deve seguir o LE. Por mim, pode ficar daquele jeito, já está bastante bom.
Ah, e se vamos votar por blocos, eu (e, eu suspeito, alguns outros colaboradores) gostaria que nós votássemos de imediato o cabeçalho. Todas as outras discussões e votações podem vir depois. Como disse, vale mais um LE capenga do que nenhum.
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 20h21min de 14 de novembro de 2009 (UTC)

Curioso que a maioria se cale e dê de ombros?[editar]

Olá Cadum!

Citação: Em sua nova proposta na Esplanada você escreveu: «Curioso: há gente que quando começa a troca de opiniões se dá por vencida, deixa de esgrimir argumentos e (parece que estou a ver) encolhe os ombros e diz que não há nada a fazer!
Curioso que isto se passe, algumas das vezes, quando a opinião deles até é maioritária...»

Mas você sabe muito bem por que isso está acontecendo, não é mesmo? Vieram pelo menos seis pessoas em praça pública clamar por um LE obrigatório e aparece o Eustáquio vociferando contra tudo e contra todos. Até o pobre do Isaac que é a calma em pessoa levou uma lambada! Num ambiente assim, não é de estranhar que a gente se afaste. Quando a discussão voltar a ficar civilizada, nós voltamos.

Aliás, sua proposta é inaceitável. Ficar tudo como está até que tudo seja resolvido? Isso vai rolar mais de três anos! Não podemos ficar assim.

Por isso o Isaac abriu uma votação e eu já dei meu voto. Como eu disse antes, é melhor um LE capenga do que nenhum. Que a discussão continue ao bel prazer daqueles que queiram discutir, mas não tolhamos aqueles que já querem colocar alguma coisa em prática.

--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 22h48min de 14 de novembro de 2009 (UTC)

Olá Cadum!
Sua última mensagem tem diversos pontos interessantes que mereceriam um comentário mais pormenorizado, mas minha resposta ficaria muito longa se eu fosse abordá-los todos, por isso vou me ater a um apenas:
Citação: Você escreveu: «O Eustáquio [...] defende suas ideias com argumentos»
Não só com argumentos, não é mesmo? Quando ele percebeu que não tinha como convencer ninguém com os argumentos furados dele, ele partiu para o dramalhão mexicano ("Estou apenas citando fontes dentro desse projeto para embasar minha posição. Não posso? Só você é quem pode argumentar? Será que vai querer cassar meu direito à argumentação também?"). E quando eu tirei um sarrinho pela falta de compostura dele, ele vem me pedir civilidade? É muita cara de pau! (Veja bem, não estou dizendo que ele é cara de pau, apenas que naquela instância ele foi cara de pau: fez a coisa errada e veio querer imputar a mim o erro dele!).
Se ele quisesse continuar o debate em alto nível eu teria continuado a apontar os furos na argumentação dele, mas como ele partiu para a baixaria, acho que isso me dá o direito de me retirar da discussão, não é mesmo?
Mas bem, não quero mais continuar discutindo o caráter de uns e outros, não vale a pena. Como disse, retiro-me da discussão pois ela perdeu o sentido.
--Valdir Jorge  fala!
Liberdade sim, anarquia não! 12h57min de 15 de novembro de 2009 (UTC)

Olá, Cadum[editar]

Nossa, que bom que você veio a minha página de discussão. Sinto-me feliz por isso.

Respondendo (ou comentando) seus questionamentos:

Citação: Você escreveu: «Porque não nos dedicamos todos aos nossos (ou a novos) verbetes, como você tão bem sabe fazer, e nos preocupamos tanto com os verbetes incompletos criados por outrem?»

Essa é uma pergunta a ser feita no Wikimedia, certo? Pois, em qualquer Projeto Wiki todos se preocupam com verbetes incompletos, errados ou mal-formatados. Muitos editores, do mundo inteiro preocupam-se com verbetes assim, eles todos estão errados também? Se estão, vamos direcionar a pergunta ao Wikimedia, e não ao nosso simples Wikcionário. Meus verbetes seguem, pelo menos, uma estrutura básica e que todos podem expandir, ou diminuir, conforme o caso.

Citação: Você escreveu: «Você acha mesmo que é melhor nenhum verbete do que um verbete incompleto?»

Se você prestar atenção à observação 1 que coloquei no Livro de Estilo, creio que esta pergunta já está respondida.

