Wikcionário:Esplanada/Arquivo/2006/Fevereiro

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Política de imagens

Saudações! Como ainda não temos uma política de imagens (e eu realmente nom tenho nada melhor pra fazer), rascunhei alguma coisa para colocarmos no lugar vazio.

  1. Podem ser carregados ao Wikcionário imagens ou arquivos (ficheiros) que não desrespeitem os direitos autorais de seus criadores.
    1. Caso uma imagem que esteja em situação legal regular seja considerada inadequada ao Wikcionário, deve-se seguir o Wikcionário:Imagens para eliminar|procedimento de eliminação normal.
    2. É incentivada a moção para os Comuns de imagens que possam ser utilizadas em outros projetos.
  2. O usuário que carregar uma imagem deve informar a sua fonte e situação de direitos autorais.
    1. São disponibilizadas etiquetas em forma de predefinição para a especificação da licença da imagem.
  3. Imagens cuja situação de direitos autorais não esteja especificada deverão ser marcadas como [[:Predefinição:CopyrightDesconhecido|de direitos autorais desconhecidos]] e devem-se requisitar ao usuário que as carregou essas informações.
    1. Imagens que fiquem marcadas como de direitos autorais desconhecidos por mais de quinze dias sem que a situação seja esclarecida devem ser removidas.
  4. Imagens que comprovadamente infrinjam os direitos autorais devem ser removidas imediatamente.

Se tiver alguém interessado, não deixe de comentar. Ah, e sei que a eliminação em quinze dias é um pouco drástica, mas afinal, isso põe em risco o projeto, e na Wikipédia em inglês se usa um prazo ainda menor. -- Leuadeque (contato) 15:46, 21 Janeiro 2006 (UTC)

Saudações, Leonardo! Achei muito interessante sua proposta. Na minha opinião deveríamos implementá-la desde já, tal como está, e se depois surgirem outras idéias, podemos ir aperfeiçoando. EusBarbosa 19:19, 21 Janeiro 2006 (UTC)


Caro Leuadeque,
Já lhe passou alguma vez pela cabeça que pode estar a mexer nos direitos, liberdades e garantias de qualquer cidadão desta aldeia global?
A beleza desta projecto é disponibilizar conhecimento e informação a custo zero a nível global.
A génese da própria Internet foi no mesmo sentido.
Já viu que pela ordem natural das coisas, toda a informação colocada na Internete é livre e de uso livre?
Se, eventualmente, o seu texto foi motivado pela colocação das imagens Image:Tanque.jpg e Image:Tanque1.jpg digo-lhe que são cópias de dicionários que tenho em casa comprados com o meu dinheiro que ganhei honestamente e que as fontes (nomes dos dicionários) não foram divulgadas porque não havia, nem há, necessidades de o fazer. Como não ganhei, nem vou ganhar dinheiro com as cópias, as leis no meu país permitem que o faça. Quanto aos direitos de autor, neste caso particular, a propriedade até é capaz de ser do povo português.
Mesmo que as leis no Brasil não sejam semelhantes, não sinto qualquer obrigação em cumprir o que desconheço e ainda muito menos sobre uma coisa (a língua portuguesa) que, por ter nascido, vivido e viver em Portugal, é a minha.
Djuzé 19:47, 21 Janeiro 2006 (UTC)

Djuzé, este assunto não está sendo trazido por causa das imagens que carregou nestes dias. É recomendável que todos projetos da Wikimedia Foundation (e o Wikcionário é "apenas" um deles) tenham suas regras definidas em vários assuntos, sendo um deles sobre as imagens aceitas ou não. Se correr os olhos mais acima verá, inclusive, que na virada de ano eu andei comentando algo sobre por aqui.

