Wikcionário:Páginas para eliminar/Votações inconclusivas/Arquivo/2006

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Eliminação
Replacement filing cabinet.svg Arquivo de eliminadas
Lista (mais recentes)
Replacement filing cabinet.svg Arquivo de não eliminadas
Rejeitadas
Inconclusivas

Terminadas em 3 de Novembro[editar]

Ransomware[editar]

A favor
  1. Voz da Verdade 02:44, 19 Outubro 2006 (UTC)
  2. Cadum 07:35, 19 Outubro 2006 (UTC)
  3. Valdir Jorge fala! Canadá 13:37, 22 Outubro 2006 (UTC)
  4. ...
Neutro
  1. Łυαη fala! 00:59, 19 Outubro 2006 (UTC)
  2. ...
Contra
  1. Schoenfeld 11:15, 24 Outubro 2006 (UTC)
  2. Waltter Manoel da Silva 20:03, 1 Novembro 2006 (UTC)
  3. EusBarbosa 21:00, 3 Novembro 2006 (UTC)
Comentários
  • Faz parte do léxico da informática, e não parece muito difícil de adequar o conteúdo aos nossos padrões. --Schoenfeld 11:15, 24 Outubro 2006 (UTC);
  • Concordo plenamente com o Schoenfeld. Logo neologismos da informática não podem ser acrescentados ao Wikcionário? Se alguém acha que sim, favor comentar. ~~


Várias expressões que não são expressões[editar]

Nota 1: estou indo um pouco contra a maneira usual de propor eliminações, mas o motivo é que quero propor diversas páginas para serem eliminadas de uma vez, todas pelo mesmo motivo. Elas foram criadas como "expressões" mas não o são. Se quiser ver mais detalhes sobre o que me motivou a propor esta lista abaixo, dê uma olhada em Discussão:ser humano.

Nota 2: existem diversos outros verbetes na lista de "expressões" que mereceriam estar na lista abaixo para eliminação. Não quis fazer uma lista exaustiva pois queria primeiro ver qual é a reação da comunidade. Se a proposta for bem aceita, faço outra(s) lista(s) de expressões a serem eliminadas. Se a proposta for torpedeada, deixo para lá.

Nota 3: os verbetes marcados abaixo com um asterisco fazem parte do Dicionário Fraseológico do Waltter Manoel da Silva, portanto se formos eliminá-las, devemos antes comunicar isso a ele, para que ele possa fazer as devidas mudanças nas páginas por ele criadas.

Finalmente, sem mais delongas, eis aqui a primeira batelada de expressões que deveriam ser eliminadas:

:* ajuste contábil

:* classe gramatical

:* * corrector ortográfico

:* * corretor ortográfico

:* * dicionário bilíngüe

:* gordura visceral

:* instituição financeira

:* medicina veterinária

:* morte agónica

:* ser humano


Risquei tudo para indicar que estou retirando minha proposta de votação nesse lote. Vou preparar uma página sobre o que eu acho que deva ser considerado expressões e o que não deve ser e colocarei para a comunidade.

ValJor 15:30, 24 Julho 2006 (UTC)


A favor
  1. ValJor 10:34, 21 Julho 2006 (UTC)
  2. Cadum 12:00, 21 Julho 2006 (UTC)
  3. EusBarbosa 19:31, 21 Julho 2006 (UTC) Com a ressalva abaixo.
  4. -- Felipe Sousa Nascimento @ 09:08, 24 Julho 2006 (UTC)
Contra
  1. Patrick msg 01:35, 22 Julho 2006 (UTC)
  2. Schoenfeld 16:56, 23 Julho 2006 (UTC)
Motivo a favor
Motivo contra