Citação: Você escreveu: «Você acha mesmo que um projecto elitista, de sabedores, consegue cativar muita gente – ou será que nos bastam os que já temos, desde que sejam respeitadores das regras?»

Nunca vi, por aqui, alguém dizer que este Wikcionário é de elitistas e de sabedores. Se está escrito em algum lugar isso, diga-me que eu deixo o Projeto agora mesmo. Deixei de aditar na Wikipédia em Língua Portuguesa porque lá há muito ego, há muita elite e muitos sabedores. Aqui, encontrei amigos. Você viu o que aconteceu com o Andino? Pois é. Ele é novo e me parece que nem fala a nossa língua. Eu, valdir e Jesiel fomos até lá ajudá-los. Será que essa atitude demonstra que somos um Wikcionário elitista? Tire suas próprias conclusões.

Citação: Você escreveu: «Você acha mesmo que trabalhar em equipa é eliminar os mais fracos, os mais anarcas, os desconformes com a norma?»

Outra vez, de acordo com as observações que coloquei no cabeçalho, dou essa pergunta por respondida. Mas, colocando um adendo: se alguém for advertido mais de duas vezes, é porque não quer aprender. Ou você acha que deveríamos alertá-los ad aeternum? Outra pergunta para você: quem é mais fraco aqui: quem está a anarquizar (mesmo tendo sido advertido várias vezes) ou quem está a limpar o que os outros fazemd e errado? Se acha que essa indagação é ruim, apareça mais vezes para ficar desfazendo vandalismo como todos nós ficamos. É fácil falar, mas trabalhar aqui é duro demais.

Citação: Você escreveu: «O que você acha que virá a seguir? Agora castigamos os que não aplicam a norma, depois os que não fazem artigos com todos os itens, depois castigaremos os que não sabem escrever em português de lei? Conhece certamente a frase de Brecht...»

Vou falar novamente sobre o usuário Andino. Ele não aplicou a norma que estamos acostumados a seguir. Vá até à página de usuário dele e veja se ele foi punido. Encontrou alguma punição? Bom, acho que não. Pois é. Ele não seguiu algumas regras e nem por isso foi advertido duramente, como a Wikipedia está acostumada a fazer. Na verdade, ele foi parabenizado por suas contribuições e espero que ele volte.

Citação: Você escreveu: «Quanto ao cabeçalho proposto, ele é, na minha opinião, confuso e impreciso, abrindo o caminho a muita sacanagem.»

Se você acha que ele é impreciso, então por que você não o modificou de uma forma que ficasse mais preciso? Eu tive a coragem de chegar até lá e fazer as modificações. Você não acompanhou o que aconteceu aqui entre dois editores, então, acho que tem de perguntar muita coisa mesmo. Sacanagem é sacanear o trabalho árduo dos outros. Caso seja contra o cabeçalho, que me parece até muito limpo e justo, não vote.

Citação: Você escreveu: «E quando se fala em vandalismo deixa-se a ideia de que editar em desacordo com as normas poderá ser tomado como tal. Acha mesmo que é justo que assim seja?»

A observação do vandalismo é clara em todos os Projetos; por que aqui não o pode ser? A desculpa do cego é dizer que não consegue ver, não acha? E olha que eu trabalho com loucos e eles me dão as desculpas mais esfarrapadas e óbvias do mundo.

Citação: Você escreveu: «Uma norma tem que ser rigorosa, precisa, concisa e não deixar margem para interpretações dúbias.»

A minha deixou dúvidas? Bom, desde que estou aqui há argumentações e argumentações, mas nada de definitivo. Eu venho com a proposta e ela é dúbia? Bom, se ninguém teve a coragem de chegar até lá e colocar a mão na massa, eu tive. Agora é a votação.

Citação: Você escreveu: «Deixei, antes de você criar a página de votação, uma proposta na Esplanada. Se quiser espreitar e dar sua opinião, ficarei grato. Nessa proposta comento um erro em que você também acabou por cair: querer passar a letra de lei as discordâncias (apenas duas: minha e do Eustáquio) sem as discutir e sem saber se todos os outros concordavam e com quê.»

Acho que todos nós aqui sabemos o que queremos. Se apenas dois usuários pensam diferente, então há alguma coisa errada.

Espero não tê-lo magoado com as respostas. Quanto à proposta da Esplanada, acho que não cabe mais, uma vez que a votação já começou.

