Wikcionário:Esplanada/Arquivo/2006/Agosto

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Jlopes administrador & Eusbarbosa

A votação estava a correr bem até que apareceu um vândalo (taberneiro) e o Eusbarbosa que se aproveitou, aproveita ou quer aproveitar dos vandalismos. Vandalizar é mau, mas é muito pior quem disso se aproveita. Não teria sido muito mais fácil e normal anular os vandalismos? Eusbarbosa, escusa de me pedir desculpas porque não as aceitarei. Jtlopes 00:08, 2 Agosto 2006 (UTC)

<<A votação estava a correr bem>> . Para mim o vandalismo já começou quando o Sr. JLopes votou simultaneamente a favor e contra si mesmo. Quando ao "argumento" de que que me aproveito de vandalismos, seria mesmo com que intenção? Qual a vantagem pessoal desse aproveitamento? Esclareça à comunidade, por favor, pois a mim me escapa, e isso é mesmo muito sério. Quanto ao pedido de desculpas, fique descansado.EusBarbosa 00:38, 2 Agosto 2006 (UTC)
Faço minhas, as palavras do Leuadeque:

Estranho. É muito estranho mesmo. Não fui eu que vandalizei a votação. Alguém o fez e assinou com o meu nome. Como é que isso se pode fazer? Taberneiro 01:52, 2 Agosto 2006 (UTC)

Texto posto em Usuário Discussão:Jtlopes

Taberneiro

O que é que tem a ver com o Taberneiro ou com o Xis, ou com o Antônio, o com o Paes ou como Soduku, ou com ...? Boa pergunta. Gostaria que você mesmo me respondesse, se não tem nada a ver com essa votação que está correr. Se fosse uma votação séria, eu até teria muito prazer em votar em si, pois acho que esse projeto está a necessitar em sua administração de mais gente da terrinha, acho que você tem um conhecimento sobre o mirandês e o tétum, que nos faz falta. Por isso, peço-lhe o favor de nos ajudar a esclarecer esse imbroglio em [1]. EusBarbosa 00:26, 2 Agosto 2006 (UTC)
Dou o que tenho para dar e o que quero dar; e a mais não sou obrigado. Uma pequena história ilustrativa: numa manhã invernosa tentei repartir um agasalho com um pedinte tiritante, mas o safado não o aceitou; em nome duma bíblia esquimó qualquer queria que fosse a minha mulher a aquecê-lo - como todos sabem, ou sabiam, a mulher da gente, a gente não dá a ninguém. Aprecio o seu humor embora você não aprecie o meu, mas desde que aqui cheguei até ao comentário acima que tenho sido achincalhado com essa coisa da santa terrinha. Já chega! Jtlopes 22:32, 2 Agosto 2006 (UTC)
Desculpe se usar a palavra terrinha o ofende. Se fiz isso foi porque tenho vários amigos portugueses que a usam em sentido amigável a brincar uns com os outros. Pensava eu que era uma maneira camarada de se dirigir às pessoas, mas esses meus amigos são de Lisboa. Talvez, na região de Portugal onde viva, isso possa ser depreciativo. Eu realmente não sabia. Mas também a definição que deu ao verbete santa terrinha, dizendo que no Brasil a usamos para depreciar portugueses, é uma invenção sua ou dedução paranóica de sua parte. Para dizer a verdade, em geral os brasileiros não estão muito preocupados com Portugal. Pelo menos não do modo, como parece, você se preocupa conosco. Por aqui, se olharmos a média da população brasileira, pouco se sabe, ou se conhece da sua terra. Vivemos nossa vida, com nossa prosódia, nossa grafia, nossos regionalismos, nossos erros e acertos, sem nos preocupar muito se isso lhes agrada ou não. Talvez seja isso que não lhe desça pela garganta. Nada posso fazer a respeito e afirmo que, se pensa que vou lhe dar trela para que transforme o espaço deste Wikcionário em tribuna de malucos, em permanente discussão, sem sentido e sem objetivo, está enganado. Será essa a última vez que lhe dirijo a palavra, a não ser que tenha de fazê-lo por dever de ofício, como administrador ou burocrata.EusBarbosa 23:22, 2 Agosto 2006 (UTC)

Nunca fiquei tão feliz ao passar pelo Wikcionário! Ver o dono de sock puppets (que, apesar de ser editor ativo e muito ter contribuído em verbetes para cá, é estúpido demais e tende a se sentir como dono da verdade absoluta) se entregando e ver que o Leuadeque ainda passa por aqui! Se precisarem de ajuda no pedido para checkuser infelizmente justificável graças as agressões que fez a todos (inclusive a mim uma ou duas vezes, eu que edito tão pouco), estou ao dispor de vocês. Lugustomsg 22:01, 3 Agosto 2006 (UTC)

Estou mais que farto de ser achincalhado com mimos do tipo "tu és da santa terrinha", "maluco", "estúpido demais" por uma maçonaria autocrata que manipula discussões e votações por debaixo da mesa. Jtlopes 00
22, 4 Agosto 2006 (UTC)

"Brasileirismo" ou "Português brasileiro"?

Olhando em Especial:Wantedcategories, aparecem como categorias pedidas, dentre outras, a Categoria:Brasileirismo e a Categoria:Português brasileiro. Qual seria mais adequada? E criar como subcategoria de qual(is) categoria(s)? Lugustomsg 22:32, 3 Agosto 2006 (UTC)

Não há nada decidido sobre a criação destas categorias, por enquanto é melhor que não seja encorajado o uso de uma ou de outra. -- Marcelo Silva 02:10, 6 Agosto 2006 (UTC)

Brazileirismo

Brazileirismo (com z) é a minha sugestão para a marcação das palavras genuínas da língua brazileira como por exemplo prá. O brazileiro é legal; o brazileiro ainda vai cumprir seu ideal; o brazileiro ainda vai ser uma língua colonial. o comentário precedente não foi assinado por Zé do Bote (discussão • contrib.)

Porque com z? Nem no Brasil nem nos outros países da CPLP, "brasileirismo" não é escrito com "z" e sim com "s"! — Luan fala! 18:23, 6 Agosto 2006 (UTC)
Não posso tomar desse tipo de comentário como outra coisa senão trolling. Acho melhor os comentários do Jtlopes e seus fantoches serem ignorados, com exceção de quando ele resolver argumentar em algo ao invés de se sentir um escritor de peças de teatro satírico. Lugustomsg 20:59, 6 Agosto 2006 (UTC)
Oh Luan, não seja ingênuo. Você ainda acredita em seriedade partindo de quem estão partindo essas provocações? Ele está á beira da ofensa, ao escrever brasiu, ou brazil, com letra minúscula e alteração gráfica só quer nos ofender. Não vamos revidar. Seria muito fácil fazermos gracinhas aqui como as que ele faz, (aliás há no Brasil até um acervo enorme de anedotas que poderíamos contar pra ele), mas não vamos fazer isso. Não vamos ofender quem não tem nada com isso. O que ele está fazendo, os juristas aqui, por brincadeira, chamam: é o "jus sperneandi" uma expressão supostamente latina que quer dizer: o direito de espernear. Respeitemos esse direito dele, ou, em bom brazileiro: o choro é livre!. EusBarbosa 14:55, 7 Agosto 2006 (UTC)

Referência Bibliográfica

Pessoal, eu criei uma página para que as pessoas pudessem listar as bibliografias usadas nas edições dos verbetes. O intuito é criar um espaço onde elas possam ser listadas, como uma bibliografia final em qualquer bom livro. fiz assim, criei na página:

http://pt.wiktionary.org/wiki/Categoria:Página_principal

uma subcategoria:

http://pt.wiktionary.org/wiki/Categoria:Bibliografia_do_Wikcionário

ai criei outra sub com o nome:

http://pt.wiktionary.org/wiki/Categoria:Bibliografia_do_Dicionário_(Português)

e nesta listei umas ligações internas e externas. Dêem uma olhada. -- Felipe Sousa Nascimento @ 04:17, 4 Agosto 2006 (UTC) Pesando melhor, deveria ter criado como categoria, ou como artigo, ou como página?. -- Felipe Sousa Nascimento @

Eu ainda não entendi muito bem a necessidade ou utilidade de uma tal lista. Muitos usuários mantém listas assim nas suas páginas de usuário, eu realmente não vejo porque criar uma página só para isso. Mas se for criada, acho que é melhor que seja criada em algum outro namespace, não no principal nem como categoria. --Schoenfeld 00:09, 5 Agosto 2006 (UTC)

Bem, eu acho importante. Todo bom dicionário tem uma bibliografia final. Veja lá, e se a pessoa resolver checar as fontes, ou seja, as origens das coisas, onde fará? Isso é ideal para os pesquisadores. Sabe como é... ninguém pode chegar a dizer que tal coisa é tal coisa só porque vislumbrou isso aqui, não é? Schoenfeld, vc poderia falar mais sobre esse outro namespace? Veja que a bibliografia em boas publicações consta ao fim de um livro. E se alguns editores possuem listas de livros em páginas pessoais nada melhor do que criar um local adequado para colocá-las. -- Felipe Sousa Nascimento @ 07:51, 5 Agosto 2006 (UTC)

Nova Predefinição

Pessoal eu editei esta nova predefinição para ser usado no início do verbete. OBS.: elas devem ser utilizadas após o título do idioma == Português == se for utilizada antes o sumário não recolhe nem mostra. Uma das ligações existentes aqui depende do tópico criado anteriormente, ver.

{{cabeçalho.verbete.português}}



Wikcionário: Espanhol
REFERÊNCIA: A língua espanhola | Gramática | Exercícios | Bibliografia

-- Felipe Sousa Nascimento @ 05:58, 4 Agosto 2006 (UTC)

Felipe, viva! Para que serve ou, melhor, qual a vantagem de colocar isso aí? É para pôr em todos os verbetes? Só após o Português ou após todas as línguas? Não vi isso em nenhum dos Wikcionários que visitei (en., fr., es., gl.)... Um abraço! -- Cadum 16:22, 4 Agosto 2006 (UTC)
Oi, pessoal! Cadum, existe uma predefinição, parecida com essa que o Felipe criou, no Wikcionário espanhol, por exemplo, veja aqui. — Luan fala! 18:55, 4 Agosto 2006 (UTC)
Obrigado, Luan. Azar meu, quando percorri algumas páginas do espanhol não apareceu nenhuma com essa predefinição. Mas a minha questão (e não, não foi o ValJor) mantém-se: para que serve, qual a vantagem de ter aquela barra nas páginas. Alguns dos links levam... a lado nenhum. Desvantagem eu vejo pelo menos uma: tudo o que torne mais alta a página, que retire uma visão o mais imediata possível, que obrigue a rolar a página na tela – tudo isso é, para mim, negativo. Mas, conhecendo as vantagens, posso pesar os prós e os contras. Um abraço! -- Cadum 19:09, 4 Agosto 2006 (UTC)
concordo com o Cadum. Acho um exagero botar isto em todas as palavras. será visualizada milhares de vezes e clicada pouquíssimas vezes. Acho que o benefício (ter as ligações a mão) não compensam o custo (um quadro a mais poluindo o verbete para todos os verbetes). --Fredmaranhao 20:02, 4 Agosto 2006 (UTC)
Foi mal Cadum, eu não sei onde vi o nome do ValJor! Até agora procuro onde eu achei! rsrsrsrs :-) — Luan fala! 21:48, 4 Agosto 2006 (UTC)
Estou com o Fredmaranhao e o Cadum. Colocar a predefinição em todos os verbetes é demais, mas talvez ela fique bem na página de categoria do idioma ou no verbete do idioma. --Schoenfeld 00:04, 5 Agosto 2006 (UTC)

Pessoal, ao criar isso minha idéia foi a de colocar nas mãos das pessoas informações não ligadas diretamente ao verbete tipo: uma gramática em português, um artigo falando sobre a língua portuguesa e uma coisa muito especial em toda publicação cientifica: uma bibliografia. Outras informações poderiam ser adicionada a ela. Obviamente ele é discreta por não conter informações relacionadas diretamente ao verbete. Mas e se apessoa, ao ler o verbete, tiver uma dúvida sobre a gramática que esta profundamente ligado ao verbete? E se alguem desejar ver a bibliografia usada no wikicionário? são esses e outros problemas que tive em mente ao elaborá-la. Este é um espaço destinado ao aprofundamento da língua. -- Felipe Sousa Nascimento @ 08:15, 5 Agosto 2006 (UTC)

Achei boa a sugestão do Schoenfeld: colocar a predefinição na página da categoria do Idioma.EusBarbosa 12:13, 5 Agosto 2006 (UTC)
Concordo com o Cadum, com o Fredmaranhao, com o Schoenfeld e com o Eusbarbosa. Acredito que esta predefinição deveria ser usada nas categorias e não nos verbetes. Entendo seus motivos Felipe, mas informações como bibliografia e gramática do verbete devem estar dentro da página do verbete e não fora. Um abraço! -- Marcelo Silva 13:44, 5 Agosto 2006 (UTC)

Ok, então vou fazer o seguinte... vou colocar as predefinições acolá, na categoria dos idiomas Português e Español... Será que seria bem quisto se colocássemos uma ligação em ver também... Olhem... eu crie um tópico anterior... deu uma olhada e uma ajudinha.. -- Felipe Sousa Nascimento @ 06:41, 8 Agosto 2006 (UTC)

Pessoal, é melhor assim: {{cabeçalho.verbete.português}}

ou assim:

{{cabeçalho.verbete.português}}

Para isso deveríamos editar a predefinição Indice... Poderíamos colocar uma barra ou algo assim entre elas.. que acham..? -- Felipe Sousa Nascimento @ 07:14, 8 Agosto 2006 (UTC)

Sãotomense e caboverdiano

Continuando a discussão arquivada: Wikcionário:Esplanada/Arquivo/2006/Julho#Sãotomense e caboverdiano. Eu conferi no Aurélio e no Houaiss e o Cadum está mais uma vez confirmado, 'caboverdiano' e 'sãotomense' não aparecem. É seguro então que essas palavras são erros de ortografia e, portanto, as categorias com esses nomes deveriam ser eliminadas e os seus membros movidos para categorias com um nome correto. --Schoenfeld 00:44, 5 Agosto 2006 (UTC)

Obrigado, Schoenfeld. Quem faz isso? Presumo que não é preciso votar e que há uma forma automática... Saudações! -- Cadum 05:18, 5 Agosto 2006 (UTC)
Penso que pode mudar, Cadum, ou Schoenfeld. Mas sugiro que movam (redirecionem) a categoria para evitar que seja recriada. Depois vão etr que corrigir todos os verbetes dentro da categoria antiga,...acho!? EusBarbosa 21:26, 5 Agosto 2006 (UTC)


«Quem faz isso? Presumo que não é preciso votar e que há uma forma automática... Saudações!» Cadum

Estou mais que farto, mas não vou chamar nomes... só os penso!

«...
Claro que o número de vezes que uma palavra é usada é uma referência. Basta ver em que se baseiam os "corpus" de linguística. O MorDebe, por exemplo.
Quantos casos temos, no Dicionário da Academia Portuguesa de Ciências, por exemplo, de termos e/ou acepções que são a validação de um erro que se foi repetindo até... entrar no dicionário?
Um abraço e um pouco de paciência (que, como sabemos, faz tão bem como os caldos de galinha). -- Cadum 17:13, 5 Agosto 2006 (UTC)
...»
  • Resultados 1 - 10 de cerca de 44.000 Português paginas de caboverdiano. (0,19 segundos)
  • Resultados 1 - 10 de cerca de 9.320 Português paginas de sãotomense. (0,09 segundos)
  • Resultados 1 - 10 de cerca de 18.400.000 Português paginas de prá. (0,18 segundos)

Quem é o amigo da onça e o amigo-da-onça? Seus... Jtlopes 21:40, 5 Agosto 2006 (UTC)

Quando definirem nova nomenclatura para as categorias me avisem, para que eu acione meu bot e as mova. Lugustomsg 21:42, 5 Agosto 2006 (UTC)

Meu Deus! O homem tem um bot que é o dele meu bot, dele do Usuário:Zumg. Se este assunto ainda estiver em discussão será vandalismo do bot. o comentário precedente não foi assinado por Jtlopes (discussão • contrib.)