Me fica uma dúvida: quais licenças de imagens seriam aceitas? Apenas as livres (PD, GFDL etc) ou também as proprietárias sob o argumento do "fair use" do direito estadounidense? (Prefiro que sejam apenas as livres, mas, essa é a minha opinião). --Lugustomsg | wpédia 20:01, 21 Janeiro 2006 (UTC)


Caros,
Eu nunca autorizei e não autorizo que qualquer projecto da Wikimedia Foundation divulgue as marcas comerciais dos meus equipamentos, quer de hardware, quer de software, como acontece nas imagens que mencionei no comentário anterior.
Como fazer para que a minha posição seja respeitada?
Djuzé 22:18, 21 Janeiro 2006 (UTC)
Djuzé, gostaria de dizer que podemos e devemos discutir idéias e opiniões sem partirmos para ofensas ou radicalismos. Digo isso porque sua afirmativa acima de que é sua a língua portuguesa por ter nascido em Portugal, pode ser entendida como uma declaração de que vocês portugueses teriam mais direitos sobre a língua do que outros povos lusófonos, o que não é verdade em absoluto. No Brasil falamos português porque somos descendentes dos mesmos Pais dos quais vocês descendem. Quem é herdeiro mais legítimo? Além disso, aqui, até o século XVIII falava-se a Língua Geral (proveniente do Tupi) que foi banido por decreto do Marquês de Pombal. Entretanto tenho muito orgulho de ter como expressão nativa, aquilo que um poeta brasileiro chamou uma vez de "a última flor do Lácio".

Quanto ao mérito da questão em si, fico com a opinião do Lugusto, mas é também apenas a minha opinião. EusBarbosa 14:23, 22 Janeiro 2006 (UTC)

Caro EusBarbosa,
Nunca foi minha intenção ser ofensivo ou radical com qualquer pessoa desta comunidade e se o fui queiram aceitar desde já as minhas mil desculpas, mas também aceito e, até, perfilho que se diga que de boas intenções está o inferno cheio.
Isto para lhe dizer que a boa intenção do letreiro posto nas minhas imagens de copyright e direitos de autor desconhecidos me chocou. Estive quase, quase a fazer o scanner de uma folha de papel A4 para colocar no verbete papel e esperar que alguém me pedisse para indicar de quem eram os direitos de autor da cor branca ou do papel. Aceito e perfilho que estes projectos têm que ter regras, mas manda o bom senso que não se seja mais papista do que o Papa.
Não abdico de dizer aqui, ou em qualquer lugar, que o português é a minha língua e até acho graça quando vejo mencionado neste projecto que o "tu" já só é utilizado na poesia ou que a sonoridade do "português europeu" é uma chiadeira.
Quanto aos direitos sobre a língua portuguesa, já vivi o suficiente para ter aprendido que numa relação, ou numa partilha, os direitos e os deveres nunca são iguais...
Está claro que a leitura que faz da história não é a leitura que eu faço.
Aquilo que o Marquês fez para o Brasil foi um acto de colonizador para os escritos e cerimónias oficiais e para mais não tinha poderes para fazer cumprir as suas leis.
Houve dois gritos do Ipiranga. Um quando o Brasil deixou de ser uma colónia portuguesa e outro quando a jovem república portuguesa fez a reforma ortográfica de 1911 e o Brasil não a aceitou e não a aceitando não tem hoje qualquer direito sobre a língua do povo português da actualidade.
O Brasil nunca quis, não quer e nunca há de querer direitos sobre "a língua do povo português". Primeiro, obviamente, porque nós brasileiros não somos "o povo português". Segundo, como já dito abaixo, porque nenhum povo é dono de idioma algum. Terceiro, porque a Língua Portuguesa (ou, na versão da pobre criatura, "língua do povo português") não é língua apenas do "povo português", mas também do povo brasileiro, do povo moçambicano, do povo angolano, ..., enfim, de todo, de qualquer povo que quiser ler, escrever e falar em português. Quarto e último, porque existe no Brasil a língua do "povo brasileiro", o Português do Brasil. 201.22.65.184 04:58, 22 Fevereiro 2006 (UTC)
"(...)
A vida não me chegava pelos jornais nem pelos livros
Vinha da boca do povo na língua errada do povo
Língua certa do povo
Porque ele é que fala gostoso o português do Brasil
Ao passo que nós
O que fazemos
É macaquear
A sintaxe lusíada
A vida com uma porção de coisas que eu não entendia bem
Terras que não sabia onde ficavam
(...)"
Manuel Bandeira, poeta do povo brasileiro
Esta cisão do português de 1911 foi da responsabilidade de Portugal e do Brasil e hoje é grave que não seja frontalmente assumida pelos povos dos dois países. Os poderes políticos e económicos que se entretenham a fazer acordos que não são cumpridos ou não entram em vigor.
Brinco muitas vezes comigo próprio e com a minha roda de amigos dizendo que no Brasil se fala português e que em Portugal se fala o português bárbaro. Uma coisa é certa. Se se aceita que houve uma cisão, as partes resultantes da cisão não podem ter o mesmo nome.
Espero não vir a ser considerado de ofensivo ou radical pelo que acabo de escrever. Isto é apenas como vejo estas coisas que descrevo com frontalidade. Djuzé 18:52, 22 Janeiro 2006 (UTC)
Respeito seus argumentos mas, embora não desejando polemizar mais, não posso deixar de observar que falarmos aqui em cisão é muito perigoso. A separação política ou a reforma ortográfica de 1911 não deveriam, a meu ver, ser motivo de separacão idiomática. O português já é um idioma tão desprezado e desconsiderado no concerto das nações, e cá estamos nós que precisamos unir esforços no sentido de resgatar a força dessa língua, a discutir firulas e quem é dono de quê! Francamente, acho isso um desperdício. Ninguém, nem nenhum povo é dono de qualquer idioma. Isso é patrimônio da comunidade que o pratica e daqueles que o amam.Desculpem! EusBarbosa 19:58, 22 Janeiro 2006 (UTC)
Djuzé: em 1971 o Brasil e Portugal fizeram um reforma ortográfica conjunta, na qual os dois dialetos da língua portuguesa terminaram de se aproximar mais do que nunca. Já, quanto às imagens, eu segui um procedimento muito comum na wikipédia. A folha da qual escaneou não tem direitos autorais, mas, os caracteres que lá estão impressos fazem parte de uma obra que possivelmente os tem. --Lugustomsg | wpédia 20:16, 22 Janeiro 2006 (UTC)

