Wikcionário Discussão:Direitos autorais

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Questão sobre direitos de autor[editar]

Será que é legal dar como referência publicações comerciais sem autorização expressa das empresas que os editam?

Por exemplo, se quiser atestar uma determinada acepção de uma palavra, posso usar uma referência que seja uma ligação para o Priberam?

E se for para um consultório de dúvidas, como o Ciberdúvidas ou outro semelhante, o uso da ligação como forma de atestar algo é legal?

Ambos os casos estão completamente isentos de problemas de direitos autorais?

Antecipadamente grato pela ajuda. – Cadum 20h37min de 5 de junho de 2009 (UTC)


«.. desde que não com o propósito de comercializar os conteúdos ..» [[1]]
o comentário precedente não foi assinado por 85.246.152.18 (discussão • contrib.)

Olá Cadum!
Fazer um link para uma página qualquer não viola os direitos autorais da fonte pois quem quiser ver o conteúdo tem que ir até aquela página em questão. Copiar pura e simplesmente o conteúdo de um outro site aqui no wikcionário, isso sim constitui violação de direito autoral.
--Valdir Jorge  fala!      Canadá
Meu blog de palavras cruzadas 23h57min de 5 de junho de 2009 (UTC)

A questão talvez não tenha sido bem colocada[editar]

Obrigado aos dois acima, o "anónimo" e o Valdir, pela respostas. Mas eu não me expliquei como devia...

A minha dúvida reside no facto de ao fazer uma ligação para atestar uma qualquer coisa, isso possa parecer que copiámos da fonte a que ligamos, não será?

Por exemplo, no artigo geladeira eu acrescentei:

  1. o mesmo que geleira, instrumento de fazer gelados

Se tivesse feito:

  1. o mesmo que geleira, instrumento de fazer gelados[1]
Referências
  1. Ver Priberam
  2. isso não podia ser tomado como plágio? E, sendo plágio, não poderá trazer problemas ao Wikcionário?

    É ainda mais directa a comparação no caso, por exemplo, da etimologia, em que não dá para reescrever de forma muito diferente da que está nos outros dicionários, mas em que eu gostaria de continuar a colocar referências para atestar... Por receio de problemas, tenho-me limitado ao Cândido de Figueiredo do Wikisource e à Wikipédia, mas por vezes é pouco.

    A minha questão é mais esta, espero ter conseguido explicar-me bem. – Cadum 09h03min de 6 de junho de 2009 (UTC)

    Olá Cadum!
    Primeiro, sobre citar ou não citar: acho que se você copiou o texto de outro site, não importa se você coloca ou não a referência, é plágio; e, inversamente, se você não copiou o texto de outro lugar, então não é plágio, mesmo que você coloque a referência.
    Segundo, quanto à etimologia: penso que este é um dos pontos (o outro seria a pronúncia) em que nós temos o direito de copiar de outras fontes. Senão, qual seria a alternativa? Ir fazer a pesquisa histórica nós mesmos? Aí estaríamos violando a regra de "nada de pesquisa original", que é um dos cinco pilares dos projetos da fundação WikiMedia.
    Eu particularmente tento verificar várias fontes para a etimologia. Por exemplo, para o verbete grafia, o dicionário Candido de Figueiredo indica "Do gr. graphein", mas nós sabemos bem que os gregos não escreviam com caracteres latinos, por isso eu prefiro usar o DRAE, que indica "Del gr. -γραφία, de la raíz de γράφειν, escribir". Não é porque pouca gente sabe ler grego que a gente vai indicar algo errado no verbete, não é mesmo?
    --Valdir Jorge  fala!      Canadá
    Meu blog de palavras cruzadas 15h24min de 6 de junho de 2009 (UTC)

    Reescrever as definições usando material com direitos de autor[editar]

    Olá a tod@s!

    Pessoalmente, tenho dificuldade em lidar com o conceito de propriedade imaginária seja em que área for, música, patentes, etc. Mas essa é uma discussão muito mais profunda.

    A minha dúvida e espanto é não compreender a razão que impede que cada entrada do wikcionário não seja cópia direta de dicionários existentes (no que se refere a sinónimos) ou então à explicação mais fraseada oferecida pelo dicionário, mas escrita por palavras diferentes (ou até aperfeiçoada).

    Resumidamente, não vejo qualquer obstáculo para que o Wikcionário se torne pelo menos tão bom como os dicionários disponíveis comercialmente (e.g. Houaiss, Porto Editora, Priberam, etc).

    Será apenas falta de mão-de-obra, ou será que poderemos melhorar a nossa abordagem?

    --Japr (Discussão) 00h02min de 9 de janeiro de 2013 (UTC)

    "Propriedade imaginária"?! Se quiser contestar a lei de direitos autorais, o Wikcionário não é o fórum mais adequado.
    A menos que a lei seja revogada, nós não podemos de forma alguma fazer "cópia direta de dicionários existentes".
    --Valdir Jorge  fala!
    01h31min de 9 de janeiro de 2013 (UTC)