Jtlopes, os números são o que são... se forem todos conhecidos. Mas, antes de falar de números quero dizer-lhe que, para mim, não é a mesma coisa ter uma categoria com uma forma menos usual ou não atestada e referir (em Variantes, por exemplo) no verbete respectivo que há outras grafias ou se está a usar uma outra forma (foi o que eu fiz em prá).
Quanto aos números, como sabe, quando se pesquisa uma palavra com hífen o Google retorna também as ocorrências sem hífen e as que têm espaço no lugar do hífen. O que quer dizer que vamos ter que fazer contas:
  • cabo-verdiano: 153.000; caboverdiano, 44.000. Saldo a favor do primeiro: 109.000
  • santomense: 14.200; sãotomense: 990; são-tomense: 14.200. Saldo a favor de são-tomense: 13.210. Esmagadora "vitória" de qualquer das formas que eu sugeri.
Pois é, o Google que eu uso deve ser diferente. Também pesquisa as outras formas, não só as que interessam para defender uma "causa". Não se amofine, a vida são três dias! -- Cadum 22:46, 5 Agosto 2006 (UTC)
Ótimo, era exatamente o que eu ia fazer. Então, usamos 'cabo-verdiano' e 'são-tomense'? --Schoenfeld 22:53, 5 Agosto 2006 (UTC)
Quanto a cabo-verdiano penso que não há qualquer dúvida. Quanto a são-tomense e santomense, ambas as formas são admitidas até no Prontuário da ABL. Para mim, são-tomense é um gentílico formado de modo mais clássico: as gramáticas recomendam o uso do hífen, como em cabo-verdiano, afinal. Eu optaria por são-tomense... -- Cadum 23:04, 5 Agosto 2006 (UTC)
Qual é o filho da puta do dicionário que diz que cabo-verdiano é uma língua? o comentário precedente não foi assinado por Jtlopes (discussão • contrib.)
Calma Jtlopes estamos quase acabando de votar a sanção de insultos. -- Marcelo Silva 00:21, 6 Agosto 2006 (UTC)
É não tem a menor necessidade esse stress todo! — Luan fala! 00:50, 6 Agosto 2006 (UTC)
Ora, 'caboverdiano' não é registrado em nenhum dicionário, já 'cabo-verdiano' está em todos, e o Houaiss atribui-lhe o significado: "língua crioula de base portuguesa". Se logo não for dado um bom motivo para mantermos 'caboverdiano', pedirei ao Lugusto para que mande o bot fazer as mudanças. --Schoenfeld 13:39, 6 Agosto 2006 (UTC)


  • os cabo-verdianos estão-se nas tintas para os brazileiros e para os portugueses
  • eles usam/escrevem o termo caboverdiano todos os dias
  • caboverdiano é um termo do português de Cabo Verde assim como fim de semana é um termo do português do brasil
  • comparem o português de Cabo Verde com o Português do Brasiu: [[1]] o comentário precedente não foi assinado por João (discussão • contrib.)
Por favor, faça direito as pesquisas na internet. No próprio site que indicas os cabo-verdianos falam em 'Língua Cabo-verdiana' [2]. A Universidade de Cabo Verde também usa 'língua cabo-verdiana' [3], [4] e [5]. O mesmo vale para o Instituto Superior de Educação de Cabo Verde, que possui um centro de "Línguas Portuguesa e Cabo-verdiana" [6]. A Associação dos Escritores Cabo-verdianos possui também um prêmio "Língua Cabo-verdiana" [7]. Na Universidade de Lisboa parece que também se fala em "língua cabo-verdiana" [8]. Há ainda mais exemplos, escolhi apenas os primeiros que apareceram. Encerramos a questão?. --Schoenfeld 19:32, 6 Agosto 2006 (UTC)
Já percebi! fim de semana é português e caboverdiano não é.
"língua crioula de base portuguesa": é mau demais para constar no Houaiss. Base portuguesa?! Manda fotoo comentário precedente não foi assinado por Fidel (discussão • contrib.)

Dicionário Aurélio, versão 5.0: [9] (note que eu digitei caboverdiano e ele já me empurrou diretamente para a versão com hífen). Dicionário Houaiss: [10], [11], [12] e, repare bem na definição deste último: [13]. Tenho a listagem dos lingüistas que trabalharam em cada um dos dicionários e das equipes para regionalismos do Huaiss, posso transcrevê-los aqui, se quiser. Lugustomsg 22:23, 6 Agosto 2006 (UTC)

Concerteza (ou será br:com certeza). Nunca contrario loucos. o comentário precedente não foi assinado por Jtlopes (discussão • contrib.)

Uma vez que o teatro de fantoches trocou de Ato, movi a Caboverdiano para Cabo-verdiano através de meu bot. Peço apenas que determinem nova nomenclatura para a Sãotomense. Lugustomsg 23:02, 7 Agosto 2006 (UTC)

Obrigado, Lugusto. Para a Sãotomense usaremos São-tomense. --Schoenfeld 23:58, 7 Agosto 2006 (UTC)
Movida. Fiz alguns ajustes adicionais na Cabo-verdiano neste meio tempo e farei os mesmos ajustes na São-tomense mais tarde. Lugustomsg 00:21, 8 Agosto 2006 (UTC)

"ESPÍRITO DA CABO-VERDIANIDADE VAI SAIR REFORÇADO"

ver [[14]] o comentário precedente não foi assinado por Jtlopes (discussão • contrib.)

ver [[15]]

Resposta a anónimo

Caro anónimo (esquecimento, humildade, propósito inconfessável?), se os discursos de um governante, mesmo impressos, fizessem lei, não haveria países pobres nem guerras, tudo seria um paraíso. Infelizmente, a língua é uma das situações em que andorinha não faz Primavera.
De qualquer das maneiras, se o caro anónimo gosta de ver comunicados, neste do primeiro-ministro de Cabo Verde pode pesquisar cabo-verdiano (e variantes) com hífen. E no sítio da Juventude do PAICV também, logo na primeira notícia. E pode encontrar 6 (seis) vezes com hífen e apenas uma caboverdiana sem hífen na Biografia Oficial do Presidente da República publicada no site oficial da Presidência da República. E num Destaque do sítio do Ministério da Educação (o tal que cuida igualmente da instrução) pode encontrar cabo-verdiana escrito mais uma vez com o tal hífen que tanto o(s) incomoda. Mas veja também, já que gosta de discursos e outros documentos cabo-verdianos, como o editorial do site da Comissão Nacional para a Instalação da Universidade de Cabo Verde utiliza cabo-verdianos e cabo-verdiana ambos com hífen.
Claro, você pode até argumentar que é gente distante do povo, não sabe como ele fala. Você, o verdadeiro Caboverdiano, é que sabe como é. Pode, pois pode...
Saudações lusófonas. -- (Assinado) Cadum 17:41, 19 Agosto 2006 (UTC)

Isso está bem claro em nosso modelo padrão oficial, democraticamente votado e discutido. -- Marcelo Silva 19:54, 6 Agosto 2006 (UTC)

o comentário precedente não foi assinado por Fidel (discussão • contrib.)

(Período de votação: 27/07 até 27/08)

É hora de coibir

Olá pessoal, o JtLopes e seus sock puppets estão visivelmente se aproveitando da impunidade para, literalmente, barbarizar o Wikcionário. Bom, ele pelo menos serve de exemplo pra quem acha que existe bom senso na internet, mas o que venho aqui dizer é outra coisa: precisamos limpar a Esplanada e coibir esta atitude repetitiva, já está mais do que na hora, mesmo que a sanção de insultos e de vandalismos não tenha acabado de ser votada. Ao dizer que Cabo-Verdiano não é língua e que o Brasil não é um país lusófono ele atinge tanto os brasileiros como os cabo-verdianos, o que já é matéria prima da xenofobia. O que acham que deve ser feito neste caso? Bloquear/não bloquear? Por quanto tempo? -- Marcelo Silva 00:12, 7 Agosto 2006 (UTC)

Que diz a Lei/Norma/Regulamento ? Constitui infração opinar que o Brasil não é um País lusófono ? Constitui infração opinar que Cabo-Verdiano não é língua ? Qual é o efeito prático dessas opiniões ? Que diz o REgulamento a respeito ?--ITZAK 00:23, 7 Agosto 2006 (UTC)
Itzak! Pare de pedir para ver o regulamento! Veja o que foi feito aqui na Esplanada! Mensagens particulares entre usuários foram colocadas aqui, só para causar confusão. Quem quer que tenha feito isso tem que ser punido. Não é mais questão de regulamento, é questão de coexistência pacífica!
ValJor 00:30, 7 Agosto 2006 (UTC)
Não há crime/infração sem lei/norma que comine a penalidade.--ITZAK 00:46, 7 Agosto 2006 (UTC)
Se o wikcionário é tão vulnerável aos vândalos e não consegue estabelecer normas, será que este projeto é viável ?--ITZAK 00:49, 7 Agosto 2006 (UTC)
Eu entendo que não há mensagens particulares no Wikcionário. Tudo que escrevo está à disposição de todos. Se alguém altera meus textos ou seu contexto, devem ser punidos por falsificação. A pena para esta infração deve estar prevista num "Código Penal" Interno, ou Regulamento Interno, sem o quê fica difícil aplicar qualquer penalidade.--ITZAK 00:54, 7 Agosto 2006 (UTC)
Claro, se matar e roubar não fosse proibido por lei você faria questão de matar e roubar só para dizer que age legalmente. -- Marcelo Silva 02:19, 7 Agosto 2006 (UTC)

Marcelo, uma coisa que aprendi depois do surto de fantoches que a Wikipédia teve de fevereiro/2005 a março/2006: não vale a pena dar atenção a atitudes troll. Se ninguém der ouvidos, uma hora o Jtlopes se cansa e fica quieto, editando apenas os verbetes e se parecendo para quem for futuramente consultar os arquivos da Esplanada um mero insano. É isso o que ele quer, receber atenção, e deve estar se sentindo orgulhoso por ter chamado a minha atenção e a atenção do Slade para assistir a esse teatro todo. Se ele voltar a insultar depois da votação se encerrar, dê o bloqueio. Ignore manifestações dele posteriores, não fale nada, aja silenciosamente e deixe-o espernear o quanto quiser nos locais que ele quiser. Responda apenas a perguntas pontuais que façam sentido, ignorem as provocações. Vocês são superiores a ele, estão construindo uma base de conhecimento, enquanto ele, apesar de também estar ajudando a construir em certas partes, mais ajuda para a destruir. Lugustomsg 00:58, 7 Agosto 2006 (UTC)

Será mesmo Lugusto que ignorar adianta? Bom, mas como você mesmo disse a sanção de insultos e de vandalismos está quase entrando em vigor... Um abraço! -- Marcelo Silva 02:19, 7 Agosto 2006 (UTC)

Marcelo, concordo com o Lugusto. Pessoas assim -- o nome é bem apropriado -- são simplesmente fantoches -- devem ser muito solitárias e muito frustradas. A satisfação e a gratificação que não conseguem ter por outros meios mais naturais, tentam buscar aqui, escondendo-se no anonimato da "nuvem" para querer desopilar-se dessas frustrações em cima de quem lhes der atenção. Necessita e pede urgentemente a atenção. Não lhe a dê. Aqui não é consultório psicanalítico, nem consultório sentimental. Fique sereno, não há nada que possa atingi-lo se você não deixar que o atinja. Um abraço. EusBarbosa 15:16, 7 Agosto 2006 (UTC)

Esta discussão aqui, sobre a necessidade de criar algum tipo de sanção, censura, penalidade, como queiram, a quem (mesmo de boa fé) não está aqui para somar, me leva a uma reflexão. Por que dois projetos irmãos - a Wikipédia e o Wickcionário, subordinados às mesmas regras, tiveram destinos tão diferentes? A enciclopédia, a meu ver, é um projeto vitorioso, no mesmo nível de outras enciclopédias disponíveis na Internet e fora dela. Não hesitaria em recomendar seu uso a meus alunos (se os tivesse). Já o dicionário é um projeto anárquico, no pior sentido, pois faltam verbetes essenciais, há uma infinidade de verbetes mal definidos, existem palavras das mais diversas línguas (como finlandês, papiamento), sem nenhuma justificativa válida para usa inclusão e paro por aqui para não ser (já estou sendo) cansativo. Acho que já é hora de alguém pôr o pé no freio para uma freada de arrumação, pois já vi que o consenso será difícil de alcançar.--Luferom 15:16, 31 Agosto 2006 (UTC)luferom

Por um Regimento Interno

Sinto a necessidade de um documento que defina as infrações previstas e comine as penalidades. Sem isto tornam-se necessárias intermináveis votações toda vez que alguém cometer suposta infração. Sem um Regimento Interno ninguém está seguro e livre de sofrer punições. Pessoas com espírito inventivo são confundidas com vândalos, etc.--ITZAK 02:22, 7 Agosto 2006 (UTC)
A megavotação vai criar o regimento interno que você tanto deseja. Aliás, se matar e roubar não fosse proibido por lei você faria questão de matar e roubar só para dizer que age legalmente? Bom, pelo menos no Wikcionário é assim que você age. Pessoas com espírito inventivo são confundidas com vândalos??? Até hoje isso nunca aconteceu... peço humildemente que me dê um exemplo. -- Marcelo Silva 03:01, 7 Agosto 2006 (UTC)
Matar e roubar constam como crime nos mais antigos Códigos Penais. Se não constassem, seria lícito. Estou sendo tratado como vândalo só porque inventei inocente encadeamento de verbetes. Não acredito que a Megavotação crie um Regimento Interno.--ITZAK 13:48, 7 Agosto 2006 (UTC)
Assim dispõe a página de projeto deste wikcionário:
"Novatos se entusiasmam com a liberdade do sistema wiki e vão fundo na edição dos verbetes. Ótimo! Apenas um detalhe: seja corajoso ao atualizar uma página não significa que você pode apagar verbetes, mesmo parcialmente. A regra é, salvo em casos de violação de direitos de autor, nunca se deve apagar informação com que não concorde. Em vez disso, corrija e complemente e, caso lhe pareça que a alteração que pretende fazer possa levantar polêmica, proponha-a primeiro na página de discussão do artigo em questão. Tenha um pouco de paciência e aguarde as respostas. Se ninguém discordar, proceda com a alteração."
Não é assim que estou sendo tratado. Ninguém tentou me convencer de que encadeamentos de verbetes sejam nocivos. A votação em curso tolera encadeamentos num caso arbitrariamente restrito, qual seja, o caso de sinônimos. Onde está a tal liberdade de edição ?--ITZAK 15:38, 7 Agosto 2006 (UTC)
Anarquia e liberdade são coisas bem diferentes. -- Marcelo Silva 16:23, 7 Agosto 2006 (UTC)
O Estado de Direito é completamente diferente da Ditadura.--ITZAK 17:58, 7 Agosto 2006 (UTC)
Sr Marcelo, não podes apagar um verbete meu, no todo ou parcialmente, sem antes dialogar comigo. O Sr está continuamente apagando um legítimo exemplo de uso do verbete âmbito.--ITZAK 18:01, 7 Agosto 2006 (UTC)

Denúncia

O Sr Marcelo Silva está reiteradamente apagando parte do verbete âmbito eliminando um legítimo exemplo, de autoria própria, de uso do verbete. Não se dá ao trabalho de discutir o assunto comigo nem dá suas razões para apagar este exemplo. Como administrador, o Sr Marcelo está sujeito às mesmas normas éticas de qualquer editor. Peço a atenção dos demais administradores e da comunidade, e se for o caso, votando para resolver o impasse.--ITZAK 18:17, 7 Agosto 2006 (UTC)

Olá Itzak!
Muito embora eu ache que as modificações propostas pelo Marcelo no verbete âmbito sejam válidas, eu já pedi para ele em mensagem particular para parar com as modificações pois elas não levam a nada.
Já quanto a conversar com você, já ficou provado e comprovado que é perda de tempo, você não aceita a opinião de ninguém que discorde de você. Já está até falando em não acatar o resultado de uma votação que você mesmo pediu. Qual é o ponto de conversar com você se você nunca dá o braço a torcer, mesmo quando a comunidade votou em peso contra sua idéia?
ValJor 19:02, 7 Agosto 2006 (UTC)
Bom ITZAK, o que é seu está guardado. Você só está aqui pra ficar enchendo a paciência com picuinhas, seguirei os conselhos de meus colegas e vou ignorá-lo daqui em diante. OK? -- Marcelo Silva 21:49, 7 Agosto 2006 (UTC)
Em absoluto, não falo em desacatar eleições, nas quais estou saindo até que bem. As eleições aprovaram o uso de citações com indicação do nome do autor e da Bibliografia. Isto contraria o Sr Marcelo que não dá o braço a torcer a ninguém que dele discorde. Deixar-me em paz é mais do que justo pois eu também deixo em paz quem não me incomoda.--ITZAK 22:04, 7 Agosto 2006 (UTC)

14º lugar está chegando

Já estamos quase ultrapassando o Wikicionário curdo em número de entradas! O 14º lugar já está muito próximo, já estamos quase lá! Vocês podem ver aqui! Vamos alcançar isto!?!?! -- 201.50.197.144 01:47, 8 Agosto 2006 (UTC)

Parabéns a todos! Já estamos em 14º lugar, vejam aqui.
Luan fala! 02:55, 11 Agosto 2006 (UTC)
Sensacional! Próxima etapa: bater os holandeses! :-)
ValJor 03:00, 11 Agosto 2006 (UTC)
Para isso só é preciso mais uns 5 mil verbetes, então o 13ª já está no papo! huahuahuahua
Luan fala! 17:42, 11 Agosto 2006 (UTC)
É impressionante o quanto estamos crescendo. Eu garanto que o fortalecimento da comunidade e das políticas oficiais (que finalmente estão sendo votadas) influenciou e muito para este crescimento. Parabéns a todos! -- Marcelo Silva 19:43, 11 Agosto 2006 (UTC)
Também estou muito contente com o crescimento vertiginoso do Wikcionário. Basta dizer que, quando aderi ao projeto, em 04.01.2005 (1 ano e 8 meses atrás), o Wikcionário tinha apenas 7 meses de idade, e contava com cerca de 900 palavras. Isto dá uma idéia do seu espantoso crescimento. Por sorte, temos desde então recebidos novos adeptos, e muitos deles, de ótima qualidade, por sinal. Aleluia! Waltter Manoel da Silva -discussão- 14 agosto 2006 15:50 (UTC);
Olá. Primeiramente, meus parabéns a todos! Ao ver a lista classificando os wiktionaries, fiquei pensando se existe algum “prêmio” (além do que está no próprio fato, claro) aos que obtêm determinada posição. Se os wiktionaries francês e inglês, por exemplo, têm algum tipo de recurso a mais, disponibilidade do servidor ou se têm representatividade maior em decisões no metawiki, mesmo não oficialmente, e etc. (Fiquei pensando se deveria gastar um tempinho mais em criar coisas simples, como traduções, por exemplo, de absolutismo, apenas apontando para o correspondente em português, ajudando o número lá da lista.) -- Haomon[diálogo][+] 21:59, 22 Agosto 2006 (UTC)

Wikcionário:Burocratas

Olá pessoal! Eu acabei de criar Wikcionário:Burocratas e está faltando alguns detalhes. Por favor, dêem uma olhada lá e vejam se podem acrescentar alguma coisa. — Luan fala! 22:37, 8 Agosto 2006 (UTC)


Tô com uma dúvida!
Na Wikipédia tinha "Wikipedia:Pedidos de burocrata", mas coloquei "Wikcionário:Pedidos de burocracia"!
Fiz certo?
Luan fala! 22:42, 8 Agosto 2006 (UTC)


Eu criei uma Categoria para os Burocratas, dêem uma olhada aqui. — Luan fala! 02:26, 10 Agosto 2006 (UTC)

Pedido ao Caboverdiano...