Abri a votação de acordo com o que estava se falando na página de discussão do Livro de Estilo: se é para se votar aos blocos, que comecemos do início, caso contrário, ficaremos discutindo sabe Deus até quando. As outras votações ocorrerão naturalmente, depois dessa primeira.

Um abraço, -- Isaac Mansur Correio 00h03min de 15 de novembro de 2009 (UTC)

O usuário Andino encontrou pessoas que se interessam por suas contribuições e foi efusivamente parabenizado por isso (que é o que tem de ocorrer).
Sim, coloquei-o no devido lugar, sim. Não me faço de rogado, pois minha profissão não o permite. Apareça mais, veja o que acontece, opine, fale, diga, expresse, mas não venha de quando em quando dizer o que aquilo parece um tanto quanto sacaneador (itálico meu), e assim por diante. Estamos tentando dar um fim aos vândalos e aos usuários que entram em guerra de edições (veja a conversa do usuário Dicionarista com o jesiel). Só faltou o Dicionarista agredir o Jesiel. Pelo amor de Deus, isso não pode acontecer mais! Já vi que você votou contra, tudo bem, é um direito que você tem (meus pacientes também têm o direito de continuarem loucos), mas se você quer um Wikcionário em que todos podem fazer o que querem, eu não sei mais em que mundo eu vivo.
Com amizade, -- Isaac Mansur Correio 00h22min de 15 de novembro de 2009 (UTC)
Não desvirtues do caminho, Cadum. Estamos a favor um do outro, não um contra o outro, nunca. Eu também sou um apaixonado, um romântico (não pense que não o sou). Aqui, há lugar para poemas e, também, para conversar seriamente (muito obrigado pelas palavras que enviou). Ainda assim, deixe seu romantismo de lado e pense objetivamente: o Livro de Estilo precisa de um cabeçalho sem regras opcionais e a mudança foi feita neste sentido. Mais uma vez digo, entendo seu voto contra, mas até os meus loucos entendem o que é a regra (mas eles vivem apenas de poesia, e nosso mundo real necessita de poesia e realidade), só estão desvirtuados. Bom, espero que isso encerre a nossa conversa. Um abraço com carinho, -- Isaac Mansur Correio 00h55min de 15 de novembro de 2009 (UTC)

Já vimos esse filme (de terror) antes![editar]

Olá, Cadum, em primeiro lugar quero lhe pedir desculpas. Você tem levado muita pancada por minha causa, por querer ser uma pessoa apaziguadora e tentar conciliar minha posição com as contrárias. Entretano, Cadum, voc~e está vendo que não dá para conciliar, proque isso seria abrir um precedente muto perigoso por aqui. Teríamos um ambinete de Inquisição, nada mais, nada menos. Já viu o grau de tolerância com as opniões divergentes? Se diverge, você está apelando pra baixaria, você é uma pessoa sem compostura, você quer que o wikicionário seja uma bagunça, você está a favor dos vândalos, e por aí vai. É obrigatório a opinião única, uniforme, conforme qurem os chefes do "Partido". Ai de ti, se pensas em discordar. Serás eliminado. Veja a votação que querem fazer sobre o cabeçalho: não conseguem sequer explicitar o que é que se está votando. Opiniões, levemente divergentes, como a do Simon Delabie são simplesmente suprimidas e pronto. E são gente nova! Meus Deus, não se fazem nem jovens com os de antigamente! Estou realmente pasmo como é que o tempo passa e a humanidade não aprende nada. Auchwitz será brincadeira de crianças, se esse povo um dia chegar ao poder. Mas vamos em frente, não desanime. Um forte abraço.EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 21h06min de 15 de novembro de 2009 (UTC)

Re.: A normalização vai até onde? Com que autoridade?[editar]

Cadum, vou pedir o favor de não usar ironias comigo, eu realmente não consigo percebê-las.

Por que está tão alterado?? Será que é porque depois do voto do Fredmaranhao o lado que você apoia pode perder?? Nem parece mais o Cadum que eu conheci, espero que seja apenas por isso.

  • decidiu que a etiqueta Wikipédia não pode cair em cima da barra do idioma – embora não haja regras para isso e eu entenda que até fica esteticamente melhor, aproveitando o facto de terem a mesma altura e coincidirem na perfeição...
    • Se o não há regras quer dizer que não pode ser mudado?? Não entendi..