Ressalva: No Dicionário Fraseológico, categoria criada pelo Waltter, há muita informação boa e aproveitável. Isso já foi discutido com ele antes e, devido à qualidade do trabalho desenvolvido por ele, a comunidade acabou aceitando sua proposta. Se eliminarmos páginas do dicionário fraseológico estaremos indo contra uma decisão anterior. Além disso acho que corretor ortográfico é um termo que designa algo novo, independente dos termos que o compõem, pois se refere a um software, portanto não é redutível à soma das partes.EusBarbosa 19:31, 21 Julho 2006 (UTC) Apesar do que disse acima, sou favorável à eliminação também de dicionário bilíngue.EusBarbosa 19:34, 21 Julho 2006 (UTC)

Eusbarbosa, desculpe mas estou convencido que estamos baralhando tudo. Eu, pelo menos, estou baralhado. expressão inclui também o nome de equipamentos, utensílios, técnicas, etc.? Corrector ortográfico é uma ferramenta, como ferramentas são também processador de texto, folha de cálculo, motor de explosão, motor de combustão, máquina de lavar, etc. etc.
Que comparação têm estes nomes com, por exemplo, só para expressões relacionadas com a morte (pois, não é por acaso!), bater as botas, ir para o jardim das tabuletas, prestar contas ao Criador, sei lá que mais? Ou com expressões como advogado do diabo?
Não me parece que os nomes de utensílios ou ferramentas (martelo pneumático), técnicas ou conhecimentos (teoria da relatividade) e avanços da medicina (transplante hepático) possam ser consideradas expressões da língua portuguesa. Parecem-me mais nomes como Virgolino da Silva (espero que não haja ninguém com este nome por aí...). Indicam realidades diferentes das outras, todos eles, individualizam, mas não são expressões da língua portuguesa.
Eusbarbosa, desculpe não ter esperado pelo amansar das ondas, mas a votação acima parece ser a introdução ideal para uma clarificação que, sinto-o, você quer tanto como eu. Um abraço! -- Cadum 20:01, 21 Julho 2006 (UTC)
Eu também nunca entendi direito o termo 'expressão' usado por aqui, mas sempre achei que fosse problema apenas meu, que já estou "viciado" com um certo uso técnico do termo, significando qualquer seqüência finita de símbolos de uma linguagem, no nosso caso, qualquer combinação de palavras portuguesas. Os gramáticos e lingüistas têm termos técnicos para essas coisas, como sintagma, locução e sei lá mais o quê. Entendo que a relação entre 'corretor ortográfico' e 'ir para o jardim das tabuletas' é a seguinte. Expressões (no meu sentido) como 'corretor ortográfico' são, em um certo sentido, nomes, por isso são classificadas como locuções substantivas ou nominais, do mesmo modo que expressões como 'já que' são conjunções (locuções conjuntivas), e coisas como 'acerca de' são preposições (locuções prepositivas), similarmente expressões do tipo 'ir para o jardim das tabuletas' são verbos (locuções verbais), e assim por diante. Enfim, são todas expressões (no meu sentido) que possuem uma certa estabilidade sintática e semântica, que funcionam como se fossem uma palavra só. --Schoenfeld 00:02, 22 Julho 2006 (UTC)

Não vejo uma linha muito clara que defina que tipo de expressão poderia ou não ser incluída no wikcionário. Na dúvida, opto pelo inclusionismo. --Patrick msg 01:35, 22 Julho 2006 (UTC)