Caboverdiano, você está a criar verbetes sem conteúdo, só com esboço, e que não me parecem representar palavras admissíveis num dicionário: repousentado, repoupo, repouseira, repoisentado, etc.
Não será possível colaborar de forma construtiva? Se você pensa que tais verbetes têm razão de ser, complete-os. Se pensa que não, porque insiste? Meta a mão na consciência! Passe bem! -- Cadum 23:41, 8 Agosto 2006 (UTC)

Pergunta aos entendidos no software wiki que usamos

Olá Pessoal!

Descobri meio que por acaso a página de Discussão:Islam e vi que o Leuadeque havia colocado praticamente a mesma pergunta que eu apresentei um ano mais tarde em Discussão:islam. Gostaria de saber se não seria possível transferir "em massa" o conteúdo das páginas de discussão com inicial maiúscula para as de inicial minúscula. O que acontece é que quando você chega numa página qualquer hoje, você não vê que existiu uma página com inicial maiúscula e se aquela página continha uma discussão, você não a verá e pode recomeçar uma discussão que já aconteceu há meses. É possível fazer isso de maneira simples e rápida?

ValJor 19:43, 10 Agosto 2006 (UTC)

Para fazer isso é preciso um bot. Nunca fiz nada parecido, mas creio que seja simples, já a rapidez depende de quantas páginas de discussão temos. --Schoenfeld 21:49, 10 Agosto 2006 (UTC)
Não sei se um bot conseguiria fazer isso, até onde sei as interfaces de bot ainda tem limitações sérias para renomear páginas (a conversão forçada foi feita por Usuário:Conversion script, um comando acionado diretamente nos servidores, estando imune a essa limitação). Lugustomsg 17:39, 11 Agosto 2006 (UTC)
Eu pensei em uma coisa mais primária: varrer o namespace Discussão e sempre que for encontrada uma página começando com maiúscula e o artigo correspondente for um redirect, copiar o conteúdo para a discussão do artigo apontado pelo redirect. --Schoenfeld 21:41, 11 Agosto 2006 (UTC)

Lusíadas

Caríssimos: Que acham da inclusão de Usuário:E-roxo/Lusíadas no Wikcionário, como apêndice? e-roxo -discussão- 19:58, 10 Agosto 2006 (UTC) Para que existam todas as palavras da epopeia no projecto e um certo incentivo à criação de novas palavras, criando um certo guia para a sua inserção. e-roxo -discussão- 20:01, 10 Agosto 2006 (U

Viva E-roxo! Gostei da tua proposta. Esse poema pode ser considerado o símbolo da língua portuguesa em sua expansão global. Porém vale o poema todo, não somente os Cantos I e II, sim? EusBarbosa 20:50, 10 Agosto 2006 (UTC)

Boa, E-roxo. Sabe, certamente, que o Projecto Gutenberg tem “Os Lusíadas” para download (entre muitos outros). Quanto aos direitos, espreite, pois não entendo nada disso. Um abraço. -- Cadum 21:08, 10 Agosto 2006 (UTC)

Está em domínio público (e o Wikisource lusófono a tem, em s:Os Lusíadas (pena que se lincar de lá para cá os links sempre estarão azuis mesmo que a palavra não exista). Lugustomsg 17:36, 11 Agosto 2006 (UTC)

A ideia é pôr o livro todo, apenas pus os dois primeiros cantos para dar a ideia do pretendido (para além de que por tudo vai ser muito cansativo...). Não havendo ninguém a pronunciar-se contra, vou mover. e-roxo -discussão- 11:52, 12 Agosto 2006 (UTC)

Vocês sabem como iniciou o clube do Bolinha? Não!? Assim:

lista de discussão Administradores-do-Wikcionario

Olá Eus! Lá na minha página de discussão você escreveu: temos que tomar uma posição com relação à pseudo-votação do JLopes que está em curso. Estou conclamando todos os administradores para uma posição a respeito. Concordo. Já fui lá na página de votações e coloquei o meu parecer. Entretanto, facilitaria a nossa vida se houvesse algum meio de todos os administradores poderem conversar em conjunto, sem precisar haver conversas bidirecionais e sem envolver todos os outros editores do wikcionário. Existe alguma lista de discussão só para administradores do wikcionário? Se não existir eu me proponho a criar uma. Já sou administrador de diversas listas no Yahoo, mais uma não vai ser problema nenhum para mim. ValJor 14:26, 2 Agosto 2006 (UTC)

Olá Eus! Você escreveu: Mas se quiser crie uma para nós e me avise

Está feito! Você deve ter recebido no seu endereço de e-mail uma mensagem de boas vindas à lista de discussão Administradores-do-Wikcionario. Eu já cadastrei você, o e-roxo, o Schoenfeld e o Diego. Já mandei uma mensagem aos outros quatro administradores, convidando-os a se inscreverem.

Fonte: Pagina inicial Usuário:Mira

O que será que ele queria dizer como outros editores.-- Felipe Sousa Nascimento @ 05:19, 11 Agosto 2006 (UTC)

Felipe, "outros editores" nessa situação queria dizer "todos aqueles que não são administradores". Mas a lista era para comunicação principalmente não tivesse a intervenção dos fantoches. Em momento nenhum acho que o ValJor quis elitizar o projeto ou menosprezar a opinião de wikcionaristas dedicados como você. Na realidade nunca achei que essa lista seria de grande valia. Quase todas as minhas intenções relativas ao projeto são de conhecimento público. -Diego UFCG 12:12, 11 Agosto 2006 (UTC)

Desculpem lá, mas alguém me pode explicar que mal tem os administradores tentarem primeiro uma posição comum, antes de porem à votação? Se não conseguirem o consenso, então cada um manifesta a sua opinião. Se conseguirem, a proposta resultante virá muito mais estruturada, carregada da experiência que o colectivo pode proporcionar. Deixem que chamem Clube do Bolinha... Não é antidemocrático, não vejo onde possa estar o mal. -- Cadum 12:17, 11 Agosto 2006 (UTC)

Bom, não vou nem dar a satisfação ao Mira/Caboverdiano/Jtlopes/etc de discutir o ponto que ele coloca. Como já disse a outro administrador, nós não devemos nada a ninguém, não precisamos temer nada de quem só quer criar confusão.
Precisamos urgentemente de uma verificação de duplicidade de usuários. Fico bem chateado em dar as boas vindas a um novo usuário só para descobrir pouco depois que ele é mais um fantoche do Jtlopes. Não dá para lutar contra um monstro de muitas cabeças como esse. Cada usuário deveria ter uma conta só e usar só ela. Se esconder covardemente atrás de uma dezena de fantoches é o fim da picada.
ValJor 12:43, 11 Agosto 2006 (UTC)
Pois é ValJor e eu ainda ouço dizer que a solução é o diálogo e que não se deve reprimir este tipo de atitude. Mais do que isso, temos gente votando contra a criação de uma lista de sock puppets, contra o check user e contra um número mínimo de edições e tempo para se poder votar - coisas que seriam uma verdadeira vitória para a parte sensata do Wikcionário. Enquanto não alcançarmos estas vitórias a Esplanada vai continuar sendo a vergonha que é hoje > um bando de fantoches chamando a atenção para absolutamente nada e as questões sérias de verdade mofando num canto. É realmente o fim da picada. -- Marcelo Silva 19:26, 11 Agosto 2006 (UTC)
Olá pessoal, sabem por quê o Jlopes provoca? É porque vocês aceitam a provocação. Qual é o problema ele ficar gritando feito um louco pela Esplanada ou onde quiser? Clube do Bolinha etc., etc. qual é o problema? Sabem por quê ele reclama? Porque não faz parte de clube algum e sabe que nunca fará, nã nesta comunidade, a não ser em seu próprio clube de fantoches. Ele reclama, porque ninguém o indicou, nem nunca indicará, para administrador, nem ninguém votou nele, nem ninguém o convidou para qualquer conversa em canto algum. Qual é o mal em que qualquer grupo de usuários converse entre si? Quem é obrigado a conversar tudo de público? Todos temos e-mail e podemos trocar quantas mensagens quisermos entre nós, sem dar satisfação a quem quer que seja. Qualquer um pode fazer isso, não precisa ser administrador ou coisa alguma. Só o Jlopes é quem não pode, porque ele não tem com quem conversar. Esqueçam-no. Se ele passar dos limites, eu o bloqueio, independente de qualquer conversa prévia. EusBarbosa 23:33, 11 Agosto 2006 (UTC)
Vou seguir seu conselho a medida do possível Eusbarbosa, mas não vou parar de lutar por regras, ferramentas e idéias melhores para combater vandalismos e tornar o Wikcionário cada vez mais próspero. Mas já que comecei a escrever vou dar uma resposta final: JtLopes, a mesma dedicação que eu tenho com as regras do Wikcionário, o Eusbarbosa tem com as edições e o ValJor tem com a comunidade, o que não quer dizer que eu seja um ditador, que o Eusbarbosa seja um viciado em internet e que o ValJor goste de uma panelinha, pelo contrário, os três (e não abro mão de me incluir nisso) trabalham em pró do Wikcionário, portanto é bom ficar atento, pois enquanto você brinca com seus fantoches há muita gente inteligente e dedicada se erguendo para coibir atitudes como a sua. -- Marcelo Silva 01:23, 12 Agosto 2006 (UTC)

Bem, acho que todos vcs quebram a cara se acham que eu sou o tal do Jlopes... Se querem saber sou brasileiro e moro em Maceió no literal do nordeste. Que é lindo diga-se de passagem... Em muito me entristece algumas posturas vistas aqui... por isso coloco coisas desse tipo... Se é um projeto livre não é justo que os outros usuários sejam excluídos das informações seja ela qual for... Bem, se o que o Eusbabosa falou esta dirigido a mim, sendo mais que claro visto que ele, como podem ver, julga que sou o tal Jlopes, acabo por ficar triste pois não esperava isso de sua parte... É bom que esse mal entendido esclareça para algumas pessoas que muitos outros maus entendidos ocorrem simples e justamente porque as pessoas que aqui estão não tem o habito do dialogo. Abraços -- Felipe Sousa Nascimento @ 16:08, 15 Agosto 2006 (UTC)

Felipe, por quê pensas que estava me dirigindo a ti? Quando falei do JLopes, eu quis dizer JLopes e sues fantoches. Foi um comentário (talvez mal localizado) em resposta aos comentários acima do ValJor e do Marcelo, que na minha opinião dão peso excessivo ao que o JLopes faz. Não tive, nem tenho nenhuma intenção de ofender-te, nem tenho divergência alguma contigo,pois te considero como um dos bons contribuintes, com quem comungo muitas idéias, inclusive relativo à ideologia que deve predominar aqui: abertura x fechamento. Se te sentiste ofendido com qualquer de minhas palavras, retiro-as e peço desculpas. Quanto ao teu conceito de Clube do Bolinha gostaria de poder trocar algumas idéias contigo particularmente. Se quiseres manda-me teu e-mail. O meu é eusbarbosa@gmail.com. Um abraço. EusBarbosa 13:27, 19 Agosto 2006 (UTC)

Páginas de conjugação


Dêem por favor uma olhada em Conjugação (Espanhol):hacer e Discussão:Conjugação (Espanhol):hacer. O que acham? Não é o modo como costumamos fazer, mas eu particularmente não vejo problemas, o wikcionário alemão, por exemplo, também coloca as tabelas de conjugações e de declinação (quando são muito grandes) em páginas separadas. --Schoenfeld 23:55, 13 Julho 2006 (UTC)

Quero pedir desculpas ao Felipe por ter proposto suas duas páginas de conjugação para serem eliminadas. O que aconteceu foi que eu estava passeando pelo site e encontrei esses dois verbetes estranhos (Conjugação (Espanhol):hacer e Conjugação (Espanhol):salir) e não tive dúvida em propô-los para deleção, pois como verbetes são absolutamente horríveis. O Felipe os chama de pré-definição, mas esses verbetes com certeza não parecem ser pré-definições mas tão somente verbetes. Eu recomendaria que fossem colocados em sub-páginas dos reais verbetes (hacer e salir, respectivamente)
ValJor 00:10, 14 Julho 2006 (UTC)

Mas é justamente o que são! São anexos das páginas principais. Vi isso na wiki em francês e gostei pois eles reduzem o tamanho do artigo, o que facilita a procura pela informação. Não são predefinições porque a página em si não é o modelo, o modelo, sim, é uma predefinição olhem ai: Predefinição:conj.es. Outro ponto positivo é que quem procurar objetivamente a conjugação do verbo pode faze-lo sem ter de ir ao verbete em si (podendo imprimir só a página da conjugação sem muitos problemas). Quem procurar na [[Categoria:Verbo (Espanhol)]] verá que [[Categoria:Conjugação Verbo (Espanhol)]] é uma sub categoria. Ali estão "todas" as tabelas de verbos conjugados. Quem clicar na tabela do verbo Conjugação (Espanhol):hacer|hacer verá que há um link para o verbete, e o mesmo pode ser visto no verbete hacer. No momento há duas tabelas, como podem ver, uma no verbete (e diga-se de passagem que eu as editei, mas por ética achei melhor não apagar até que os outros olhassem) e a outra é expressa assim:

ha.cer v.trans

{{verbo.2grupo (es)}}

A predefinição que podem ver ai indica o grupo, no caso -er, e cria uma página de nome "Conjugação (Espanhol):Esplanada/Arquivo/2006/Agosto|Conjugação". Acho que deveríamos adotar isso para as páginas em português também. Aguardando desdobramento. Gostaria de concluir dizendo que as páginas não são minha caro amigo ValJor, são dos usuários. O trabalho sim. Equívocos ocorrem!. -- Felipe Sousa Nascimento msg 01:03, 14 Julho 2006 (UTC)

Eu gosto da sugestão do ValJor, de, se forem usadas, colocar as páginas de conjugação como subpáginas. Por exemplo, em vez de Conjugação (Espanhol):hacer usar hacer/Conjugação (Espanhol). Assim a relação entre os dois artigos fica mais explícita, e parece-me que ficam as coisas mais organizadas. --Schoenfeld 12:43, 15 Julho 2006 (UTC)

Conjugação (Espanhol):hacer é subcategoria da Categoria:Verbo (Espanhol). O que o Valjor Falou sobre serem predefinições está errado! Não são predefinições. Se colocarmos como subcategoria de cada verbo isso irá sobrecarregar a página da Categoria:Verbos (Espanhol). Sobre se deve colocar hacer/Conjugação (Espanhol) ou Conjugação (Espanhol):hacer acho que dá no mesmo . O importante é que uma pessoa leiga entenda a sintaxe da frase. -- Felipe Sousa Nascimento msg 17:50, 16 Julho 2006 (UTC) Se for assim então devemos colocar Usuário Discussão:Schoenfeld ou Schoenfeld/Usuário Discussão? -- Felipe Sousa Nascimento msg

Não dá exatamente no mesmo. Ao menos na prática, o namespace principal é reservado para os verbetes de dicionário (digo na prática porque não achei isso escrito, embora tivesse certeza de tê-lo lido em algum lugar), e não de tabelas de conjugações ou declinações. Colocando as páginas de conjugação/declinação como subpágina a ligação entre elas e seus verbetes fica mais evidente (automaticamente é posto um link para as páginas superiores na hierarquia) e as coisas ficam mais organizadas, já que as páginas no namespace principal ficam para os verbetes e as subpáginas que lhe estão vinculadas ficam para as tabelas. Há diferença entre 'Usuário Discussão:Schoenfeld', que é uma página de discussão, e 'Schoenfeld/Usuário Discussão', que é uma subpágina de usuário. Enfim, estou apenas propondo como poderíamos padronizar as páginas de tabelas, como disse acima não me incomoda colocá-las diretamente no namespace principal, embora eu não ache que seja a melhor solução. --Schoenfeld 00:28, 18 Julho 2006 (UTC)

Você esta dizendo que Conjugação (Espanhol):hacer é diferente de hacer/Conjugação (Espanhol), pois a segunda é uma sub pasta, o que não ocorre com a primeira, ok. Mas, ao fazer isso todas as conjugações não apareceriam na página da categoria verbo? Isso iria modificar em que? Vou dar uma olhada no wikicionário em francês pra ver melhor como eles fizeram por lá.-- Felipe Sousa Nascimento msg 07:19, 20 Julho 2006 (UTC)

A menos que me convençam, sou contra pôr a conjugação separada da página do verbete. Pois, pelo menos conceitualmente, cada página no espaço nominal principal é um verbete. Se o problema é o tamanho, por que não usar uma predefinição de tamanho variável (ver w:en:Template:Dynamic navigation box with image). -Diego UFCG 10:21, 20 Julho 2006 (UTC)

Predefinição de tamanho variável? Não entendi. Fale mais. Existem vários tipos de dicionários: verbo, analógicos, antônimos e sinônimos, etc. E por isso não vejo problema que a conjugação esteja como um link. Olhem ai esta lista: http://fr.wiktionary.org/wiki/Cat%C3%A9gorie:Conjugaison_en_fran%C3%A7ais-- Felipe Sousa Nascimento msg 06:17, 21 Julho 2006 (UTC)

Também, à partida, não gosto da ideia de separar a conjugação da entrada do Verbo. Acho que já discutimos isso há algum tempo, a ver se encontro a discussão para ver quais os fundamentos. e-roxo -discussão- 12:15, 12 Agosto 2006 (UTC)
Vocês não acham que alguma páginas ficam um tanto confusas quando cheias de tabelas, como acusar e blind? As predefinições de tamanha variável poderiam ser uma alternativa, mas eu prefiro evitá-las porque elas não funcionam em alguns navegadores. Bom, mas vocês acham que esse tipo de prática é tolerável? Isto é, deixamos cada um livre para criar ou não essas páginas, ou devemos avisar a todos que as criam que essa nao é uma prática aceita no wikcionário e que essas páginas vão ser cedo ou tarde eliminadas? --Schoenfeld 23:58, 13 Agosto 2006 (UTC)
Deixando de lado o aspecto estético, acho que a informação inserida (especialmente em blind) é muito preciosa para ser simplesmente descartada e deve ter dado muito trabalho. Portanto se houver um modo de melhorar o aspecto mantendo-se a informação intacta eu apoiaria, se não, prefiro manter como está. Por outro lado, e agora referindo-me ao aspecto estético, o acessório não pode ter papel mais importante que o essencial (a informação correta). Além do mais, gosto é gosto; quem pode assumir que um está certo e outro errado, se a questão for apenas estética?. 201.78.164.89 14:24, 14 Agosto 2006 (UTC)EusBarbosa

O objetivo não é a remoção da informação mas sim dar-lhe uma outra apresentação... de modo que ela fique clara e objetiva. -- Felipe Sousa Nascimento @

Estética

Alguém em consegue explicar porque foram alteradas, em termos estéticos, as predefinições Predefinição:Conj.pt; Predefinição:Conj.pt.ar; Predefinição:Conj.pt.er e Predefinição:Conj.pt.ir ? Não vejo qualquer razão aparente, não gosto da nova imagem (demasiado grande e agressiva) e não me parece que o assunto tenha sido sequer falado, quanto mais discutido. e-roxo -discussão- 12:26, 12 Agosto 2006 (UTC)

Eu também preferia do jeito antigo. Especialmente no caso das predefinições, que afetam vários verbetes, eu acho que as modificações devem ser discutidas com a comunidade antes de serem feitas, não? EusBarbosa 15:33, 12 Agosto 2006 (UTC)
Também acho as predefinições antigas mais leves, a última edição deixou a tabela carregada demais. Quanto às mudanças bruscas e sem discussão, usuários mais novos às vezes não sentem a necessidade de perguntar antes de alterar. Talvez pudesse ser posto um aviso sobre isso nas normas de conduta. De todo modo, o único jeito de evitar esse tipo agressivo de edição é vigiar as predefinições e conversar com quem faz as alterações, ou então proteger as predefinições que são muito usadas, forçando assim que as alterações sejam discutidas antes. --Schoenfeld 23:58, 13 Agosto 2006 (UTC)

Vou esperar mais um bocado, se até lá ninguém se pronunciar contra, reverto. e-roxo -discussão- 11:31, 14 Agosto 2006 (UTC)

Mensagem de violação de copyright

Olá Pessoal!