  • decidiu que a palavra não deveria ser categorizada com a predefinição [[Categoria:{{{3}}} ({{{2}}})|{{{1}}}]] e que as categorias deveriam ser feitas manualmente, uma a uma... Que coerência é esta? Então em cima (Português) usar a predefinição é muito melhor e em baixo não?
    • Essas predefinições de categorias são terríveis pois impedem futuras recategorizações em massa. Nenhum bot e nenhum script estão áptos a trabalhar com ela (diferentemente das seções de cabeçalho), por isso sou contra.


  • decidiu que a palavra não deveria levar separação silábica – porquê? Quem o autorizou a dispensá-la?
  • decidiu que a palavra não deveria ser categorizada quanto à sílaba tónica nem quanto ao número de sílabas – porquê? Quem o autorizou?
  • decidiu que a palavra não devia ser categorizada como substantivo. Porquê, com que autoridade?
  • decidiu que a palavra não devia ser categorizada como topónimo. Porquê, com que autoridade?
  • e, como corolário, decidiu que você redige melhor do que eu e alterou a redacção da definição. Que norma do LE o autoriza a fazer isso?

Você reparou que de ontem pra hoje eu fiz mais de 1.000 cidades brasileiras (dos estados de Minas Gerais e Goiás)?? E reparou que todas elas seguem esse padrão?? Na hora em que eu estava fazendo, usando um bot, eu achei mais fácil por essa no padrão (que era apenas colar o código) das outras ao invés de arrumá-la (mantendo as categorias e a divisão silábica). Você pode me perdoar por isso? Não achei que a mudança de um verbete de cidade iria te irritar tanto.

Só uma coisa, nãoacho necessário colocar a categoria Topónimo, pois a categoria Município de... já está dentro da categoria Topónimo então iriamos catalogar duas vezes.

Se achou que ficou muito pior assim, pode reverter sem dó. Repetindo, fiz isso apenas porque era um verbete de uma cidade brasileira e porque iria me poupar trabalho passar por essa rápido ao invés de parar e corrigir. --Jesiel通信 20h58min de 21 de novembro de 2009 (UTC)

Bem, eu sempre tento conversar sobre os pontos que os outros apontam nas minhas edições, bons ou ruins. Porém, há usuários que se quer conversam nem dão o braço a torcer, nunca. É pra esses, e somente esses, usuários que o LE irá ser usado como 'regra'.
E, sobre a predefinição, o luam já discutiu sobre elas na Esplanada e na época ninguém quis discutir. Eu e ele eramos a favor de mudarmos todas, o Valdir ficou em cima do muro, e eu, já aquele tempo, disse bem claro na Esplanada que mudaria todas as categorias em predefinição que encontrassem, e ninguém disse nada. O problema daqui é que os editores são todos ausentes e depois surgem do nada e começam a fazer a maior gritaria sobre as coisas. O Dicionarista é um exemplo, creio. Ele não participou da comunidade por um belo tempo e quando voltou quis fazer tudo como era antes e não quis dar o braço a torcer, não quis discutir.
Mas o engraçado é que você defendem que qualquer um pode editar a da maneira que quiser, com total liberdade utópica ultrarromântica, mas quando eu edito você me cobra o LE. Afina, você é a favor ou contra o LE?? Como não há regras você ainda não me pode cobrá-las. Se eu sair desfazendo tudo ao meu modo você vai me cobrar o que?? Mas, quando tivermos o LE aceito aí sim você poderá me cobrar, assim como fez na minha página de discussão agora, e eu poderei cobrar os outros da mesma forma. --Jesiel通信 21h55min de 21 de novembro de 2009 (UTC)

Votação sobre topónimos[editar]

Olá, Cadum. Espero que as festas de Natal tenham sido boas. Pelo que sei, se depender das rabanadas que se fazem aí, dos ovos moles de Aveiro, dos queijos e dos chouriços, com certeza terá sido excelente! Desejo-lhe um Ano repleto de sonhos e de realizações dos mesmos! Gostaria de convidá-lo a votar na questão dos topónimos. A votação se encerrará no dia 03/01. Um abraço, EusBarbosa - "Por um Wikcionário LIVRE!" 23h59min de 28 de dezembro de 2009 (UTC).

A.ba.u.lar[editar]

Você poderia citar uma referência para a.bau.lar? Eu posso citar o Michaelis para a.ba.u.lar. O Priberam aceita as duas.