Respondendo ao Cadum e ao Schoenfedl: concordo que estamos baralhando. Aliás estamos tentando, aos poucos, desembaralhar, pois o embaralhamento já começou quando começou-se a jogar tudo na categoria expressões. Para mim, Expressões deveriam ser sempre foram sinónimo de expressões idiomáticas, inclusive algumas gírias, calão, jargão, tais como: chover a cântaros, andar aos trancos e barrancos, deitar e rolar, saber de cor, chorar a morte da bezerra, etc.
Já locuções substantivas (guarda-roupas), adjectivas (anel de ouro), lei do menor esforço), adverbiais (vir à baila, pois não), verbais (ir para o jardim das tabuletas, por-se a chorar), pronominais (Vossa Excelência), conjuntivas ([já que]]), prepositivas (acerca de, ao pé de) e interjeitivas (ó de casa!, Ai, Jesus!', estão definidas pela gramática - como diz o Schoenfeld - não há o que discutir! Adotemos a GRAMÁTICA como guia! Nessa categoria (locuções!) caberiam todas as citadas por Schoenfeld.
Minha opinião é que o maior problema que temos neste Wikcionário é a CATEGORIZAÇÃO. Cada um categoriza como bem lhe apetece e aí o conjunto da obra fica todo partido. Já propus, há algum tempo que criássemos um sistema de classificação, mas não parece ter prosperado. Outro grande problema é a ausência de uma definição do que pode, ou não, ser aceito no Wikcionário. Mas a simples mencão desses dois temas provoca uma avalanche de críticas e brigas que desanima.
RESUMINDO O MEU VOTO: Sou a favor da exclusão de: classe gramatical, dicionário bilíngüe, gordura visceral, instituição financeira, medicina veterinária, ser humano. Tenho dúvidas sobre: ajuste contábil e morte agónica. So contraa eliminação, pelos motivos já expostos, de: corrector ortográfico, corretor ortográfico.EusBarbosa 15:00, 23 Julho 2006 (UTC)


Temos que tomar cuidado para não baralhar também duas discussões diferentes. Estamos ao mesmo tempo discutindo o que entender por 'expressão' e quais os critérios para identificá-las e aceitá-las, e também se as "expressões" em votação são aceitáveis. Acredito que a maioria de nós prefere criar/melhorar verbetes do que discutir questões de organização e escrever documentação, mas talvez esteja na hora de nos dedicarmos um pouco mais à parte chata Sou contra a eliminação de corretor ortográfico pelo que o EusBarbosa já disse acima. No caso de ajuste contábil, instituição financeira, gordura visceral e classe gramatical sou contra porque são termos técnicos que possuem um significado preciso. Claro podemos discutir se termos técnicos têm lugar no wikcionário, já em outro lugar levantei a questão, e como, creio, não há deliberação nenhuma sobre isso, voto contra a eliminação. O caso de medicina veterinária e morte agónica parece-me semelhante ao anterior, sobretudo a medicina veterinária (que além disso é o nome de uma disciplina, não?), embora eu não esteja lá muito seguro, acho mais prudente deixá-las no wikcionário. O caso de ser humano é mais complicado, não vou discutir agora, mas parece-me que 'ser humano' em alguns contextos, e estou pensando em filosofia, é diferene de 'ser'+'humano', por possuir um significado preciso. Finalmente, o caso de dicionário bilíngüe eu não sei, mas talvez a sua permanência possa ser justificada pelas traduções?--Schoenfeld 16:56, 23 Julho 2006 (UTC)

Olá Pessoal!
Lendo agora o que o Schoenfeld escreveu, estava pensando se não seria melhor eu retirar minha proposta de eliminação dessas entradas e abrir uma discussão sobre o que é expressão, o que é locução substantiva/adjetiva/etc e quais os critérios de aceitação delas no wikcionário.
O que acham, posso retirar essa minha proposta de eliminação de páginas? Partiríamos de imediato para essa outra discussão ou esperaríamos a votação atual sobre imagens acabar para começar essa outra?
ValJor 20:20, 23 Julho 2006 (UTC)
ValJor, também penso que há que tomar primeiro resoluções de fundo sobre o assunto. Concordo com a suspensão da votação até que se definam as regras.
Há que pensar (decidir) também em fazer uma página onde se resuma muito sumariamente todas as resoluções já votadas e assentes. Tipo lembrete. Colocar o acesso muito fácil, talvez na barra lateral, e incluir o convite para a sua leitura nas boas-vindas que se dão aos novos usuários.
Esses resumos, com a força dada pela votação que os aprovou, seriam as regras. Discutíveis, discutidas, mas, enquanto não alteradas, para cumprir. -- Cadum 01:41, 24 Julho 2006 (UTC)