A mensagem de violação de copyright criada pela predefinição {{copyright}} lista uma página que não existe (Wikcionário:Direitos autorais). Alguém poderia me indicar qual é a página correta para eu modificar a predefinição? Obrigado!

ValJor 20:42, 14 Agosto 2006 (UTC)

Pequenos ajustes a fazer

  • O link Esplanada do quadro da esquerda, por baixo do logo do Wik, foi substituído por um Eventos actuais que não tem nada!
  • O quadro que surge quando seguimos esse link Eventos actuais é igual ao que aparece quando clicamos cancelar para abortar a criação de um novo verbete. O quadro começa por chamar a atenção para a sensibilidade do projecto às maiúsculas e minúsculas e, logo abaixo, na ligação à Wikipédia, remete para uma palavra iniciada por minúscula quando naquele projecto todos os verbetes começam por maiúscula.
  • Isso é apenas um pormenor, pois na Wikipédia todas as pesquisas feitas com minúscula inicial são redireccionadas para maiúscula inicial. Mas no Wikcionário não é assim tão universal, e no quadro equivalente da Wikipédia a ligação para o Wikcionário remete para um verbete com maiúscula inicial... que muitas vezes existe apenas com minúscula inicial e não possui redireccionamento.

Não será de corrigir estes por

menores? Saudações. -- Cadum 08:18, 17 Agosto 2006 (UTC)

  1. Esses "Eventos actuais" é um bug do software que aparece algumas vezes, mas que logo volta ao normal.
  2. Isso ocorre porque essa página não existe.
  3. Desde que o Wikcionário adotou (não por decisão nossa, mas unilateralmente) as diferenciação entre maiúsculas e minúsculas, é um problema em potencial. Onde isso ocorrer, basta trocar a predefinição {{wikcionário}} por {{wikcionário|verdadeiro título em minúsculas}}. -Diego UFCG 11:46, 17 Agosto 2006 (UTC)

Discussões ativas

Já aconteceu de você colocar suas dúvidas em alguma página de discussão e nunca mais ser respondido? Até mesmo você que perguntou chega a esquecer? Então "seus problemas acabaram"! Chegou a nova Predefinição:discussão ativa, que põe a discussão na Categoria:Discussões ativas. Agora, qualquer wikcionarista pode consultar que discussões estão ocorrendo no momento. Quando as discussões acabarem, basta remover a predefinição. -Diego UFCG 15:57, 17 Agosto 2006 (UTC)

Ótima idéia! Parabéns pela iniciativa, estávamos precisando de algo assim. --Schoenfeld 00:55, 18 Agosto 2006 (UTC)

Só uma coisa... para encontrar as páginas que estão supostamentes "perdidas" eu uso o menu "Minhas Contribuições", fica tudo lá. -- Felipe Sousa Nascimento @ 02:30, 19 Agosto 2006 (UTC)

Outra coisa, a nova categoria não se encaixa em Wikcionário:Categorias... Mas boa inciativa, Diego e-roxo -discussão- 20:07, 26 Agosto 2006 (UTC)

turcomeno

Favor reformula a página turcomeno, por favor. o comentário precedente não foi assinado por 201.12.75.150 (discussão • contrib.) 16:55, 19 Agosto 2006

Formatei a página, mas acredito que a as letras maiúsculas e minúsculas nas seções de tradução estejam errada, quem souber, por favor, corrija. — Luan fala! 23:52, 21 Agosto 2006 (UTC)

O uso de redireccionamento para verbetes de variantes da língua

Diz a Wikipédia:

Títulos de artigos
Nenhuma versão deve ser privilegiada para os títulos de artigos. O primeiro autor de um artigo deve adaptar o título da sua versão da língua portuguesa. Caso exista um título alternativo, na outra versão, deve ser criada uma nova página com esse título, mas essa página deve ser redire(c)cionada para a página que já existe. (o negrito é meu)

Na transcrição das regras da Wikipédia para este projecto irmão, este parágrafo foi eliminado. Proliferam as situações em que dois verbetes semanticamente iguais (ou com pequenas diferenças, resolúveis com escopos) são criados e ganham vida própria, afastando-se como se nada tivessem a ver um com o outro.
Como exemplos, vejam estes, as primeiras entradas da Tabela:

Parece-me que uma solução do tipo das utilizadas em acta/ata e em activado/ativado não é a melhor solução, porque:

  • um dos inconvenientes de não haver dois verbetes é que os falantes de uma das variantes não se reconheceriam na ortografia; com estes artifícios também não;
  • uma das vantagens do redireccionamento é não haver acrescentos num dos verbetes sem que haja no outro; com os sistemas referidos isso irá acontecer mais tarde ou mais cedo.

Assim, decidi abrir uma discussão fazendo uma única sugestão:

Incluir em Wikcionário:Versões da língua portuguesa o parágrafo da Wikipédia acima transcrito (Títulos de artigos), com as adaptações devidas, e recomendar o uso do redireccionamento em substituição de todos os outros métodos até aqui utilizados.

Espero as vossas opiniões. E as vossas sugestões, também.
Saudações. -- Cadum 23:38, 21 Agosto 2006 (UTC)

Opiniões, só opiniões e nada mais senão opiniões...
O Wikcionário não é a Wikipédia. É da natureza dos dicionários registar as palavras com a ortografia correcta e o resto vem por acréscimo.
Existem palavras diferentes na ortografia com o mesmo, mas o mesmo, significado e os dicionários registam as duas: oiro e ouro. É óbvio que posso utilizar as duas palavras no mesmo texto.
Existem palavras diferentes na ortografia no Wikcionário com o mesmo, mas o mesmo, significado (?) e as duas têm sido registadas: ação e acção. É óbvio que não posso utilizar as duas palavras no mesmo texto porque a ortografia (das duas palavras) é correcta e é incorrecta dependendo do português que se esteja a utilizar.
Existem palavras diferentes na ortografia no Wikcionário com significados parcialmente diferentes e as duas têm sido registadas: facto e fato. É óbvio que posso utilizar as duas palavras no mesmo texto em português europeu, mas não o posso fazer em português do Brasil.
Não sei descodificar o que é o redireccionamento no Wikcionário. A palavra redireccionada existe, é correcta e pode ser utilizada à vontade? Entendi o contrário em Caboverdiano e Cabo-verdiano.
Jtlopes 02:02, 22 Agosto 2006 (UTC)
Também apenas uma opinião: quando os verbetes tiverem única e exclusivamente os mesmo significada e a variação for apenas gráfica, tal como em oiro/ouro, ação/acção, adjectivo/adjetivo não importa sejam do português europeu ou brasileiro, deveria haver um redirecionamento (da mais recente para a mais antiga) para se evitar o problema que o Cadum aponta, mas penso que a solução de acionar/accionar é melhor que um simples redirecionamento pois nesse caso se regista onde é correto o emprego da variação gráfica.

Nos casos em que, além das variações gráficas, houver também variações de sentido (total ou parcial) dever-se-ia registar ambas para acolher as definições pertinente a cada uma separadamente e indicando também onde ocorre tal ou qual grafia e tal ou qual sentido.EusBarbosa 18:16, 22 Agosto 2006 (UTC)

Viva, Eusbarbosa! A indicação de onde se usa cada grafia pode continuar a ser feita com a bandeirinha, como até aqui. Só que, sugestão do Luan, sem que a indicação da “outra” grafia tenha link.
Quanto ao acionar/accionar, você já reparou que a primeira, a que tem apenas uma definição, já tem um conceito que não existe no outro verbete e devia existir?...
Daqui a uns meses, como será? Saudações! -- Cadum 19:58, 22 Agosto 2006 (UTC)
Viva Cadum. Concordo contigo. Acho que a divergência de verbetes que deveriam ser convergentes é altamente indesejável. Se, ao fazer o redirecionamento, pudermos manter a bandeira indicando onde usar uma ou outra variação gráfica (ou ortográfica) para mim está tudo bem. EusBarbosa 23:13, 22 Agosto 2006 (UTC)
Neste caso, concordo plenamente com o Jtlopes. Um dicionário regista todas as palavras, sabemos lá se daqui a alguns anos as palavras acção e ação não registarão significados diferentes? que se ponha uma nota que explicite a concordância entre as duas, mas as palavras não deixam de ser diferentes. e-roxo -discussão- 01:35, 28 Agosto 2006 (UTC)

Tabelas monstruosas de declinação e conjugação

Olá colegas wikcionaristas!

Gostaria de propor uma discussão sobre a existência de páginas monstruosas de declinação e conjugação na página principal do verbete. Vejam bem, tabelas compactas como a tabela de conjugação de verbos em português (conj.pt) e em alemão (conj.de), deixam a página do verbete organizada e (o que é mais importante) completa. Mas existem tabelas de conjugação completa (com formas compostas e pouco usadas) de verbos do alemão (como em sein (conjugação)), e que deveriam existir também para português, pois existem formas verbais compostas em português. Essas tabelas monstruosas e não-estéticas devem existir para manter o wikcionário completo - qualidade em primeiro lugar!

Mas acredito que essas tabelas "completas" e "monstruosas" deveriam ficar em páginas separadas. Para exemplificar, é só olhar o wikcionário em alemão ou o wikcionário em inglês. Por lá, as tabelas de declinação e de conjugação monstruosas são mantidas em páginas separadas. Vejam dois exemplos, uma no wikcionário em inglês: haben/conjugação; e outro no wikcionário em alemão: dünn (Deklination). Dessa forma, o verbete principal fica organizado e o wikcionário fica completo.

Gostaria que colocassem suas opiniões sobre o assunto aqui. Lipemsg 03:05, 22 Agosto 2006 (UTC)

Opiniões, só opiniões e nada mais senão opiniões...
Existe uma regra (felizmente nunca a vi escrita) que diz que num verbete de um idioma (ou similar) fora do português no :pt:wikcionário deve constar apenas o termo correspondente em português. Parece haver quem pense que num verbete duma palavra não portuguesa se pode pôr a tradução do significado do verbete existente no Wiki desse idioma. É óbvio que é possível ligar o vocábulo do idioma não português, quer para o :pt:correspondente, quer para :idioma:de origem e, aí, ver-se as tabelas.
Não nos podemos esquecer que o futuro para o Wiki é um dicionário único para todos os idiomas.
Jtlopes 11:13, 22 Agosto 2006 (UTC)


Olá Lipe!
Eu concordo que as tabelas monstruosas deveriam ir para páginas separadas, mas se formos fazer isso, deveria ser como no alemão, a página de conjugação deveria ser uma subpágina do verbo, ou seja, deveria ser algo do tipo haben/conjugação e não Conjugação (haben) como eu tenho visto aqui neste wikcionário. Já reclamei a respeito, mas não fui ouvido. Não vou ficar batendo na mesma tecla, mas já que você perguntou, volto a colocar minha opinião...
ValJor 12:43, 22 Agosto 2006 (UTC)


Bem... Jtlopes, acho que os verbetes em outros idiomas devem ser também completos! No wikcionário em inglês, por exemplo, os verbetes são completos em todos os idiomas. Alguns dos verbetes sobre verbos e substantivos em português, por lá, são tão completas quanto os correspondentes em português! Mas pelo que entendi, você é contrário a esse "senso comum" de deixar páginas de outros idiomas incompletas!

E, ValJor, concordo que a forma de subpáginas é muito mais organizada, mas acho que deveria ser assim: verbo/cojugação ou declinação (idioma). Por exemplo: haben/conjugação (alemão) e dünn/declinação (alemão). Isso também evita problemas com palavras que declinam ou conjugam em mais de um idioma! O que acham? Lipemsg 14:30, 22 Agosto 2006 (UTC)

Só o redirecionamento para o idioma original, como quer o JLopes, acho que não resolve em todos os casos, pois a palavra pode até estar faltando no idioma original e muitas vezes sua declinação ou conjugação mesmo que existente pode ser incompreensível para os falantes de português. Veja por exemplo la:uxor, ou el:ξανθός, se for em árabe a situação piora. Comparem com uxor e ξανθός. Não é mais confortável ter todo o verbete traduzido para uma página em português? Entendo que é esse o objetivo de termos os vários dicionários em vários idiomas, senão bastava ter apenas um em inglês com todas as traduções para os demais.EusBarbosa 18:47, 22 Agosto 2006 (UTC)

Minha opinião é que, esteticamente falando, a criação de páginas separadas com as conjugações e/ou declinações é francamente melhor. A situação actual faz páginas difíceis, cheias de ruído, pouco legíveis.
Concordo com o ValJor e o Lipe, as subpáginas parecem-me uma solução mais “limpa” e lógica e também acho que cada língua deve estar tão completa quanto possível, pois para mim não se põe o caso de ir ao Wik alemão procurar seja o que for. Só se puserem setinhas luminosas e intermitentes...
Off the record (?): não ficou assente que iria ser alterada a predefinição da conjugação dos verbos portugueses? A primeira palavra que aparece é um erro! Saudações! -- Cadum 22:01, 22 Agosto 2006 (UTC)

Também acho que os verbetes ficam muito mais legíveis quando as tabelonas são postas em páginas separadas. Não vejo problema algum em criar páginas como essa no namespace principal, mas se isso for inaceitável para alguns, pode-se criá-las em um outro namespace, como fazem os franceses. Lembrando que essas tabelas são criadas via predefinições e portanto é bem fácil rastreá-las, isto é, o uso destas páginas extras não introduz ou cria situações difíceis de gerenciar ou desfazer. --Schoenfeld 23:01, 22 Agosto 2006 (UTC)
Também estou de acordo que sub-páginas são esteticamente melhores. E, vou dar uma olhada nessa predefinição de que falas, Cadum.EusBarbosa 23:26, 22 Agosto 2006 (UTC)
Oops, qual é o erro? Não percebi. EusBarbosa 23:28, 22 Agosto 2006 (UTC)

Esquece, Eusbarbosa! O ValJor já corrigiu ontem (obrigado, ValJor!). Não me apercebi! Desculpem. (Já agora, estava Infitivo por Infinitivo.) -- Cadum 23:44, 22 Agosto 2006 (UTC)

Bom ver que a maioria concorda comigo sobre as páginas separadas! Então, como todos aqui concordaram, começarei a fazê-las em subpáginas! Lipemsg 21:59, 23 Agosto 2006 (UTC)
Mas não é sempre que vamos usar subpáginas, além disso, eu não sei até que ponto é certo ou errado termos duas páginas para um único verbete. Isso foi votado? -- Marcelo Silva 22:29, 23 Agosto 2006 (UTC)
Não acho que todos os assuntos tenham necessariamente que ser votados. Quando há consenso e ninguém se apresenta com argumentos contrários pode-se prosseguir sem problemas. Deixemos as votações apenas para os casos mais importantes, ou quando houver empate de opiniões. EusBarbosa 22:44, 23 Agosto 2006 (UTC)


Em que categoria deveriam ficar as páginas de tabelas? em Conjugação (idioma) e Declinação (idioma)? --Schoenfeld 23:01, 26 Agosto 2006 (UTC)

Cabeças pensando em um bem, devem se manter unidas... Usar o redirecionamento/subpáginas é uma saída interessante. O que não se pode cogitar é suprimir do wikicionário verbetes por serem consideradas arcaicas, ou usadas somente aqui ou acolá... Um dicionário deve explicar (também, mas principalmente)os vocábulos de uma língua. O que deve fazer um aluno meu, se ele tiver dúvidas quanto à significação de palavras, ao ler Gregório de Matos Guerra? Será que não poderei indicar o wikcionário? Só o Aurélio, Houaiss...? Pensemos... Deve haver uma boa solução. Abraço, KarlaE

Obrigdo KarlaE por sua feliz intervenção. É claro que os arcaísmos tem que ser dicionarizados, mas acho que nesse ponto todos estamos de acordo, não? EusBarbosa 14:15, 29 Agosto 2006 (UTC)

Votações Democráticas x Vandalismo

Antes que dê pau, vou avisando que estou levantando esse tema somente porque acho extremamente necessário e oportuno que possamos ter uma discussão de alto nível, sem apelação, por favor. Vamos discutir a filosofia que está por trás dos projetos wiki e não posições pessoais. Feito esse preâmbulo, gostaria de lançar o tema para reflexão. Temos lido por aqui e por ali, no meio de outras (por vezes, acaloradas) discussões, a questão de sermos uma comunidade democrática ou não. Alguns argumentam que o simples fato de ter uma votação, significa que há democracia. Outros argumentam que as votações são "arranjadas" por um grupo (ou clube) fechado, que quer fazer prevalecer suas idéias sobre as dos demais, portanto a comunidade não seria tão democrática quanto propala.

