cogito, ergo sum

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Latim[editar]

Expressão[editar]

cogito, ergo sum

  1. (Filosofia) verdade e proposição fundamental do cartesianismo, desenlace de uma cadeia argumentativa cujo ponto de partida é o absolutismo cético em relação a qualquer crença ou convicção, de onde se constata que o procedimento dubitativo implica necessariamente a atividade do pensamento, o que conduz à irrefutável certeza do sujeito pensante a respeito de sua própria existência.

Pronúncia[editar]

  • AFI: [kogĭto ergo sum]