Terminadas em 31 de julho[editar]

haciendo[editar]

A favor
  1. -- Felipe Sousa Nascimento msg 21:22, 16 Julho 2006 (UTC)
  2. ValJor 22:58, 16 Julho 2006 (UTC)
  3. Luan msg 13:46, 23 Julho 2006 (UTC)

201.8.29.113 04:58, 30 Julho 2006 (UTC) Usuários anônimos não têm direito a voto --Schoenfeld 15:52, 2 Agosto 2006 (UTC)

Contra
  1. Schoenfeld 15:59, 18 Julho 2006 (UTC)
  2. Patrick msg 01:18, 22 Julho 2006 (UTC)
  3. EusBarbosa 21:01, 28 Julho 2006 (UTC) Prefiro que não se apague até que a comunidade decida a qesutão das flexões.
Motivo
Haciendo não é verbo, mas a forma no gerundio do verbo hacer. O gerundio deveria constar na conjugação do verbo e não como um verbete independente. -- Felipe Sousa Nascimento msg 21:22, 16 Julho 2006 (UTC)
Não estou com tempo para procurar agora, mas esse problema já apareceu mais de uma vez, e ficou resolvido que, embora não coloquemos voluntariamente formas flexionadas no wikcionário, quando elas aparecem não há motivo para as apagar, no pior de casos basta redirecioná-las para a forma canônica. --Schoenfeld 15:59, 18 Julho 2006 (UTC)

Redirecionar para onde? -- Felipe Sousa Nascimento msg 08:19, 20 Julho 2006 (UTC)

Para a forma do cânon, forma "de cátalogo, "de dicionário". No caso, o para o infinitivo do verbo. Parece que aqui só eu uso essa expressão, 'forma canônica', já estou quase me convencendo que é uma invenção minha. Existe algum outro nome para a "forma de dicionário" das palavras (esta não é uma pergunta retórica, eu realmente gostaria de saber)? --Schoenfeld 00:14, 22 Julho 2006 (UTC)

São duas votações parecidas, então vou dar aqui minha opinião, explicitada nos argumentos a seguir, e que também vale para o verbete abaixo:

  • Muito embora existam tarefas bem mais urgentes do que criar artigos para todas as formas dos verbos, cada um é livre para fazer o que mais lhe agrada, posto que este é um projeto voluntário e prazer e motivação para trabalhar são essenciais.
  • Por que, em geral, temos um sentimento natural contra verbetes para formas de verbos? Acredito que seja por sua obviedade. Devemos observar, entretanto, que essa lógica não funciona para todas as línguas e provavelmente não funciona para aquelas pessoas que não dominam o português (ou o espanhol, como é o caso em discussão).
  • Tomo como exemplo o verbete landed, passado do verbo inglês to land. Posso parecer acaciano, mas para aquelas pessoas que estão iniciando seus estudo do idioma, nem sempre é tão óbvio que landed é uma forma do verbo to land.
  • Antigamente, os dicionários confeccionados em papel tinham limitações físicas que não os permitiam se dar ao luxo de incluir todas as formas de um verbo. Não estamos mais diante de tal limitação.
  • Há ainda a facilidade de inclusão de multimídia específica, como é o caso, mais uma vez, do citado verbete landed, que possui um arquivo de som com sua respectiva pronúncia.