Acho importante discutirmos essa questão até exaustivamente uma vez que, para mim, a abertura e a liberdade de edição são a característica mais relevante desse projeto: um projeto de trabalho comunitário, aberto a todos que queiram voluntariamente contribuir, cada um contribuindo com o que pode e o que sabe, somando seu conhecimento ao conhecimento de outros seres humanos, criando em conjunto o grande sonho de disponibilizar a todos o acervo comum da humanidade. Isso é a realização de um sonho, uma utopia. Pois bem, como em todo sonho ambicioso, há riscos inerentes ao processo e deve haver uma maneira também de minimizar esses riscos. Até aí acho que estamos todos de acordo.

Agora eu queria tocar no tema da democracia. Haver uma votação, em princípio, deveria querer dizer que o sistema é democrático. Mas será verdade? Em primeiro lugar temos que examinar o universo dos votantes. Hoje podem votar todos os usuários registrados, mas só vota realmente uma meia dúzia. É de se perguntar: por quê? Porque não há divulgação? Porque as opções são mal feitas ou mal formuladas? Porque alguém se sente inibido de votar? Por que, quem vota contra a maioria, vai se sentir excluso ou levar pancada? Porque não sabe que tem esse direito? Porque não se interessa pelo resultado do que for votado? Porque está pouco se lixando? Qualquer que seja a resposta, se a descobrirmos, teremos que agir para tornar as nossas votações mais participativas. Não acredito em democracia de 10%. Somos mais de 60 usuários plenamente ativos! Por outro lado, estamos em vias de limitar ainda mais esse colégio eleitoral. Há uma votação em curso que visa restringir esse grupo, em nome da segurança! Ou seja, ao invés de estimular a participação, estamos em vias de desestimulá-la. Estamos votando (paradoxalmente) uma resolução anti-democrática.

Quanto ao vandalismo, que amedronta tanto, a meu ver, o maior risco que se corre em um projeto como esse deriva de sua própria abertura, ou seja, do mesmo modo que as pessoas grafitam muros, algumas acham engraçado e gastam seu tempo para vandalizar as páginas de um projeto aberto. O vândalo se sente á vontade, escondido atrás do anonimato e da facilidade de edição. Por outro lado, como é um projeto de alcance global há uma grande probabilidade de sempre estar alguém atento e desfazer o vandalismo antes que cause real prejuízo. Portanto, nesse sentido o projeto tem uma espécie de auto-proteção.

Outro risco é o de termos a inserção de conteúdo com erro, ainda que bem intencionado. Acho que o mesmo mecanismo de proteção já citado também funciona aqui. Há sempre alguém que sabe algo e pode corrigir a informação incorreta. Fora isso não consigo perceber mais nada que possa justificar alguma posição mais cautelosa ou elitista da comunidade. Para ser feliz, há que correr riscos minha gente. Nesse caso, para preservarmos o sonho intacto, o risco até que é pequeno e vale a pena. Tudo vale a pena, se a alma não é pequena, como disse o insuperável Fernando Pessoa. Um abraço.EusBarbosa 19:41, 24 Agosto 2006 (UTC)

Sabe, Eusbarbosa, seu questionamento é ótimo. Tentarei dizer um pouco do que pensei quando tentei pensar.
Inicialmente, vejo o mundo wiki como o mundo primitivo, com algumas muitas peculiaridades, é verdade. Mas ainda assim, primitivo, faremos com ele o que bem entendermos. Mas, pensando melhor, acho que nossa tendência será fazer dele uma extensão do outro, regras. Mas pensando melhor mesmo, acho que ainda assim ele é aberto. E pensando muito melhor, o outro também é. Acho, realmente, que isto é uma democracia. Chego agora a esta conclusão, possivelmente equivocada, não por analizar como as coisas estão acontecendo aqui, mas simplesmente por achar que a maioria fará o que bem entender, seja por atividade ou por passividade. -- Haomon[diálogo][+] 21:09, 24 Agosto 2006 (UTC)

EusBarbosa, compreendo a sua preocupação com a democracia interna e a fraca participação nas discussões e nas tomadas de decisão. A Megavotação é demasiado abrangente, acaba misturando tudo. A minha ideia de os administradores discutirem e tentarem um consenso antes de colocarem uma proposta à votação evitaria algumas situações semelhantes, sem que limitasse os direitos de ninguém.
Você tem razão em querer separar as águas: criar regras que limitem o direito de voto não nos defenderá de vândalos. São coisas diferentes e separadamente deveriam ser discutidas. Não sei como caímos nesta “salada” que tudo misturou... Inexperiência, certamente. Espero que não voltemos a cometer esse erro.
Como nos poderemos defender? Bem, aí discordo do que você vem expondo. Deve haver um mínimo de regras explícitas (de tipo de conteúdo, de arrumação, de grafismo) e os mais experientes devem criar mecanismos que levem os novatos a adoptar os padrões recomendados. (Há tempos propus que se adoptasse, por exemplo, o que os Wiki espanhol e inglês fazem: propor templates para quem vai criar um novo verbete.) Mas deve haver uma grande elasticidade na aceitação de formas divergentes. Nada de fundamentalismos.
O enfoque maior deve ser posto no respeito pelo trabalho dos outros, nas regras da boa educação. E, fundamentalmente, deve manter-se a vigilância para travar à nascença qualquer tentativa de vandalismo, o que quase sempre tem funcionado. Mas ainda há pouco tempo perdemos um tempão discutindo regras que, não estando expressas, passaram a ser defendidas como subjectivas. É aqui que as regras objectivas permitem actuações muito mais rápidas e eficazes, tornando desnecessárias discussões e votações. Bastará o bom senso e a autoridade dos administradores (sujeitos, embora, a escrutínio posterior da comunidade). Saudações. -- Cadum 23:33, 24 Agosto 2006 (UTC)

Realmente Cadum seu ponto de vista é excelente, é uma pena que a discussão sobre as formas flexionadas dos verbos tenha sido tão acalorada (sim eu também tive culpa nisso), pois isto afastou comentários como o seu. O Eusbarbosa é um bom usuário e eu reconheço a sua preocupação, mas continuarei lutando por um Wikcionário mais seguro, mais padronizado e politicamente correto. Um abraço! -- Marcelo Silva 03:25, 25 Agosto 2006 (UTC)
Cadum, parece até que estou passando a impressão que sou absolutamente contra regras. Não, sou. Infelizmente, tenho de reconhecer que o Homem ainda não chegou a esse estágio, onde fosse possível o estabelecimento da Anarquia. Portanto sou a favor de que tenhamos aqui apenas algumas diretivas, algumas regras básicas e deixemos tudo fluir o mais livremente possível. Essas regras a meu ver já estão todas expostas na Política Oficial desse projeto em Normas de Conduta, Ataques pessoais, Não morda os novatos e Artigos sobre Religião. Não é preciso criar mais nenhuma.EusBarbosa 15:29, 25 Agosto 2006 (UTC)
É preciso sim, pois não podemos, por exemplo, coibir o desrespeito a estas regras sem novas regras. A Wikipédia tem um número enorme de regras e nós sabemos muito bem que aquele projeto tem sido mais bem sucedido do que o Wikcionário, não só em termos de número de artigos e usuários, mas também no ambiente de trabalho que é mais seguro e tranquilo. Discordo radicalmente da sua opinião de que não é preciso criar mais nenhuma regra, acredito pelo contrário que muitas regras e melhorias no sistema podem significar avanços significativos para os usuários bem intencionados. Um abraço! -- Marcelo Silva 15:50, 25 Agosto 2006 (UTC)
E depois novas regras para garantir o cumprimento das segundas e assim por diante! Quer dizer que o wkcionário é um projeto mal-sucedido? Também discordo radical e absolutamente da sua opinião. Quanto menos regras melhor para os usuários bem intencionados. Aliás usuários bem intencionados não precisam de regras nenhumas. EusBarbosa 19:53, 25 Agosto 2006 (UTC)
Eu simplesmente não disse que somos mal sucedidos, disse sim que somos menos sucedidos que a Wikipédia, o que, de fato, é verdade. Cada país do mundo tem uma legislação, porque os seus cidadãos bem intencionados precisam - o mesmo ocorre no Wikcionário, temos regras porque os usuários bem intencionados precisam. -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)


Não invocar o Santo Nome da Liberdade em vão
A Liberdade Democrática implica o imperativo do cumprimento dos regulamentos
Quem regulamenta? Como se regulamenta? Quando se regulamenta?
No mundo Wiki quem regulamenta é a Fundação que vai delegando, de cima para baixo, as regulamentações menores até ao utilizador/criador.
Tenho os meus regulamentos pessoais (não democráticos) quando ando por aqui disponibilizando informação.
Logo acima de mim há um Grupo de Utilizadores/Criadores que, como grupo, tem os seus regulamentos que não podem ser contrários aos regulamentos tomados acima do grupo de utilizadores/criadores.
Como grupo de utilizadores/criadores, os seus regulamentos votados sem qualquer fiscalização, quer das questões postas à votação, quer dos resultados, quer, ainda, dos votantes não são regulamentos ou, por outras palavras, são regulamentos que qualquer utilizador/criador pode não cumprir sem que seja considerado um fora-da-lei.
Aqui e ali, há representantes do Grupo de Utilizadores/Criadores que ultrapassam os direitos e os deveres que a Fundação lhes dá por regulamentos. Quando se juntam em "clubes" (formais ou informais) parecem-se, por vezes, com o mundo da "Baía dos Porcos".
Coisinhas que continuam atravessadas e não consigo engolir:
na votação das minhas edições com "BIG" o Waltter votou contra continuando com as suas edições fora do habitual;
  • olha para o que eu digo e não para o que eu faço;
enquanto o Governo Federal do Brasil não o decretar, o "português do Brasil" não existe;
  • o que existe são regionalismos do Brasil para Portugal, de Portugal para o Brasil e de uma Entidade Superior para o Brasil e para Portugal;
um heterónimo só serve para falsificar votações, destabilizar discussões e criar desentendimentos dentro do/s "clube/s";
  • só quando não se está em sintonia com o/s "clubes/s";
é tempo de coibir - na esplanada só conversa quem o/s "clube/s" quiser/quiserem;
  • à partida, as razões para as proibições são sempre válidas, mas de boas intenções está o inferno cheio;
  • aceitei e aceito o convite da Fundação para criar informação (sem adjectivos para além do gratuita) e para contribuir voluntariamente com dinheiro - é este convite da Fundação que estão a coibir? No caso afirmativo quero o meu dinheiro de volta...
Não sou contra a criação de regulamentos para quem os quiser seguir. Sou é contra os regulamentos para serem obrigatoriamente seguidos por todos.
Jtlopes 18:04, 25 Agosto 2006 (UTC)