Quantos comentários! Parece que foi uma boa idéia propor antes no final de semana, fiquei com medo que ninguém percebesse algo de novo na Esplanada. : )

Começando pelo princípio, essa política não foi inspirada nas imagens "tanque" e "tanque1". A questão é que temos várias políticas não definidas (eliminação rápida, administradores inativos, recuperação de artigos, etc.) e pensei que seria bom começar pelas imagens, já que elas foram discutidas há pouco tempo. Aliás, se a política fosse aprovada, esta imagem carregada por mim também seria apagada se eu não souber explicar sua licença. (O que, na verdade, ainda não sei. Agora, me perece uma má idéia ter carregado aquela imagem, de qualquer jeito. : )

Quanto a "toda a informação colocada na Internete é livre e de uso livre", essa é uma idéia muito difundida entre os internautas, mas também uma boa maneira de ser processado. A maioria dos saites exibe uma tarja de "todos os direitos reservados". Se não fosse assim, não precisaríamos gastar tempo escrevendo verbetes, bastava que um programa formatasse o conteúdo de http://www.priberam.pt/dlpo/ e o copiasse aqui. Mas, se não gostarem mesmo do ponto 3.1, podemos ficar sem ele. Essas páginas então vão ter que ser removidas pelo processo normal de eliminação, resultando num prazo maior antes da remoção e a possibilidade de que a comunidade vote pela permanência de uma imagem sem licença (coisa que não é permitida em projetos como a Wikipédia em inglês).