Portanto, sou contra a eliminação e o redirecionamento. Espero ter contribuído saudavelmente para o debate. --Patrick msg 01:18, 22 Julho 2006 (UTC)

"Sentimento natural" que coisa. Não sou contra colocar as formas flexionadas dos verbos no wikicionário. Acho que sua colocação no quinto tópico é valida. Contudo, se os verbetes flexionados dos verbos forem ficar acredito que não deveriamos deixa-los na mesma categoria dos verbos que estão no infinitivo. Seria mais coerente se criassemos uma outra categoria tipo: formas flexionadas ou formas flexionadas dos verbos. -- Felipe Sousa Nascimento @ 08:03, 24 Julho 2006 (UTC)

hubieran[editar]

A favor
  1. -- Felipe Sousa Nascimento msg 21:39, 16 Julho 2006 (UTC)
  2. ValJor 22:58, 16 Julho 2006 (UTC)
  3. Luan msg 13:49, 23 Julho 2006 (UTC)

201.8.29.113 05:00, 30 Julho 2006 (UTC) Usuários anônimos não têm direito a voto. --Schoenfeld 15:52, 2 Agosto 2006 (UTC)

Contra
  1. Schoenfeld 15:59, 18 Julho 2006 (UTC)
  2. Patrick msg 01:18, 22 Julho 2006 (UTC)
  3. EusBarbosa 21:02, 28 Julho 2006 (UTC) mesmo motivo acima
Motivo
Não é verbo, mas a conjugação do verbo haber.

Terminadas em 22 de junho[editar]

maxuxo[editar]

A favor
  1. Taberneiro 21:26, 4 Junho 2006 (UTC)
Contra
--ITZAK 22:32, 4 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. entrada desconhecida
    O verbete tem um link comprovando o uso de maxuxo no sentido de xuxu.


Terminadas em 18 de junho[editar]

pichirica[editar]

A favor
  1. Morubixaba 23:33, 1 Junho 2006 (UTC)
  2. Diego UFCG 10:37, 2 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. Existe um lugar chamado Morro do Pichirica. Clique aqui para ver--ITZAK 15:48, 2 Junho 2006 (UTC)
  2. EusBarbosa 17:50, 2 Junho 2006 (UTC)
Motivo
Não é português europeu; não é português do Brasil
A grafia mais usada é pixirica: é a denominação das plantas do gênero Miconia. -Diego UFCG 10:37, 2 Junho 2006 (UTC)
Palavra válida, com essa grafia, em espanhol (pelo menos no Uruguai). O fato de inexistir em português (se é que inexiste) não é motivo para eliminação. Deve constar como palavra estrangeira. EusBarbosa 17:50, 2 Junho 2006 (UTC)

ó-lhó-lhó[editar]

A favor
  1. Taberneiro 17:56, 2 Junho 2006 (UTC)
  2. Schoenfeld 00:36, 17 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 18:27, 2 Junho 2006 (UTC)
  2. e-roxo -discussão- 12:04, 17 Junho 2006 (UTC) aparece como regionalismo aqui...
Motivo
Não é português europeu; não é português do Brasil
Muito comum em Florianópolis. Deve ser a corruptela de "olhe, olhe, olhe..."--ITZAK 18:27, 2 Junho 2006 (UTC)

bom de não prestar[editar]

A favor
  1. Taberneiro 19:43, 2 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 20:04, 2 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é português europeu; não é português do Brasil
  2. Mas é português de Florianópolis.--ITZAK 20:05, 2 Junho 2006 (UTC)

mambu[editar]

A favor
  1. Taberneiro 20:46, 2 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 21:11, 2 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é português europeu; não é português do Brasil
  2. O próprio verbete tem um link comprovando que em italiano bambu e mambu são sinônimos. Considero bastante plausível que o mesmo ocorra em português. Além disso, conheço pessoas que usam mambu por bambu.--ITZAK 21:11, 2 Junho 2006 (UTC)

medir a febre[editar]

A favor
  1. Taberneiro 21:05, 2 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 21:16, 2 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é um vocábulo ou locução do português europeu; não é um vocábulo ou locução do português do Brasil
  2. O próprio verbete tem um link demonstrando o uso da expressão "medir a febre da coisa", no sentido de avaliar a situação. É um exemplo do português brasileiro.--ITZAK 21:16, 2 Junho 2006 (UTC)

afofonada[editar]