Não invocar o Santo Nome da Liberdade em vão
A Liberdade Democrática implica o imperativo do cumprimento dos regulamentos
Quem regulamenta? Como se regulamenta? Quando se regulamenta?
Vota-se e isto é democrático. -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
No mundo Wiki quem regulamenta é a Fundação que vai delegando, de cima para baixo, as regulamentações menores até ao utilizador/criador.
Tem certeza que é assim? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Tenho os meus regulamentos pessoais (não democráticos) quando ando por aqui disponibilizando informação.
É por isso que teme as regras? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Logo acima de mim há um Grupo de Utilizadores/Criadores que, como grupo, tem os seus regulamentos que não podem ser contrários aos regulamentos tomados acima do grupo de utilizadores/criadores.
O seu grupo de utilizadores é o mesmo de todos aqui. -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Como grupo de utilizadores/criadores, os seus regulamentos votados sem qualquer fiscalização, quer das questões postas à votação, quer dos resultados, quer, ainda, dos votantes não são regulamentos ou, por outras palavras, são regulamentos que qualquer utilizador/criador pode não cumprir sem que seja considerado um fora-da-lei.
Tem certeza? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Aqui e ali, há representantes do Grupo de Utilizadores/Criadores que ultrapassam os direitos e os deveres que a Fundação lhes dá por regulamentos. Quando se juntam em "clubes" (formais ou informais) parecem-se, por vezes, com o mundo da "Baía dos Porcos".
Então porque não chama a "Fundação" para coibir estes "clubes" que você fala? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Coisinhas que continuam atravessadas e não consigo engolir:
na votação das minhas edições com "BIG" o Waltter votou contra continuando com as suas edições fora do habitual;
  • olha para o que eu digo e não para o que eu faço;
E...? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
enquanto o Governo Federal do Brasil não o decretar, o "português do Brasil" não existe;
  • o que existe são regionalismos do Brasil para Portugal, de Portugal para o Brasil e de uma Entidade Superior para o Brasil e para Portugal;
E qual o problema nisso? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
um heterónimo só serve para falsificar votações, destabilizar discussões e criar desentendimentos dentro do/s "clube/s";
  • só quando não se está em sintonia com o/s "clubes/s";
Na verdade um heterônimo, quando usado para estes fins, só nos mostra a real face de determinados usuários. -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
é tempo de coibir - na esplanada só conversa quem o/s "clube/s" quiser/quiserem;
  • à partida, as razões para as proibições são sempre válidas, mas de boas intenções está o inferno cheio;
Tanto é que você está aqui na Esplanada conversando conosco e você mesmo diz estar fora dos "clubes". -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
  • aceitei e aceito o convite da Fundação para criar informação (sem adjectivos para além do gratuita) e para contribuir voluntariamente com dinheiro - é este convite da Fundação que estão a coibir? No caso afirmativo quero o meu dinheiro de volta...
Se fez alguma doação e quiser o seu dinheiro de volta, seja por insatisfação, seja por teimosia ou sei lá o que, não é a mim e nem a ninguém aqui que você deve recorrer. -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Não sou contra a criação de regulamentos para quem os quiser seguir. Sou é contra os regulamentos para serem obrigatoriamente seguidos por todos.
Jtlopes 18:04, 25 Agosto 2006 (UTC)
Comentário sobre as observações do JLopes:
  1. concordo com sua reclamação quanto à proibição do "BIG"( eu mesmo os uso em verbetes em árabe), como discordo de tantas outras proibições.
  2. discordo que o português do Brasil exista e não dependo do governo federal para ter essa opinião.(Embora isso fuja ao tema dessa discussão)
  3. o uso de heterônimos é perfeitamente legal, só não o é a votação em duplicidade valendo-se de heterônimos
  4. na esplanada conversa quem quer. A única regra é a da civilidade (ninguém precisa atacar ninguém para defender seu ponto de vista).
  5. não há clube algum, mas também não é proibido que haja.
  6. concordo que de boas intenções o inferno está cheio, por isso combato posições autocráticas e castradoras, por isso combato adoção de mais regulamentos além dos já existentes e bastantes.
  7. também aceitei ambos os convites da fundação e estou lutando para manter límpido o espírito wiki por aqui.
  8. finalmente, tenho também que concordar com o ponto central da argumentação do JLopes. É isso aí! Não temos autoridade delegada por ninguém de nível superior ao nosso, para alterar a essência da filosofia desse projeto, implantada por eles. EusBarbosa 19:43, 25 Agosto 2006 (UTC)
Até parece que o Eusbarbosa e o JtLopes estão no mesmo barco. Será possível? -- Marcelo Silva 22:00, 25 Agosto 2006 (UTC)
Marcelo, no preâmbulo dessa seção eu pedi que discutíssemos idéias e não posições pessoais. Você já começou a provocação pessoal ao dizer que o JLopes e eu estamos no mesmo barco. Eu não sei o que quer dizer com isso. Se for acusação de alguma coisa por favor explicite-a. Se não for acusação de nada, então é inócuo o que disse e não deveria ter dito. Do mesmo modo que reconheço seu direito de continuar lutando pelo modelo que deseja, você tem a obrigação (Isso não é um pedido) de reconhecer o meu de continuar lutando pelo modelo que penso ser o melhor, não é preciso insinuar que eu tenha segundas intenções como fez agora. Eu posso concordar ou discordar de quem quiser sem ter que estar nesse ou naquele barco e sem ter que pedir a sua concordância prévia. Defenda suas idéias, mas respeite o direito à opinião livre! Se continuar agindo assim vai acabar perdendo o respeito da comunidade, como já está perdendo o meu.EusBarbosa 12:43, 26 Agosto 2006 (UTC)
Mas porque você fica dizendo que eu não respeito tua opinião? É só eu falar algo que não lhe agrada que você começa a dizer que eu estou sendo autoritário e desrespeitoso, pelo amor de Deus, essa de que eu não respeito o direito à opinião livre é pura invenção sua! Não estou agindo em desrespeito, eu disse que você e o JtLopes estão no mesmo barco por que neste momento tem a mesma opinião, o que é verdade e não lhe tira direito algum. É visível que você fica usando de ma fé das minhas próprias palavras, se eu disser algo do tipo "parece até que você defende uma anarquia" você vai dizer que isto é uma acusação, que eu tenho que provar, que eu sou desrespeitoso e que eu não tenho o direito de prever o que você vai fazer ou não (da mesma forma que quando eu disse que somos menos sucedidos que a Wikipédia você me acusou de dizer que o Wikcionário é mal sucedido, coisa que eu não fiz), em virtude disso a comunidade não tem motivos para perder o respeito comigo. -- Marcelo Silva 17:10, 27 Agosto 2006 (UTC)
Sabes por quê digo que não respeitas minha opinião? O exemplo que te dou é da tua própria frase acima.
  • Comentários (desnecessários) á minha resposta aos comentários do JLopes: Até parece que o Eusbarbosa e o JtLopes estão no mesmo barco. Será possível? Esse comentário é malicioso e nada acrescenta à discussão, apenas não gostaste da minha opinião e vieste com essa frase infeliz. Eu considero isso um desrespeito à opinião alheia. Se a respeitasses, exporias os teus argumentos e não dirias gracinhas como essa.
Este comentário não é irônico (me diga porque seria) e eu tenho o direito a liberdade de expressão, as leis internacionais estão acima dos seus comentários. -- Marcelo Silva 22:42, 28 Agosto 2006 (UTC)
Pode, pode se expressar como quiser, só não pode é se queixar depois quando receber as respostas à altura do que disser. Você perguntou porque eu considerava que não respeitava minha opinião. Eu respondi e qual foi seu argumento depois mesmo? EusBarbosa 23:33, 28 Agosto 2006 (UTC)
Marcelo, acostume-se a ouvir, a deixar as pessoas expressarem-se, sem necessidade de vires com comentários irônicos em cima de qualquer opinião contrária à tua. Isto não é uma guerra pessoal! Ninguém vai ganhar ou perder. Logo abaixo, chamas o Usuário:E-roxo de contraditório, sem razão alguma e sem acrescentar um mínimo de idéias ao debate. Se não tiveres argumento a acrescentar, não digas nada, espera. Mas não venhas com frases como: você está por fora, você não sabe o que diz, sua idéia é absurda. Não invective as pessoas, discuta as idéias delas com outras idéias, se e quando as tiveres. Menos adjetivos e mais substantivos! Isso é pelo bem da boa convivência. Um abraço.EusBarbosa 21:14, 28 Agosto 2006 (UTC)
Acontece que eu não desrespeitei o E-roxo, ele sempre foi meu camarada, eu só fiz uma pergunta (pois achei a posição dele contraditória e só). Mas eu tenho o direito de me expressar da forma como acho correto. -- Marcelo Silva 22:42, 28 Agosto 2006 (UTC)
Marcelo, você tem a grande capacidade de fazer uma discussão de idéias virar um bate-boca sem sentido. Parabéns! Está fazendo um bem enorme a este projeto! EusBarbosa 23:33, 28 Agosto 2006 (UTC)
Continuando minha monologomaquia:
E tentando explicar o que eu quis dizer com aquilo que joguei acima: Ao meu ver, o Eusbarbosa questiona se a suposta minoria está atuando de forma receptível, democrática, como preconizado. E o que quis dizer é que, embora importantes, suas atuações não são, nem serão, impositivas ou definitivas. Não democrático, mas livre, o sistema é livre. A liberdade do sistema wiki não está sujeita a minorias, a votações ou a regras que tenham aparecido até agora. (Enquanto bloquearem IPs e os IPs forem relativamente livres, não funcionará qualquer regra. Hoje, só funcionaria se retirassem a liberdade de edição e trancassem páginas em larga escala. Aí, mentes sem fé, covardes e sem coragem de sonhar estariam castrando o sonho de muitos; aí o Wiki não seria mais Wiki.) Enquanto houver liberdade, só funcionarão acordos. Pois, se uma minoria vota o que a maioria deverá obedecer, estes só obedecerão se concordarem, ativa ou passivamente. E, Jtlopes, os acordos são apenas para quem os quiser seguir, melhor, acordar. Assim penso.
Um pouco da regra que mais me decepcionou por sua proposição e por sua possível resolução, a sanção de insultos:
Não entendo realmente aquela regra. Pedi a inclusão da opção de “não-sanção” recebi uma resposta, e olhe lá! Olhe lá. (para mim, este fato responde um pouco a pergunta que entendi que o Eusbarbosa fez, se há receptividade). Ela nem mesmo tem equivalência no mundo "real". Não equivalência em regra escrita pois no "real" é, como aqui, ao meu ver, deveria ser, natural. Para não ficar sempre vago, explico: tento: existem outras punições e, às vezes, elas não estão escritas. Simplesmente, não precisam, são "naturais". Em primeiro olhar, às vezes, nem mesmo perceptíveis são. Mas, imaginem só se hoje, sem regras de sanção a insultos, alguém viesse aqui e atribuísse "adjetivos pejorativos diretos" a algum um de vocês, simples e naturalmente vocês muitos puniriam de alguma forma, não? E isso funciona, e só isso. Se alguém quiser realmente insultá-los, fará! Burlará facilmente qualquer regra, seja usando IPs diferentes, seja descobrindo "insultos pejorativos regionais" para burlar a regra mal escrita (talvez, divertido para o insultador), seja soltando insultos indiretos. (Para eliminar este último, só abrindo espaço para sanção dos insultos indiretos, e aí mora um perigo muito maior.) E digo mais, aquela regra, se atingirá, atingirá somente algum usuário comprometido com o projeto, que por algum vacilo, no calor de alguma discussão, soltará um "insulto direto" e o outro no mesmo calor fará questão de puní-lo, sem pensar que estará fazendo pior. E por aí vai, vou mais uma vez jogando. E, Marcelo, acredito que estamos todos no mesmo barco. Um abraço e até mais. -- Haomon[diálogo][+] 22:27, 25 Agosto 2006 (UTC)
Depende a concepção de barco e você sabe qual a minha. É evidente que este conservadorismo (que eu considero antiquado) resultante do longo período em que o Wikcionário era um lugar vazio, sem problemas potenciais, sem preocupações com padronização ou conflitos de edição (até porque eram poucos verbetes) e sem a ameaça de trolls, vândalos e fantoches votantes continuará sendo por algum tempo um empecilho ao progresso de nossas políticas oficiais, isso eu já previa quando resolvi trazer ao Wikcionário alguma das melhores idéias aprovadas na Wikipédia, agora mesmo estava a votar na segunda grande reforma do sistema de eliminação de páginas da Wikipédia e fiquei pensando o quanto o Eusbarbosa iria me condenar se eu trouxesse mais regras para o sistema de eliminação do Wikcionário (que eu duvido ser oficial). Sei que não estou sozinho, vejo que o Cadum, o Salles, o ValJor, o Diego e muitos outros usuários também consideram a oficialização de regras importante, claro que não estou dizendo que eles apóiam minhas propostas, mas o que importa é que eles tem consciência da importância que as regras tem para este projeto.
Se nem todos os usuários experientes opinam nas votações é porque não estão aqui presentes ou não querem, o que não faz com que ela deixe de ser democrática. Não preciso discutir a sanção de insultos, se a regra tem furos futuramente taparemos estes furos, não podemos fazer tudo ao mesmo tempo. A sanção de insultos já foi aprovada em praticamente todos os projetos wiki de grande porte, estou cansado de ser criticado por tentar colocar o Wikcionário em português num patamar mais elevado do que ele está atualmente, se estamos nos tornando uma wiki de grande porte é bom que não sejamos grandes apenas no tamanho, mas também na qualidade (o que depende sim de um modelo de edição consistente e oficial) e nas políticas oficiais (que dependem de mais e mais regras).
Já disse e vou repetir, não vou parar de lutar por um Wikcionário mais robusto, mais amadurecido e mais preparado para os problemas do meio (e isso tudo depende sim de regras e de políticas oficiais). Me orgulho do progresso que tivemos desde que a, por mim organizada, votação que oficializou o modelo de verbete terminou, pois hoje quando ouço usuários novatos dizendo que não sabem editar o Wikcionário eu tenho como lhes mostrar um modelo oficial que eles podem seguir para as suas edições, além disso o crescimento do Wikcionário em português se acentuou desde que as reformas nas regras começaram a ser votadas, se isto não foi uma conquista eu não sei o que foi. -- Marcelo Silva 04:14, 26 Agosto 2006 (UTC)


Vota-se e isto é democrático. -- Marcelo-Silva
  • Qualquer pessoa medianamente culta sabe, por exemplo, que as decisões tomadas em qualquer Loja Maçónica dependem dos votos dos maçãos dessa loja; o pior são as consequências dessas votações fora da Maçonaria.
  • Qualquer adolescente medianamente educado sabe que as leis são votadas em conselhos de ministros ou em assembleias legislativas e que algumas nunca entram em vigor ou serão revogadas por serem anti-constitucionais.
  • Quer estas frases sejam consideradas insultuosas, quer o não sejam, alguém vai ter que ser empalado; falta saber se de baixo para cima como é da natureza da empalação, se de cima para baixo como muitos modernos preconizam. Uma coisa é certa: não há insultos sem insultados... -- Alter Ego [16] Não assinou
Votações para presidente são democráticas no Brasil, pois todos os cidadãos maiores de 18 anos podem votar. Quando votamos regras aqui no Wikcionário é igualmente democrático, pois todos os usuários legítimos podem votar. É democrático sim. -- Marcelo Silva 15:36, 26 Agosto 2006 (UTC)


Alguns comentários sobre tudo o que foi escrito acima e na megavotação. Primeiro, deveríamos evitar o apelo a coisas como "democracia" e "liberdade", esses são conceitos que possuem conotações positivas mas que são demasiado vagos. Se ficarmos falando em democracia e liberdade, corremos o risco de cair numa disputa meramente verbal. Há, por exemplo, pessoas para as quais democracia é sinônimo de opressão, e portanto inimiga de todo tipo de liberdade. Por isso creio ser mais importante discutir a função das votações no wikcionário.

Se não me engano, o wikcionário pretende ser um dicionário universal com conteúdo livre, construído através de contribuições espontâneas de qualquer pessoa habilitada, no nosso caso, qualquer pessoa que conheça minimamente o português e outras línguas. Fixado o propósito do wikcionário, ninguém mais é livre para fazer algo que lhe vai contra. Ninguém tem a liberdade de transformar o wikcionário num site de notícias, de fofocas ou em um banco de curricula vitae. Assim embora "vandalismo" seja um conceito vago, não é mera convenção. Apagar páginas válidas, colocar conteúdo incompatível com a GFDL, artigos enciclopédicos, imagens inapropriadas a um dicionário, isso é vandalismo mesmo que seja a maioria a fazê-lo, mesmo que seja decisão "oficial", "livre" e "democrática" da comunidade.

O wikcionário é um dicionário em português que descreve palavras e expressões de todas as línguas, portanto, como regra geral, todo tipo de informação adequada a um dicionário é também adequada ao wikcionário, e reciprocamente todo conteúdo estranho a um dicionário é inadequado ao wikcionário. Existem, contudo, diferentes tipos de dicionários, além disso o wikcionário possui um propósito mais amplo que a maioria dos dicionários, bem como capacidades e limitações que lhe são próprias. Assim em muitos casos não é claro que tipo de informação é conveniente ao wikcionário, há uma toda uma área nebulosa em que o modo de proceder é simplesmente arbitrário, poderia ser de uma maneira ou de outra, vai de cada um fazer isso em vez daquilo. Contudo, a grande maioria de nós concorda que um mínimo de padronização é conveniente, não houvesse um padrão seria muito difícil consultar, gerenciar e replicar a base de dados. Daí a necessidade de algumas regras que que esclareçam como proceder em certas situações e que facilitem a convivência e a colaboração entre os wikcionaristas. O problema é decidir o que deve ser regrado e como as regras são elas mesmas decididas. Não queremos nem transformar o wikcionário num inferno burocrático nem numa encarnação do estado de natureza hobbesiano. "O indivíduo cujas mãos estão atadas não age da mesma maneira que aquele cujas mãos estão livres" [17], impor padrões estritos em regiões em que há mais de uma maneira razoável de proceder apenas afugenta as pessoas com preferências são diferentes. Mais vale uma menor homogeneidade do que um menor número de usuários ou usuários desmotivados.

Depois deste preâmbulo exagerado, já não me sobra tempo para o assunto propriamente em debate. Vou passar direto à conclusão e, se for o caso, mais tarde eu defendo isso. Sou da opinião de que deveríamos seguir o exemplo de en:Wiktionary:Policies_and_guidelines e abandonar de vez o sistema de votações. Deixemos os votos apenas em determinadas questões (por exemplo, escolha de administrador), os princípios organizativos do wikcionário deveriam ser decididos por discussão direta, eles deveriam, passivamente, refletir a prática quotidiana dos wikcionaristas em lugar de, ativamente, forjá-la. São vários os motivos pelos quais as votações deveriam ser evitadas, inclusive pelas questões de segurança que estão sendo discutidas por aqui. Os fantoches podem facilmente fraudar uma votação, basta assinar uma lista, mas para falsificar de maneira convincente personalidades diversas em um debate aberto é preciso muita habilidade. Além de poderem ser fraudadas mais facilmente, votações são limitadoras, impositivas e manipuláveis. --Schoenfeld 12:55, 27 Agosto 2006 (UTC)

Obrigado Schoenfeld pela exposição clara e precisa. Concordo com tudo que você disse, acho que precisamos de algumas regras, alguma padronização e só. Minimalismo! Quanto à questão das votações, estou de pleno e absoluto acordo. Vamos deixá-las apenas para os casos em que outra forma de decisão não seja possível ou seja menos adequada. Votações são limitadoras, impositivas e manipuláveis. Subscrevo. EusBarbosa 13:45, 27 Agosto 2006 (UTC)
Eu me pergunto e não encontro respostas, porque no Wikcionário (ao contrário do que acontece em todos os outros projetos wiki, onde sempre existe mais de uma votação extensa em andamento) temos dois ou três usuários de peso que são contra a existência de regras?? Querendo o mínimo de regras e regras vagas, o que seria fortemente rejeitado em qualquer um dos projetos irmãos do Wikcionário. Na Wikipédia, no MetaWiki, no Commons e em outros projetos wiki a criação de novas regras tem importância fundamental, porque só aqui existe tanta rejeição para com o progresso das políticas oficiais? -- Marcelo Silva 16:50, 27 Agosto 2006 (UTC)

Em todos os outros projetos? Eu comecei recentemente a participar do wikcionário inglês e as únicas votações que encontrei foram as votações para administrador. Uma das pouquíssimas políticas oficiais (que, aliás, parece-me também não ter sido votada) do wikcionário inglês é justamente a que regula o processo de decisão e adoção de regras e lá nada consta sobre votação nenhuma. --Schoenfeld 22:35, 28 Agosto 2006 (UTC)

Você está falando novamente do Wikcionário! (mesmo assim, aqui tem "algumas" regras de lá e aqui é onde se discutem novas regras, vide seção Policies in development), e isso que eu falo de outros projetos como Commons, Wikipédia, MetaWiki, etc. Continuo frustrado, só aqui há rejeição pelas regras. -- Marcelo Silva 23:41, 28 Agosto 2006 (UTC)
O problema é que o Marcelo tem o mau costume de querer fazer prevalecer as suas idéias, usando o "peso" de outros projetos, como se realmente isso fosse relevante. Não é a primeira vez que o faz e seu "argumento" é desmentido. Há pouco tempo, para embasar sua argumentação a favor de um modelo qualquer na votação sobre o uso de imagens e exemplos, ele veio a dizer que o wikiquote francês foi fechado por causa de fuga de escopo, fazendo inclusive a ameaça que o pt.wikcionário poderia ter o mesmo destino.
Citação: Marcelo escreveu: «o Wikiquote em português poderá ser fechado assim como ocorreu com o Wikiquote francês»
. O problema dessa estratégia é que ela pode até "convencer" alguns incautos e novatos, mas não se sustenta, além de não ser uma atitude correta, a meu ver.EusBarbosa 23:19, 28 Agosto 2006 (UTC)
EusBarbosa, é claro que os outros projetos são relevantes! A Wikipédia em português foi a base pra os outros projetos da Wikimedia em português, inclusive pra este Wikcionário! E o que é que tem o Marcelo querer convencer os outros de que suas idéias são melhores ou outra coisa do gênero? Isso todo mundo faz! — Łυαη fala! 23:31, 28 Agosto 2006 (UTC)
E que foi que disse que não são. O que não é relevante é trazer os problemas e soluções dos outros projetos para cá, como se os tivéssemos que adotá-los só porque outros o adotaram. Percebeu agora? EusBarbosa 00:10, 29 Agosto 2006 (UTC)
O que tem a ver a votação do uso de imagens e de exemplos??? E que argumento foi desmentido aqui? Não vi isso acontecer ainda... -- Marcelo Silva 23:41, 28 Agosto 2006 (UTC)
É Marcelo, tá difícil, hein? Será que a sua memória é tão curta assim? Você disse, com todas as letras que o wikiquote francês foi fechado por fuga de escopo. Isso não é verdade e o Diego te desmentiu. Agora vem com essa de que todos ( o grifo é seu) os projetos wiki tem votações extensas e acabou de ser desmentido pelo Schoenfeld. Não tenho como ser mais claro. EusBarbosa 00:06, 29 Agosto 2006 (UTC)
Desmentido??? Eu acabei de mostrar isso e isso (vide seção Policies in development) a ele provando que quem na verdade estava errado era ele. E o Wikiquote francês era um bom exemplo naquela situação, pois cabia como exemplo de projeto wiki que acabou retirado do ar por não respeitar as normas da Wikimedia Foundation (se o motivo era outro e eu me enganei, não desmerece o argumento de que é melhor respeitar as políticas estabelecidas pela Wikimedia). Continuo perguntando, que argumento foi desmentido aqui? -- Marcelo Silva 00:17, 29 Agosto 2006 (UTC)