Por fim, "o fair use"! Não entrei no assunto propositadamente porque não queira ver bombas e pedaços de usuários jogados por todos os lados. Também não o mencionei porque acho um pouco difícil termos que ilustrar verbetes com logos de empresas ou com personagens registrados. Assim, ficaríamos sem nenhuma restrição formal contra ele, mas a maior parte do uso justo seria simplesmente inútil e poderia ser removido pelo processo normal de eliminação. -- Leuadeque (contato) 12:48, 23 Janeiro 2006 (UTC)


Question copyright.svg

Onde está a licença para o uso deste trabalho emitida por entidade reconhecida internacionalmente para o poder fazer? Eu até posso certificar tudo o que me passar pela cabeça, mas isso será sempre de valor nulo! Djuzé 20:03, 23 Janeiro 2006 (UTC)

Leuadeque: de acordo com uma página da commons que infelizmente não consegui localizar, capturas de tela de softwares livres sempre serão imagens livres, valendo a mesma "ponte" para s. proprietários > i. protegidas (e, sendo o mesmo para livros sob copyright > i. protegidas; livros em copyleft > i. livres etc). Djuzé: clique, na página da imagem, para ler a página descritiva da imagem no commons. Lá, você verá que se trata de uma imagem criada pelo próprio usuário que a carregou nos servidores. --Lugustomsg | wpédia 02:32, 24 Janeiro 2006 (UTC)

Djuzé, ou como preferir ser chamado, é uma pena que você ache sua palavra de valor nulo; eu prefiro assumir boa fé dos usuários. Se o próprio autor carrega a imagem, ele normalmente pode liberá-la na licença livre que preferir (há exceções, quando a própria imagem se utiliza de material de terceiros). Se alguém envia uma imagem que não é de sua autoria, precisaria provar que o autor permite a sua reprodução aqui. Por exemplo, fotos de organizações governamentais que as liberem em domínio público. Caso se verifique que o usuário mentiu e que a imagem na verdade viola os direitos autorais, ela seria removida. Às vezes isso é mais fácil, às vezes mais difícil, mas funcionaria da mesma forma como verificamos se o texto enviado pros verbetes é ou não legal.
Lugusto, muito obrigado pela informação, mas ainda estou em dúvida sobre a licença. O xterm deve ser da licença X e o irssi, GPL. Posso, mesmo assim, liberar a imagem como GFDL? -- Leuadeque (contato) 11:57, 24 Janeiro 2006 (UTC)
Enquanto não conseguimos convencer as pessoas a unificar as licenças livres, o jeito será fazer algo como o commons fez. No seu caso, além do aviso que linquei seria necessário informar as licenças de cada um dos softwares.--Lugustomsg | wpédia 15:24, 24 Janeiro 2006 (UTC)
Pois é caro Leuadeque,
Quando coloco texto neste projecto sou considerado à partida como honesto e cumpridor das normas internas em vigor até que qualquer usuário diga e apresente provas (válidas ou não) em contrário.
Quando coloco imagem aparece logo quem exija que apresente justificativos de quem é o autor, se o autor libertou o "objecto" e em que condições o fez e, ainda se for o caso de ser o autor e proprietário, em que condições é que o liberto. Aqui sou à partida considerado como potencialmente desonesto e qualquer que seja o justificativo que apresente ele terá sempre um valor nulo fora deste projecto.
Posso estar a ver mal as coisas, mas já vi aquele c dentro do aro e aquele ? milhares de vezes muito antes deste projecto existir...
No que me diz respeito encerro aqui a discussão sobre este assunto. Djuzé 15:38, 24 Janeiro 2006 (UTC)
A situação é um pouco diferente: todas as contribuições textuais "são imediatamente lançadas sob a GNU Free Documentation License", enquanto as imagens não são. Por isso é que é necessário especificar uma licença. De qualquer forma, lamento que queira encerrar a discussão, mas é uma decisão sua que respeito. -- Leuadeque (contato) 16:33, 24 Janeiro 2006 (UTC)
E então, acho que inicialmente, poderíamos adotar a proposta de Leuadeque, fazendo alterações posteriormente, conforme o andamento das discussões. -Diego UFCG 01:13, 2 Fevereiro 2006 (UTC)

Páginas com conteúdo impróprio e inadequados

Creio que, na medida que o Wikcionário fica maior e mais conhecido, também aumenta o número de pessoas que, ao invés de ajudar, atrapalham, acrescentando ou danificando as páginas com conteúdo impróprio e inadequado ao projeto. Vejam alguns exemplos: "Sônia Milagres" (conteúdo inadequado), "Igreja Universal do Reino de Deus" (inadequada), espiritismo (danificada), quantum (já corrigi), entre outros. Precisamos ficar atentos para que eles não destruam todo o trabalho que é realizado por muitas pessoas interessadas. Gbranco 19:34, 29 Janeiro 2006 (UTC)