A favor
  1. Morubixaba 21:24, 3 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 00:58, 4 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é uma entrada conhecida para dicionário
  2. Existe o verbo fofonar, de (fonfom + -ar), verbo Intransitivo , no sentido de tocar buzina; buzinar. Se ficar entendido que não existe o manezês "afofonar", entendo que o verbete "afofonada" deve ser movido para "fofonar" com votação e debate próprios. Por isso sou contra o apagamento do verbete "afofonada".--ITZAK 00:58, 4 Junho 2006 (UTC)

a migueli[editar]

A favor
  1. Morubixaba 21:43, 3 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 23:15, 3 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é uma entrada válida para dicionário
  2. O vocábulo é usado até pela imprensa conforme a seguinte prova:"O CTC sediaria festivais de boi-de-mamão e gastronômicos para encher o "pandulho" dos visitantes. "Aforante", haveria alegria "à Migueli", o que não é novidade para o ilhéu "avejado" que vive com a "canjica de fora".Veja-se a fonte na Internet.--ITZAK 23:15, 3 Junho 2006 (UTC) E as “ ” não phodem isto tudo? Porque não assinas hem ? Já expliquei que não. O autor está citando expressões populares. As aspas abrem e fecham citações. Não necessáriamente são expressões inválidas.--ITZAK 23:44, 3 Junho 2006 (UTC) É assim!? E eu que pensava que entre aspas estavam palavras dum calão qualquer. Queira aceitar as minhas desculpas pela minha ignorância gritante. Assinado, Antônio.

a neném[editar]

A favor
  1. Morubixaba 22:03, 3 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 21:58, 3 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é uma entrada válida para dicionário
  2. A expressão é utilizada conforme se segue: "Enquanto os políticos se refugiavam lá no meio do cerrado, verdadeira sopa no mel para eles, nós ficávamos a neném, meio que a Bangu, morou? ..."Veja o site fonte--ITZAK 22:15, 3 Junho 2006 (UTC)


apertume[editar]

A favor
  1. Morubixaba 22:03, 3 Junho 2006 (UTC)
Contra
  1. --ITZAK 22:25, 3 Junho 2006 (UTC)
  2. Cadum 13:05, 29 Junho 2006 (UTC)
Motivo
  1. Não é uma entrada válida para dicionário
  2. O Google mostra diversos usos da expressão dos quais seleciono o que se segue:"Trabalho feito filho excomungado pela mãe e amaldiçoado pela avó, economizo mais que mineiro do interior que olha por cima dos pra economizar as lentes. Me viro de todo modo feito fuinha faminto na caça insetos, passo uma vida de filho de rato inquilino de armazém de ferragem e nunca saio do “rapa-cuia”, do apertume desmedido nas finanças, naquela eterna pendenga indigesta. Dinheiro que é bom, ta sempre mais curto que cobertor de pobre.Veja na fonte.--ITZAK 22:25, 3 Junho 2006 (UTC)
  3. Parece-me uma palavra plausível. De negrura derivou negrume, palavras atestadas nos dicionários. A palavra apertura existe, está atestada com o sentido de aperto, logo é natural que, quanto mais não seja por analogia, tenha derivado negrume com sentido aumentativo. Parece-me boa. -- Cadum 13:05, 29 Junho 2006 (UTC)

Terminadas em 18 de março[editar]

conectivo de tempo, Conectivo de tempo e Discussão:Conectivo de tempo[editar]

A favor

  1. Leuadeque (contato) 19:55, 3 Março 2006 (UTC)

Contra

  1. Schoenfeld 16:00, 4 Março 2006 (UTC)

Motivo

expressão não encontrada fora do Wikcionário. -- Leuadeque (contato) 19:55, 3 Março 2006 (UTC)
Na verdade há lógicas temporais que usam conectivos de tempo (embora o termo mais usual seja 'conectivo temporal'), minha dúvida é se termos técnicos como esse cabem neste wikcionário. --Schoenfeld 16:00, 4 Março 2006 (UTC)
Eu já coloquei conteúdo em conectivo de tempo. --Schoenfeld 16:36, 4 Março 2006 (UTC)