Marcelo, tudo bem, eu não sei como funcionam os projetos de outra "categoria". Mas se o wikcionário inglês, que é mais movimentado de todos os wikcionários, dispensa votações, não sei por que nós precisaríamos urgentemente delas por aqui. Só mais uma coisa, na tua intervenção pareceu que o wikcionáro inglês é cheio de regras, mas regras oficiais por lá só há uma: en:Category:Policy - Wiktionary Official (por sinal bastante inócua). A página que indicaste é a lista de todas as propostas de regras, inclusive as rejeitadas. Se não estou enganado, por lá as regras não são votadas em 15 ou 30 dias como se tem feito aqui, mas são progressivamente debatidas e aperfeiçoadas até que haja consenso o suficiente para que elas possam passar de "esboços" para "semi-oficiais" para finalmente chegarem a ser "oficiais". Eu acho que deveríamos seguir um procedimento semelhante. Aproveito para pedir para aqueles que participam dos outros wikcionários que nos digam como lá são tratadas estas questões. --Schoenfeld Marcelo, tu não me desmentiste. Colocaste um link para uma página com diversas propostas de regras e um link para o equivalente da esplanada de lá. Seria preciso mostrares páginas onde as regras foram/são votadas ou em que esteja escrito que as regras são decididas por votações. --Schoenfeld 00:44, 29 Agosto 2006 (UTC)

Não, como não basta isso e isso eu te passo mais ISSO, são mais de 30 decisões (não unárias, mas de muitas questões) meu caro, está redondamente enganado ao dizer que no wikcionário em inglês só existe a Policies and Guidelines oficial que todos os projetos tem igual (ou praticamente igual). Se quiser eu vou até a Wikipédia e até a MetaWiki buscar mais, mas você só está me dando mais trabalho inútil... não quero que isso vire uma briga pessoal, mas reconheça a existência de um grande número de regras (discutidas, votadas e/ou aprovadas, seja o que for) em praticamente todos os projetos maiores que o Wikcionário em português. -- Marcelo Silva 00:50, 29 Agosto 2006 (UTC)
Quer ver votações em outros projetos irmãos? Então lá vai: uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, cansei... é muito chato! Por favor, não fique usando da retórica só pra atrasar a discussão =/. -- Marcelo Silva 01:00, 29 Agosto 2006 (UTC)

Marcelo, leia com mais atenção as páginas, desta vez simplesmente colocaste informações falsas sobre o wikcionário inglês. isso é uma lista de idéias e propostas de regras (The category list of all pages tagged as being policy related), algumas delas foram rejeitadas (como en:Wiktionary:Three-revert_rule) outras simples esboços (como en:Wiktionary:About_Japanese/Transliteration) e outras são ainda meras discussões (como en:Wiktionary:About_Chinese), como eu disse acima apenas uma está marcada como oficial. Mostre-nos uma regra além desta en:Category:Policy - Wiktionary Official que esteja marcada como "offical policy"! simplesmente não há. Isso é apenas o equivalente da esplanada de lá, e nas "Policies in development" estão apenas listadas as propostas de regras em discussão e não em votação. Já ISSO é apenas uma listagem das páginas disso, não uma lista de regras oficiais, se leres com atenção notarás que algumas "regras" ali descritas estão marcadas com (RP) de "Rejected Policy", outras com TT de "Think Tank", ou com SO de "Semi Official" e nenhuma com O de "Official". De onde tiraste a informação que essas regras foram votadas? Onde estão as páginas de votação? --Schoenfeld 01:18, 29 Agosto 2006 (UTC)

Oficiais ou não, elas são regras, no caso parece que o Wikcionário inglês considera oficial o que vem da Wikimedia (o que é só uma interpretação possível), mas existem regras locais sim. Votações? Aqui tem uma, mas eu não vou ficar procurando, não ganho nada com isso, sem contar as que eu já mostrei e que faço questão de repetir, pois você não comentou: uma, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito... eu não quero ir projeto em projeto buscar votações, meu caro... -- Marcelo Silva 01:44, 29 Agosto 2006 (UTC)


Renomeação do domínio Usuário

Domínio usuário:
books
news
quote
source
wikt

Olá a todos. Uma pergunta: têm interesse em renomear o domínio Usuário neste projeto? Parece que o aceito aqui é Wikcionarista. Que tal? (exemplo: Wikcionarista:Exemplo) --Slade pt.wp 19:05, 25 Agosto 2006 (UTC)

Fica mais difícil digitar o endereço da página, fica em desacordo com o padrão dos outros projetos da Wikimedia (inclusive as Wikipédias e os outros Wikcionários em sua absoluta maioria). Além disso, não ouvi argumentos para tal, parece-me uma mudança sem utilidade e sem motivos. Por enquanto, discordo. -- Marcelo Silva 22:05, 25 Agosto 2006 (UTC)
A mudança é simplesmente estética. Não é obrigatório digitar o novo nome, só o prefixo User. E a concordância com os outros projetos... -- Slade pt.wp 22:47, 25 Agosto 2006 (UTC)
Concordo com o Marcelo, a mudança é desnecessária e até onde sei nenhum outro projeto a adotou. Até que isso seja um padrão entre os wikcionários, prefiro que as coisas permaneçam como estão. --Schoenfeld 12:59, 26 Agosto 2006 (UTC)
É realmente isso dará um enorme trabalho não só aqui no wikcionário como nos outros projetos, além de ficar maior o nome. Acho melhor fazer essa alteração com o nome da Categoria - Łυαη fala! 13:37, 26 Agosto 2006 (UTC)
Pensando melhor... Não se deve fazer nenhuma alteração, e sim uma criação! Na Categoria:Usuário continua as categorias dos administradores, dos burocratas, dos robôs e Categoria:!Wikcionaristas|dos Wikcionaristas, a qual deve ser criada. — Łυαη fala! 21:54, 26 Agosto 2006 (UTC)
Já me habituei ao Usuário mas não se esqueçam que a mudança não é puramente estética. Usuário não se usa aqui em Portugal, é estranha, soa mal. e-roxo -discussão- 01:52, 28 Agosto 2006 (UTC)
E sobre a mudança do nome da categoria? Alguém pode expressar sua opinião sobre esse assunto já perguntado aqui e foi feito uma confusão, uma interpretação totalmente errada que acabou desviando o assunto e ficou sem ser respondido! — Łυαη fala! 23:22, 28 Agosto 2006 (UTC)

Verbete Mutirão


Quero manifestar-me sobre o vocábulo, mas não sei como pô-lo em discussão. Alguém pode ajudar? --alm 03:14, 26 Agosto 2006 (UTC)--alm 03:23, 26 Agosto 2006 (UTC)

Escreva na página de discussão de mutirão, isto é, em Discussão:mutirão, e a marque como discussão ativa, isto é, coloque no topo dela isso: {{Discussão ativa}}. --Schoenfeld 12:55, 26 Agosto 2006 (UTC)

Muxirão – Palavra da Língua Portuguesa

Escolhi esta palavra para abrir a discussão por vários motivos dos quais destaco:

1º - A finalidade do Wikcionário é descrever todas as palavras com definições em Português falado pela Comunidade Lusíada, em todas as partes do mundo;

2º - É princípio do Wikcionário que cada editor use o seu linguajar;

3º - É princípio que não se interfira na edição de outro wikcionarista, a não ser para correções;

4º - Vi por aqui, no últimos trinta dias, infindáveis e improdutivas discussões em torno de quais seriam as palavras certas a usar, as brasileiras, ou as do resto do mundo lusófono;

5º - Grande parte das palavras causadoras de tanta celeuma foram por mim pesquisadas em quatro Dicionários de Língua Portuguesa. Dois editados no Brasil – Houaiss e Aurélio e dois editados em Portugal – Caldas Aulete e Lello. Pois todas as palavras se encontram registradas nos quatro. Isto por que pertencem à Língua Portuguesa.

Muxirão (primitiva) é uma delas. Mutirão é uma das doze variantes que encontrei (relato depois). Esta então é bastante usada em Portugal, no Ribatejo e no distrito de Leiria. A etimologia é tupi.

Maximbombo é outra (só a procurei no Hauaiss e no Aurélio). Encontrei quatro variantes, com uso bastante difundido em Portugal e no Brasil Central, foi a informação. Etimologia controversa, com tendência para o africano.

Eis aí as razões pelas quais devemos conter nosso ímpeto de mudanças e meditar mais sobre a Língua Portuguesa que evolui há mais de um milênio. E finalizo mencionando dois neologismos vistos aqui também: agilizar e inicializar. São do final do século XX os primeiros registros. Estão agora consignados (ou registados) no Houaiss e no Aurélio. Diante disto cabe a pergunta: como se falaria lá pelos idos de 1950? Bem, usavam-se simplesmente os verbos adequados: agilitar e iniciar, respectivamente. Portanto, direi que devemos estabelecer discussões que busquem a origem, o uso, o significado das palavras e suas variantes, diacrônica e sincronicamente. Por este caminho, sim, nossa produção beneficiará a Língua Portuguesa e os seus falantes. Meditemos sobre isso e discutamos. Está bem? Avante!? --alm 01:31, 30 Agosto 2006 (UTC)

Pedidos

Alguém pode me dizer quais são as Directrizes para Pedidos de burocracia?
Se souber pode colocar logo lá no artigo!
E se souber algo mais sobre este assunto, bota lá também!


Alguém se dispõe em colocar o resultado da votação sobre o uso de imagens e exemplos em Wikcionário:Votações?

Grato, Łυαη fala! 15:32, 26 Agosto 2006 (UTC)

Estou colocando o resultado da votação, mas agora vejo que um dos resultados é incompatível com o outro, um diz Em relação ao texto usado como exemplo, uma ligação para um verbete com a continuação do mesmo texto não poderá ser feita, a menos que se trate de sinônimos e outro diz o verbete pode ter no máximo uma frase completa de exemplo para cada definição (e não um texto). Acredito que este enunciado precise ser alterado (ou isto precise ser revotado) para não entrar em conflito com o outro, o que acham? -- Marcelo Silva 16:32, 26 Agosto 2006 (UTC)

Luan para administrador

Estou propondo o Luan para administrador, entrem na página Wikcionário:Pedidos de administração e dêem suas opiniões e votos. Um abraço! -- Marcelo Silva 19:46, 26 Agosto 2006 (UTC)

já não é a primeira vez ... Cambalachos nas votações

1) Łυαη

«Eu coloquei uma mensagem na Esplanada do wikinotícias e da wikipédia e na discussão do Dante no wikilivros, falando sobre a megavotação que está no penúltimo dia, enfatizei a seção do CheckUser que para ser aprovado são precisos 25 votos, e até agora são 9 a favor e 2 contras. - Łυαη fala!»

2) Marcelo Silva

«Só espero que eles não venham votar nas outras seções, pois eles não tem experiência para entender os problemas que estamos tentando resolver aqui. Não sei se foi a melhor idéia, a votação acaba amanhã, vamos ter que adiar o check user de um jeito ou de outro. -- Marcelo Silva»

3) A mensagem

«Olá Wikipedistas! Eu queria que quem tiver uma conta de usuário no Wikcionário participasse da Megavotação que está no penúltimo dia! Participem principalmente da seção Check User, que para ser adotado é preciso 25 votos no mínimo. Grato, Łυαη »

4) Adenda à mensagem

«Se tiver outro usuário daqui do wikilivros que tem conta no wikcionário, chame-o para votar também! - Łυαη »

5) Uma resposta que já receberam

«já não é a primeira vez que fazem este apelo, isto não nada é contra ti OP_Luan, mas é contra estes tipos de apelos. Eu acho que este apelos são péssimos, se não existem numero necessário de votos , o melhor é prolongar a votação, até existir esse numero. Não somos nós (user) wikipedia, não podemos estar a decidir o futuro do Wikcionário, eles próprios que conhecem o projecto é que sabem o que é o melhor para o seu projecto. Eu que nunca lá vou, apenas estou registado, não posso estar a decidir as politicas de um projecto "desconhecido".. Rei-artur»

Não comento <> Sockpuppet 23:52, 26 Agosto 2006 (UTC)
Gostaria de ter os comentários dos usuários citados sobre o que está dito acima. Pedir votos é perfeitamente normal, mas pedí-los a usuários ausentes ou de outros projetos (que aqui estão apenas registrados) põe abaixo toda a argumentação dos que defendem cláusulas de barreiras para os novatos. Eu também acho esse tipo de apelos péssimos. Deveriam fazê-lo então aqui na Esplanada, à vista de todos e para os usuários deste wikcionário.EusBarbosa 00:14, 27 Agosto 2006 (UTC)

Concordo, EusBarbosa! Chama-se a isto “dar o flanco”! Os fins nunca justificam os meios, estes é que qualificam aqueles! Será usar novatos para impedir que novatos votem... Vamos aguardar as explicações. Saudações! -- Cadum 00:28, 27 Agosto 2006 (UTC)

Eu disse ao Luan que essa não era uma boa idéia, mas ele já tinha feito. Só não vamos agora atirar pedras ao Luan, errar é humano! -- Marcelo Silva 00:36, 27 Agosto 2006 (UTC)
Ninguém está querendo (pelo menos, não da minha parte) atirar pedras em quem quer que seja. Errar é humano, sim, por isso temos que ser tolerantes com os erros e não querer fazer tudo a ferro e fogo, enxergando "fantasmas" e "inimigos" pra todo lado. Isso porém não significa que não possamos corrigir os erros. Minha pergunta agora é: quantos e quais foram os votantes que atenderam ao vosso pedido e que não pertencem de fato à comunidade do wikcionário? Eu vi lá muitos "novatos" votarem contra si mesmos, ou seja, a favor das barreiras. Não seria mais coerente que eles próprios se abstivessem de votar, deixando apenas seus comentários? EusBarbosa 13:24, 27 Agosto 2006 (UTC)
Comentário adicional: Até que esses pontos estejam claros para toda a comunidade, e não pairem mais dúvidas, vou prorrogar a votação por mais 15 dias. - EusBarbosa 27 Agosto 2006 (UTC)
Espera ae! Prorrogar a votação por mais 15 dias, pra que??? Acha mesmo que vamos alcançar 25 votos no check user? -- Marcelo Silva 16:18, 27 Agosto 2006 (UTC)
Qual é o problema em prorrogar? Por quê pressa em fechar? Se o resultado deve refletir o desejo majoritário da comunidade então vamos dar tempo a mais membros da comunidade se manifestarem, especialmente agora em que surge um questionamento sobre quem está votando e por que razões. Está claro? EusBarbosa 22:51, 27 Agosto 2006 (UTC)
Bom... se você insiste vamos dar mais tempo pra mais gente votar. Fazer o que né... -- Marcelo Silva 23:31, 27 Agosto 2006 (UTC)

Oi pessoal! Minha intenção era que pedir votos aos outros usuários aqui registrados pois a votação estava sem muitos resultados e no penúltimo dia, eu estava pensando que estava no último dia depois que fui perceber que estava no penúltimo, e eu tinha botado uma mensagem na megavotação falando o que eu ia fazer, mas como eu estava pensando que era o último dia não esperei, e até agora acho que ninguém deve ter visto, e também chamá-los para contribuir no wikcionário, eles não iriam vim aqui só pra votar, certamente veriam alguns verbetes com problemas, a espera de criação, e virariam usuários ativos, que é o que o wikcionário está precisando. Atualmente, os usuários ativos "dá pra contar nos dedos". Não sabia que esses pedidos que tinha feito, com boas intenções, repercutiriam tanto! Se esses pedidos que fiz foram errados, então peço desculpas! — Łυαη fala! 18:45, 27 Agosto 2006 (UTC)

Não esquente a cabeça com isso Luan, é tempo de alegria =), se Deus quiser logo você se tornará admin. Aquele abraço! -- Marcelo Silva 19:01, 27 Agosto 2006 (UTC)
Não estou esquentando a cabeça com isso e agora já aprendi lição. E valeu pelo apoio, Marcelo! — Łυαη fala! 19:09, 27 Agosto 2006 (UTC)
Luan, se quer aumentar as contribuições no wikcionário, convide para contribuir, não para votar. Não acho que um recém-chegado ou um apenas leitor e não criador/remodelador de páginas tenha que ter voto na matéria. Mas essa é a minha opinião. e-roxo -discussão- 02:02, 28 Agosto 2006 (UTC)
Mas não foi você mesmo que votou contra um número mínimo de edições para se poder votar? Não quero gerar polêmica, mas parece que você está se contradizendo. Um abraço! -- Marcelo Silva 02:36, 28 Agosto 2006 (UTC)
Peço-lhe desculpa, Marcelo, mas o facto de achar que não têm voto na matéria não quer dizer que devam ser impedidos de votar. Siga a minha lógica, eu acredito no bom-senso, no civismo, na inteligência humana, achando, portanto, que uma pessoa que se insira nas categorias acima referidas pense e não vote, sequer, visto nem lhe interessar, não achando por isso que haja necessidade dessa mesma regra. Para que não 'gere mais polémica' explico-lhe de antecedência que acho que o tempo de registro é importante para que não hajam fantoches. Não se preocupe comigo que não me contradigo, passar bem. e-roxo -discussão- 03:43, 28 Agosto 2006 (UTC)
Marcelo e Luan, minha pergunta ainda não foi respondida. Vou repetí-la: <<quantos e quais foram os votantes que atenderam ao vosso pedido e que não pertencem de fato à comunidade do wikcionário?>> Acho que devem essa resposta a nós, sob pena de a votação ser colocada em suspeição, como aliás já está fazendo o JLopes.EusBarbosa 20:34, 28 Agosto 2006 (UTC)
Os dois o que??? Que dois? Foi o Luan que foi lá e os chamou para vir aqui, diga-me que contas eu devo prestar a você? Eu sou seu subordinado?
A mim você não tem que prestar contas de nada, Deus me livre! Tem que prestá-las é à comunidade, mas se acha que ela não merece uma explicação o problema é seu. EusBarbosa 23:56, 28 Agosto 2006 (UTC)
E a votação não vai ser suspensa (até em questão de respeito a quem se dirigiu a ela e acreditou quando dissemos que a opinião comum iria valer), era pra já ter acabado no mesmo dia em que o Luan foi até os demais projetos pedir mais votos, mas você, sim você, adiou o término da votação. E o que você quer agora? Apedrejar o Luan? Sinceramente, estou curioso... -- Marcelo Silva 22:20, 28 Agosto 2006 (UTC)
Nã\, Marcelo, não precisa fazer drama. Eu não quero apedrejar o Luan quero apenas esclarecer se as pessoas que foram chamadas a votar podem ser identificadas por vocês. É pedir muito? EusBarbosa 23:56, 28 Agosto 2006 (UTC)
Como posso saber quem atendeu o meus pedido? Dos que votaram depois de meu pedido podem ser alguém que atendeu como pode não ser! Isso só poderá saber perguntando a quem votou! — Łυαη fala! 22:28, 28 Agosto 2006 (UTC)
Não sei, foi você quem as convidou! Agora nos diga se os seus convidados vieram à `festa! EusBarbosa 23:56, 28 Agosto 2006 (UTC)
E mais um detalhe! Se o que eu fiz foi errado, você também errou! Adiantou o término da megavotação, você deu chance aos usuários ausentes e de outros projetos votarem nesta votação sem conhecimento dos problemas do wikcionário, como vocês mesmos disseram! — Łυαη fala! 22:46, 28 Agosto 2006 (UTC)
Adiei o término da votação depois do que foi dito aqui pelo JLopes. Portanto, depois que o Luan tinha ido pedir os votos de cambalacho. Isso que vocês disseram acima é uma desonestidade. Sabem muito bem da ordem em que as coisas foram feitas. A votação está não está suspensa, está adiada até que esse imbroglio que vocês criaram seja esclarecido. Isso sim é um a questão de respeito com a comunidade. O que preferem: a anulação? Se insistirem nesse ponto é o que vou pedir.EusBarbosa 23:50, 28 Agosto 2006 (UTC)

