Discussão:africâner

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Está errado![editar]

Nunca ouvi dizer, em Portugal, africanês! Tanto o Priberam como o Porto Editora possuem apenas africânder, que é o usado. Nunca ouvi outro!
O Prontuário da ABL regista ambos: africâner e africânder.
Alguém confirma, para se poder eliminar o africanês e criar o africânder, fazendo os devidos ajustamentos? -- Cadum 00:18, 27 Agosto 2006 (UTC)

Está correcto![editar]

O africanês existe. Tenho que provar a sua existência? Sockpuppet 10:58, 27 Agosto 2006 (UTC)


O Sockpuppet, sempre gentil, deixou na minha página de discussão uma prova da existência de africanês:
Imagem colocada por engano na página de discussão de Cadum
Distraído, não reparou no escopo (Desus.), certamente abreviatura de desusado, que caiu em desuso.
Logo, nada acrescentou (talvez tenha ganho direito a uma nota em Variantes...).
Por favor, alguém pode ver o que dizem os dicionários brasileiros? -- Cadum 13:17, 27 Agosto 2006 (UTC)
Cadum, no que eu tenho, existe só africâner.
Łυαη fala! 19:52, 27 Agosto 2006 (UTC)
Olá Cadum!
Estou chegando tarde para a discussão, mas espero poder ajudar... No Aurélio, na definição de africâner consta lá no fim esta nota:
[Sin. ger., lus.: africanês.]
E no verbete africanês está escrito isto:
S. m.  
Adj. Lus.  
1.	 V. africâner. 
ValJor 21:59, 11 Setembro 2006 (UTC)


Viva, ValJor! Não chegou tarde, não.
Além dos dicionários referidos não terem a palavra: o dicionário reproduzido acima (gentileza do Sockpuppet) diz que africanês caiu em desuso; uma pesquisa no Google retorna 16.700 ocorrências de africânder contra apenas 223 de africanês (algumas destas são do próprio Wikcionário...). A própria Wikipédia regista africânder ao lado de africâner, afrikaans – mas não africanês.
Trabalhei vários anos em jornais, passaram pelas minhas mãos milhares de notícias do tempo do apartheid, em que a palavra era muitas vezes repetida – e a palavra era africânder. Nunca ouvi nem escrevi africanês...
Sugiro que se faça como a Wikipédia, adoptando o africânder, criando redirect para africâner e introduzindo neste o título Variantes, onde se diga que africanês foi outrora usado em Portugal e agora não é.
Concorda, ValJor? Um abraço! – Cadum 22:36, 11 Setembro 2006 (UTC)

Concordo desde que o africanês seja cortado com um traço azul... Sockpuppet 23:19, 11 Setembro 2006 (UTC)
Olá Cadum!
Concordo plenamente com sua proposta. De qualquer maneira seria esquisito usar um dicionário brasileiro como base para afirmar o que é ou não usado em Portugal... :-)
Quanto ao pedido do sr. Puppet, não sei se vai ser possível atender; eu, por exemplo, não sei como colocar traços azuis por cima das palavras... ;-) ;-) ;-)
ValJor 12:01, 12 Setembro 2006 (UTC)


ValJor,
O Cadum sabe como colocar traços azuis sobre as palavras. Aliás acabou de o fazer com a entrada africanês - existe em dois dicionários, mas ele censurou-a e já não consta no Wiki... como muitas outras que estão a ser constantemente censuradas.
O Senhor desconhce ou não gosta da palavra, logo a palavra não existe ou não serve
Descodificação para brasileiro: Na última ditadura em Portugal, os censores riscavam a informação que não podia ser publicada com lápis azul.Sockpuppet 13:45, 13 Setembro 2006 (UTC)
No houaiss on-line não tem africanês. tem africâner e africânder. mas acho que o verbete africânes deve existir, dizendo que é palavra em desuso e apontando para o equivalente atual. Quanto a este lance de "com um traço azul" acho que não é para tanto. ::--Fredmaranhao 13:57, 13 Setembro 2006 (UTC)
Olá Sr. Puppet!
Obrigado pela aula de história recente de Portugal, eu não sabia desse lance de censurar com lápis azul, é uma anedota bem interessante.
ValJor 14:01, 13 Setembro 2006 (UTC)
Eu também acho que africanês deva existir, assom como o Fred disse. -Diego UFCG 14:20, 13 Setembro 2006 (UTC)

Bem, Diego e Fred, se acham que deve existir, quem sou eu para resistir?
Provavelmente quem criou africâner consultou o Aurélio e viu lá o africanês e colocou esse verbete como a forma usada a Portugal. Mas, tirando os tais dois dicionários que o Sockpuppet cita (sem dizer quais, gentileza dele) não há mais dicionários que atestem essa como a variante usada em Portugal. E até um dos dicionários do Sockpuppet usa o escopo Desus. – prova de que é vocábulo caído em desuso. O Lello Universal também não traz e até a Wikipédia “esqueceu” esta desusada palavra.
O que acham mais fácil?

  • Quem procura africanês (quantos serão?, quem será?) encontra um verbete que o remete para africâner, clica no link e lê africâner
  • Quem procura africanês é remetido para africâner e lê o subtítulo Variantes, onde se explica a razão por que foi remetido para ali.

Dizer que estou a usar o lápis azul, a exercer censura, é uma das habituais gentilezas do Sockpuppet... Mas, provavelmente, africanês deixou de se utilizar por razões políticas. Era o “apartheid” quem defendia que aquela era a língua africana (o africanês). Com o fim do apoio português à política do “apartheid”, os valores defendidos por este foram abandonados...
Se continuar a ser a vossa opinião, reverterei o verbete africanês.
A propósito, alguém se opõe à manutenção de africânder como sendo a palavra utilizada em Portugal, e o seu redireccionamento para africâner?
Saudações. – Cadum 16:27, 13 Setembro 2006 (UTC)

Ainda que muitos 'séculos' depois, hehe, eu gostaria de propor que se fizesse menção ao fato de que a grafia 'africânder' é usada no Brasil para identificar o indivíduo desta etnia em questão. Mesmo havendo alguma confusão aqui e ali, 'africâner' é mais usada quando se trata do idioma que tais indivíduos falam (Michaelis, p ex, cita 'africâner' apenas como o idioma). Em suma, na minha opinião, pelo que já li nos jornais, vi nos filmes, vi na tv, num ou noutro artigo escrito, em dicionários, livros de história, pode-se dizer que a nomenclatura brasileira usa os dois termos, até para efeito de diferenciação, acredito. Maisonneuve 23h13min de 3 de novembro de 2008 (UTC)Reply[responder]