Terminada em 14 de fevereiro[editar]

Juiz de Casamentos e Juiz de Paz[editar]

A favor

  1. Lugustomsg | wpédia 21:06, 30 Janeiro 2006 (UTC)
  2. Para or 3 verbetes (ver motivo_1)Xis 01:06, 31 Janeiro 2006 (UTC)
  3. Leuadeque (contato) 11:22, 31 Janeiro 2006 (UTC) -- A favor da eliminação de Juiz de Paz ou Casamentos
  4. Hpq 13:17, 2 Fevereiro 2006 (UTC)

Contra

201.44.221.127, profissão que muita gente desconhece ou faz confusão quando compara com juiz de direito (que julga) 2. se outras profissões podem ser incluídas, por que esta não? (Voto inválido: anônimo -- Leuadeque (contato) 12:16, 6 Fevereiro 2006 (UTC) )
  1. Leuadeque (contato) 11:22, 31 Janeiro 2006 (UTC) -- Contra a eliminação de Juiz de Casamentos e Juiz de Paz. Só é preciso mover pro lugar certo e formatar, como fizeram os anglófonos
  2. Usuário:jgbrasio - juiz de paz: sou contra eliminação pois existe um ótimo livro que se intitula "O Juiz de Paz na Roça" (escrita em 1833, encenada em 1838 e editada em 1842), de Luís Carlos Martins Pena, cujas comédias fazem uma crítica bem-humorada da sociedade da época.
  3. 200.165.146.185 20:23, 6 Fevereiro 2006 (UTC) Diego UFCG 20:24, 6 Fevereiro 2006 (UTC)Concordo exatamente com o Leuadeque.

Motivo

Dicionário de profissões? Lugustomsg | wpédia 21:06, 30 Janeiro 2006 (UTC)

Motivo_1

Existe "juiz de paz" e não "juiz de Paz"
Existe juiz da festa, juiz da Relação, juiz de campo, juiz de fora, juiz presidente, juiz de direito, juiz relator, etc.
Existem ainda os brasileirismos juiz-forano, juiz-forense e Juiz de Fora que até é uma cidade.
Xis 01:06, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Deveria ser agregado à fraseologia do verbete juiz ou trasnferido para a Wikipédia. Hpq 13:17, 2 Fevereiro 2006 (UTC)

Terminada em 25 de janeiro[editar]

Historiistoj, Historiistino e Historiistinoj[editar]

A favor

  1. --Lugustomsg | wpédia 02:03, 10 Janeiro 2006 (UTC)

Contra

  1. Leuadeque (contato) 11:24, 16 Janeiro 2006 (UTC)

Motivo

Coisas de quem está querendo ampliar conhecimentos em alguns idiomas enquanto torna parte de suas anotações como públicas e re-utilizáveis... Em Esperanto existem os sufixos e prefixos (sempre fixos, regras bem menos complicadas que as de Português), que servem para alterar o significado de determinada palavra. Eu havia criado tais entradas acreditando que as mesmas ao menos serviriam para ilustrar a separação de sílabas, ao que descubro que em Esperanto as sílabas são separadas apenas na pronúncia, pelas próprias regras do idioma. Na escrita escreve-se tudo o que couber em uma linha, independente de sílabas inteiras ou não. Sendo assim, acredito que a entrada do verbete principal pode conter link para páginas de sufixos, ao invés de ficar inflacionando o Wikicionário com tantas entradas para a mesma coisa. Na dúvida se iriam preferir redirecionamento ou eliminação, as coloquei aqui. --Lugustomsg | wpédia 02:03, 10 Janeiro 2006 (UTC)

Comentários

Não posso responder pelos outros, mas prefiro redirecionar. -- Leuadeque (contato) 11:37, 10 Janeiro 2006 (UTC)