É o preço da fama. : ) Dei uma revisada nas edições de nosso amiguinho, ampliando o que parecia útil e removendo os absurdos. Avisem se apaguei demais ou se me esqueci de algo. -- Leuadeque (contato) 12:59, 30 Janeiro 2006 (UTC)
Já pensaram em criar uma eliminação rápida? A Wikipédia possui esse processo (ver aqui). Isso facilita o trabalho porque não precisa-se esperar os quinze dias para eliminar páginas cujo conteúdo é, sem sombra de dúvidas, lixo e/ou impróprio. Bem, desculpem se estou dando sugestões demais, tendo sempre a Wikipédia como base, mas é que existe muita coisa por lá que facilita o trabalho dos colaboradores. -- Schultz | α 07:13, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Na verdade, já pensamos, mas as discussões nunca se desenvolveram completamente. Mas, depois de ontem, acho que nom vamos conseguir ficar sem um meio mais rápido de eliminar o lixo. O modelo da Wikipédia parece bom, se fizermos as adaptações necessárias. Mesmo assim, retiraria o ponto 7.2, e talvez fosse interessante incluir algo sobre a eliminação de biografias e currículos, assim como páginas de usuário que não existem (estes são casos recorrentes).
Por fim, não se acanhe, Fernando. Sugestões são sempre bem-vindas. : ) -- Leuadeque (contato) 12:43, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Quando propus este tópico, o objetivo era justamente este, iniciarmos uma discussão sobre a eliminação rápida destas páginas com lixo. Vejam mais este exemplo: "COM SE ESCREVE JESUS CRISTO EM ARAMAICO". Este tipo de página não deveria passar pelo processo normal de eliminação de páginas, aguardando uma votação por quinze dias. O método de eliminação rápida da Wikipédia é muito interessante, poderíamos adaptá-lo com as sugestões propostas pelo Leuadeque e outras que possam ser colocadas. Gbranco 15:29, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Mal acabamos de comentar isso e já aparecem artigos como "Sergio bastos" e o indicado por Gbranco, que poderiam ser facilmente removidos por eliminação rápida. É bom implantarmos esse processo logo, porque está ficando difícil lidar com todo o esse lixo. Talvez já seja hora de começar a desenhar uma página de eliminação rápida e discutir (ou votar) as nossas regras. -- Leuadeque (contato) 17:48, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Outra página que encaixaria em uma eliminação rápida é o recém-criado peida, não está no infinitivo, e já existe o artigo peidar, portanto está duplicado (além de possuir lixo no conteúdo). Não creio que sirva de redirect, portanto poderia ser apagado dentro de algumas horas ao invés de esperar os 15 dias convencionados. -- Schultz | α 18:58, 31 Janeiro 2006 (UTC)
peida não. Peida é dito, pelo menos cá, com o mesmo significado que rabo, embora seja calão. Vou tratar de a arranjar. e-roxo -discussão- 19:02, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Concordo que precisamos votar as regras de eliminação rápida. Sugiro que Leuadeque abra a página de votação (ou de sugestões/discussão) por ser um dos mais ativos e experientes nessa área.EusBarbosa 22:25, 31 Janeiro 2006 (UTC)

E então? -- Schultz | α 23:25, 1 Fevereiro 2006 (UTC)

Bem, como ninguém se prontificou, esbocei algo em Wikcionário:Eliminação rápida. Por favor, façam as alterações necessárias. -- Schultz | α 07:47, 2 Fevereiro 2006 (UTC)
Acho que ficou muito bom. Precisamos disso, dinamismo. Somente, terá que se tomar um cuidado redobrado para que não se eliminem páginas que possam ter conteúdo válido. A cultura dos países de língua portuguesa é muito diversificada. Um exemplo, é o peida, já comentado aí em cima. Gbranco 23:39, 2 Fevereiro 2006 (UTC)
Boa iniciativa. Continuo na página de discussão da eliminação rápida. -- Leuadeque (contato) 12:03, 3 Fevereiro 2006 (UTC)

Categorias de símbolos

Respondendo a uma mensagem do e-roxo na Wikipédia (sumi por alguns dias mas não os abandonei =) usem a minha página de discussão daqui a vontade): eu havia criado a Categoria:Letras, símbolos e pontuação pensando no pobre coitado que fosse tentar localizar algo do gênero através da árvore de categorias. Antes, estava tudo (tudo mesmo: letras, pontos, elementos químicos e euro) dentro da Categoria:Símbolo, que por sua vez estava sem nenhuma categoria. Olhando no Wikcionário em inglês vi que havia uma categoria mestra para todos caracteres, diretamente na árvore principal. Fiz o mesmo, criando subcategorias, para tentar arrumar as coisas.

Mas, foi naquela minha primeira fase, antes de descobrir que o Wikcionário prefere as categorias com cada palavra começando em maiúsculas (o oposto da Wikipédia). A minha pergunta é a seguinte: apenas troco para letras maiúsculas as categorias Categoria:Letras, símbolos e pontuação e Categoria:Alfabeto latino (que pode ser feito em dois minutos pelo meu bot) ou devo procurar nomes e árvores de categorias mais adequadas? Lugustomsg | wpédia 16:37, 30 Janeiro 2006 (UTC)

Outro assunto relacionado: ao acaso achei as categorias Categoria:Popular (Português) e Categoria:Popular. Não seria melhor fundi-las com Categoria:Gíria (Português)? Lugustomsg | wpédia 17:00, 30 Janeiro 2006 (UTC)

Categoria:Alfabeto latino só precisaria ser trocada pra maiúsculas. Prà outra, talvez Categoria:Caractere? Quanto a popular e gíria, normalmente os dicionários fazem distinção entre os dois. -- Leuadeque (contato) 18:36, 31 Janeiro 2006 (UTC)
Caractere e símbolo vai dar ao mesmo, apenas símbolo é um bocado mais vasto... ou não? Um caractere é ou não um símbolo? Não estou a ver o problema dessa categoria... e-roxo -discussão- 19:09, 31 Janeiro 2006 (UTC)

Caractere, ao que me parece, é mais específico aos símbolos lingüísticos (letras e letras acentuadas). Lugustomsg | wpédia 20:27, 7 Fevereiro 2006 (UTC)

cambira / cambirela

Donde a origem das duas palavras  ? Serão resultados da má pronúncia caiçara/cabocla de amarrar o peixe com embira  ? Ca embira ? cambira ? E cambirela  ? Seria a taínha pequena - porque cambira é taínha escalada, salgada, eviscerada, seca ao sol e ao vento em trempes sobre a água do mar para evitar mosca e outros insetos.CARLOS ADAUTO VIEIRA - adauto.vieira@ilhanet.com.br

Automatic moving pages

Hello fr:User:Kipmaster is so kind and is writing a pywikipedia bot that will be able to move pages in a given category to Uppercase (for example pages in the category Categoria:Topónimo). But he needs to know if the bot should leave the old entries as redirects or if it should add {{lixo}} to the page. Please contact him or me on irc://irc.freenode.net/wiktionary or on our home wikt. usertalkpages. obrigado --Spacebirdy 22:13, 24 Fevereiro 2006 (UTC)

  • Recebi resposta sobre o bot. Infelizmente ele é limitado, já que os recursos disponíveis são limitados. Tudo o que ele faz é copiar o conteúdo da entrada em minúsculas para a entrada em maiúsculas, comentando no sumário de edições os editores que haviam anteriormente editado nele. Depois disso, a entrada em letra minúscula ou é transformada em redirecionamento, ou pode receber alguma predefinição (como a de lixo). Como não são tantas entradas assim a serem movidas, acho que vou fazer o trabalho manualmente mesmo. Lugustomsg | wpédia 00:18, 26 Fevereiro 2006 (UTC)