Para anular uma votação é preciso consenso dos votantes, e não é o que vemos aqui. -- Marcelo Silva 00:05, 29 Agosto 2006 (UTC)

Eu não falei para anular! Nem quero isso, agora! Você pode me dizer o que o JLopes falou? E qual é a desonestidade e quem a disse? E ninguém falou que a votação está suspensa! — Łυαη fala! 00:36, 29 Agosto 2006 (UTC)
Luan, se você não sabe ler, eu não posso fazer nada. Você está dando palpites dentro da seção aberta pelo JLopes com o nome de já não é a primeira vez ... Cambalachos nas votações e ainda pergunta o quê foi que ele falou? Assim não dá... Quanto à desonestidade, foi uma desonestidade intelectual dizer o que você disse: <<você deu chance aos usuários ausentes e de outros projetos votarem nesta votação sem conhecimento dos problemas do wikcionário>> Ora, foi você quem os convidou e reclama que eu fui quem lhes deu a chance. É demais, raciocine...Outra desonestidade: o término original da votação era dia 27/08, o último votante lá foi o Slavator 17:40,em 27 Agosto 2006 (UTC). Portanto até agora, ninguém votou no prazo estendido, mas você o Marcelo se "esquecem" das datas para querer reverter para minha responsabilidade a besteira que fizeram. Para mim chega! Quem quiser que continue discutindo esse assunto com vocês dois. Tenho trabalho mais importante a fazer neste wiki. Peço desculpas a todos os demais colegas por ter aberto esse tema, mas infelizmente com certas pessoas não há possibilidade de discussão em nível mais elevado. Além do mais essas atitudes prepotentes tem que ser desmascaradas logo, senão o projeto vai virar uma ditadura de uma minoria que vem da wikipedia (projeto muito superior ao nosso, no entender deles!), contribuem com duas dúzias verbetes e querem nos enfiar uma camisa de força. Mais uma vez, desculpem. Da minha parte não acontecerá mais uma discussão como essa.EusBarbosa 13:57, 29 Agosto 2006 (UTC)
Só para esclarecer! Eu sei ler sim e só perguntei o que o JLopes falou pois eu não vi a assinatura dele aqui e quem abriu essa discussão foi o Sockpuppet, que "provavelmente" são a mesma pessoa, por enquanto não tem nada provado! E o que fiz foi errado, mas ao adiar a megavotação você apoiou o que fiz, portanto ficando sua atitude errada também. Que bo que respeitaram o prazo do término original da votação. — Łυαη fala! 19:38, 30 Agosto 2006 (UTC)
Que besteira eu fiz? Se foi o Luan quem foi até os outros projetos chamar mais gente?? Aliás, é direito dos usuários dos outros projetos vir aqui votar, mas... porque tentou me colocar nesta roda se eu não tenho nada a ver com isso? (¬¬) -- Marcelo Silva 15:53, 29 Agosto 2006 (UTC)
Marcelo, repare bem no que você disse. Se os usuários são de outros projetos, eles não são daqui. Se eles não são daqui, eles não tem direito algum de votar, apenas o de sugerir. Uma vizinha que visite a sua casa pode te obrigar que a cor das suas paredes seja imediatamente trocada, ou pode apenas dizer que acharia que outra cor ficaria mais agradável? Cada wiki da Wikimedia é independente uma da outra, apesar de possuírem laços de parentesco. Se alguém da Wikipédia quiser meter o bedelho em votações, deve primeiro conseguir se tornar um usuário daqui também. Lugustomsg 16:44, 29 Agosto 2006 (UTC)
Mas é claro, só usuários votam né! -- Marcelo Silva 20:16, 29 Agosto 2006 (UTC)
Você não me entendeu. Para mim é necessário ter mais do que uma conta para alguém se considerar como usuário. Lugustomsg 16:08, 31 Agosto 2006 (UTC)
Pra mim também, entretanto as regras que definem requisitos mínimos para poder votar ainda não foram oficializadas (já que a megavotação não acabou ainda), portanto eles podem votar (queiramos ou não). -- Marcelo Silva 17:05, 31 Agosto 2006 (UTC)

Inclusão da opção desinteressar-se em Artigos vigiados

Pessoal estava pensando... seria produtivo se fosse colocado uma opção interessar-se na página dos artigos vigiados. Deste modo não seria necessário entramos na página para só então marcar a opção desinteressar-se, para depois clicar em voltar para retornar aos artigos vigiados. Como poderíamos fazer isso? -- Felipe Sousa Nascimento @ 01:39, 27 Agosto 2006 (UTC)

Tem um link que diz mostrar e editar a lista completa, é lá que você deve ir. Uma coisa pertinente, a tradução correta não seria "interessar-se" e "desinteressar-se" seria "vigiar" e "não vigiar", aonde alteramos isso? -- Marcelo Silva 02:11, 27 Agosto 2006 (UTC)
Esse é um problema que temos que resolver. As mensagens do sistema do wikcionário variam com a língua selecionada nas preferências ou pela detecção da língua do browser. Pois bem, uma das línguas é a pt-br, que não tem nada traduzido ainda. A questão é, agora que o sistema permite, mudamos todas as traduções e suportamos duas versões, uma pt-pt e uma pt-br, ou usamos a mesma tradução tanto para pt-pt quanto para pt-br? Eu prefiro a segunda opção, embora seja mais trabalhosa. --Schoenfeld 10:43, 27 Agosto 2006 (UTC)

Concordo com o Schoenfeld: uma única versão é mais lógico. Parece que temos em pouca conta a capacidade de brasileiros e portugueses reconhecerem a ortografia do “outro”! No caso em discussão, em Ptpt também é muito melhor vigiar do que interessar-se...
Quanto à proposta do Felipe, seria bem mais fácil como ele diz.
Saudações! -- Cadum 12:08, 27 Agosto 2006 (UTC)

Sobre a proposta do Felipe: não deve ser muito difícil escrever um script que faça isso, acho que esse aqui faz justamente o desejado: en:w:Wikipedia:WikiProject User scripts/Scripts/Unwatch. --Schoenfeld 14:31, 27 Agosto 2006 (UTC)

Pessoal, acho que alguns devem ter notado que estou um pouco distante para aqueles que sentiram minha falta, obrigado!... ando com problemas... Sobre colocar vigiar acho que não seria a palavra mais adequada... as palavras têm sentidos e vigiasse aquilo que se deseja punir... se vigio alguém é porque não compreendo aquela pessoal como autônomo dai vigio para punir. Nos últimos dias ando afastado do wikicionário, mas não tenho motivos par me preocupar pois confio nos comparnheiros que aqui estão... bem como no bom senso destas pessoas e por isso não há ou não vejo necessidade de vigiar ninguém. Abraços -- Felipe Sousa Nascimento @ 02:58, 13 Setembro 2006 (UTC)

Aquêmenes

Antropônimo masculino consignado no Dicionário Caldas Aulete. Sei que alguém está interessado, mas esqueci o nome para localização, então recorri à Esplanada.--alm 16:12, 27 Agosto 2006 (UTC)

Crescer dói

E é isso que está acontecendo com nosso Wikcionário. Estamos na transição de um projeto pequeno para mediano, ainda falta muita coisa para expandir, mas já tem tamanho suficiente para não ser espelho dos gostos de um ou dois editores. O consenso será cada vez mais raro, e votações mais freqüentes, para tristeza das minorias. E daí os ânimos se inflamam... espero que todos cresçamos (inclusive eu), e que possamos, ainda que discordando, seguir as políticas do projeto que vão se montando aos poucos. Enquanto isso procurarei gastar meu minúsculo tempo na atividade-alvo desse dicionário: a construção e detalhamento de páginas de verbetes. -Diego UFCG 10:48, 29 Agosto 2006 (UTC)

Boa, Diego! Você está na razão. Penso exactamente isso: é um enorme desperdício de recursos ter toda esta gente a pregar aos peixinhos (já ninguém ouve o que o outro diz...). Colaboradores com a capacidade que eles têm! Saudações. – Cadum 11:41, 29 Agosto 2006 (UTC)
«... para tristeza das minorias.»
Peço ao Diego para, se quiser e puder, clarifique a afirmação acima posta.
A existência de minorias implica a existência de tristes?
Outra coisa é a existência de falsas maiorias obtidas com recurso a falcatruas.
Outra coisa, ainda, é premiar quem possivelmente falcatruou na obtenção de maiorias com o apoio para a sua promoção.
62.169.91.28 13:09, 29 Agosto 2006 (UTC)
Diego, como sempre, você tem razão. Peço desculpas a você, ao Cadum e à comunidade por ter me deixado levar tão longe nessa discussão estéril. Vou me concentrar no meu simples e humilde trabalho na atividade-alvo e já é muito.EusBarbosa 14:10, 29 Agosto 2006 (UTC)

O Diego tem razão, só que acho que as votações não vão se tornar mais freqüentes, depois da megavotação temos mais é que "sossegar o facho". Um abraço! -- Marcelo Silva 15:47, 29 Agosto 2006 (UTC)

Forma de Entrada dos verbos

Acho que é ponto pacífico que, se não forem aceitas as formas flexionadas dos verbos, as entradas dos verbos serão no modo infinitivo (para o português e para a maioria das línguas indo-européias). No caso de aceitar-se as formas flexionadas, essa discussão não terá razão de ser.Portanto, nesse primeiro caso, eu gostaria de discutir aqui, como fazer as entradas de verbos em latim, grego e árabe. Em latim e grego, o uso e costume, é a entrada ser feita pelo verbo na primeira pessoa do singular do presente de indicativo. Assim, por exemplo, o verbo haver, tem como entrada em latim habeo e não habere. Em árabe é a terceira pessoa do singular do passado simples. Minha proposta é que sigamos o uso e costume, até que de defina o aceite ou não das flexões, para facilitar a consulta. Concordam? EusBarbosa 17:54, 30 Agosto 2006 (UTC)

Devemos fazer igual a outros dicionários! Botar somente a flexão das palavras estrangeiras. O porquê dos outros dicionários não possuírem as formas flexionadas das palavras do português é que quem vai procurar no dicionário sabe a língua portuguesa, portanto sabe o singular, o infinitivo, o masculino/feminino das palavras. E essas informações devem constar em uma página do domínio do Wikcionário, talvez a mais apropriada seja Ajuda:Guia de consulta e reprodução/consulta no Wikcionário/busca. Portanto acho que deve haver entradas para formas flexionadas de palavras em latim, grego e árabe e em todas as outras línguas estrangeiras. Mas essa é a minha opinião. — Łυαη fala! 19:21, 30 Agosto 2006 (UTC)
Eu acho Eusbarbosa que em casos assim quem decide é o editor. Um detalhe importante é que "não criar artigos separados" é diferente de "não criar a página", para facilitar a busca poderá sim ser criado um redirecionamento - independente do resultado da votação. Um abraço! -- Marcelo Silva 21:33, 30 Agosto 2006 (UTC)
Obrigado pelas manifestações. Aguardarei mais um pouco e, se não houver objeção, começarei com os verbos nesses idiomas, aliás já movendo alguns poucos verbos existentes em latim do infinitivo para a forma canônica. E deixando o redirecionamento como sugeriu o Marcelo.EusBarbosa 00:40, 31 Agosto 2006 (UTC)

Wiktionary-logo-pt.png

Versão comemorativa do Wikcionário em português para os 10 000 verbetes.

Olá pessoal! Os 20 000 verbetes estão muito próximos! Então eu pensei em mudar a imagem do wikcionário por um tempo para comemorar este fato. O que acham? Mas um detalhe, isso tem que ser resolvido logo, pois daqui a pouco alcançamos os 20 000! Se inspirem na imagem ao lado, que foi criada em comemoração dos 10 000 verbetes deste wikcionário! — Łυαη fala! 22:50, 30 Agosto 2006 (UTC)

Também é importante monitorar direitinho qual foi o artigo de número 20.000 e 20.001 para ficar no histórico do Wikcionário. Estamos quase lá... =) -- Marcelo Silva 23:10, 30 Agosto 2006 (UTC)

Penso que sim, é uma boa iniciativa. E vamos cair sobre os holandeses logo de seguida... – Cadum 23:21, 30 Agosto 2006 (UTC)


Já que até agora todos aprovam a idéia, alguém tem alguma proposta para ser a imagem de comemoração? Para padronizar, acho que o nome da imagem deva ser Imagem:Wiki20000.png, pois essa ao lado é Wiki10000.png e as outras duas imagens deste wikcionário (Imagem:Wiki.png e Imagem:Wiki2.png) tem o formato em PNG. — Łυαη fala! 23:30, 30 Agosto 2006 (UTC)

Andei procurando imagens de comemoração dos projetos irmãos para servir de base para a imagem que teremos para comemorar e encontrei essas: Wikipedia-1000-an.png, It50k.png, Logo50k.png e WikiZh50000.png. — Łυαη fala! 00:22, 31 Agosto 2006 (UTC)


Aprovo a idéia. Ficaria bonito colocar as bandeiras de todos os países da língua portuguesa lado-a-lado como se fossem uma fita de ginástica olímpica em torno do logotipo do dicionário. Abraço, Voz da Verdade 03:39, 31 Agosto 2006

Fui eu que fiz o logo dos 10000, e posso fazer rapidamente trocando de valor. Mas eu mesmo acho que não seria muito original. Também não tenho habilidade para fazer algo como sugeriu o Voz da Verdade. -Diego UFCG 13:29, 31 Agosto 2006 (UTC)


Primeiramente, parabéns ao Luan pela sua iniciativa. Acho que o logo dos 10.000 do Diego está excelente, caso alguém não propuser um modelo diferente. A propósito, sou de opinião que cada logo adicional comemorativo de novos totais de números de verbetes deveria constar permanentemente nas páginas do Wikcionário, até ser substituído pelo próximo logo.
No caso, acho que os novos logos deveriam ser mudados a cada 5.000 verbetes adicionais, ao invés da atual variação de 10.000. Afinal, 5.000 verbetes a mais já é algo digno de nota, na minha opinião, uma vez que ainda existem Wikcionários em outros idiomas com um número de 100 verbetes.
Ainda sobre o assunto, tenho, desde já algum tempo, pensado na seguinte idéia: acho que seria bom se na página principal do Wikcionário existisse um link com um título mais ou menos como “Idiomas com maior número de verbetes”. Essa ligação conduziria para uma página geral onde seriam listados os número de verbetes em cada idioma. (Talvez não necessariamente de todos os idiomas constantes do Wikcionário).
Exemplo hipotético =
Português = 5.500 verbetes (onde a palavra “Português” é um link para a categoria “Português”);
Espanhol = 1.450 verbetes; (idem, mutatis mutandis)
Francês = 1.024 verbetes; (idem, mutatis mutandis)
Inglês = 2.040 verbetes; (idem, mutatis mutandis)
Etc.
Última atualização: 31 ago 2006.
E melhor seria, ainda, se a atualização dos números de verbetes para cada idioma fosse automática.
Na minha opinião, o sistema atual de contagem geral do número de verbetes referente a todos os idiomas tem naturalmente o seu enorme valor, mas acho que o sistema acima proposto de “dar nome aos bois” seria um detalhe a mais, e, inclusive, provavelmente poderia estimular os editores de cada idioma específico a provavelmente acelerar suas contribuições. Enfim, acho que com esse novo sistema seria criado um senso maior de consecução de metas, como, por exemplo, o seguinte raciocínio hipotético por parte de um determinado editor: o Wikcionário tem atualmente 2.500 verbetes em língua grega. Meu próximo objetivo é chegar aos 5.000 verbetes, e assim por diante. Cada editor teria em mente, também, um objetivo a médio e longo prazos, ou seja: cada idioma deve ter idealmente, no mínimo, 20.000 verbetes (número médio de palavras dominadas por qualquer falador nato), e, preferivelmente, a partir de 100.000 verbetes (número considerado ideal para qualquer dicionário de nível bom ou excelente).
O que acham dessa idéia? Waltter Manoel da Silva -discussão- 31 agosto 2006 14:15 (UTC);
Eu concordo, Waltter. Até eu acho que existe algo parecido em outros Wikcionários. Entretanto, devemos nos regularizar na forma de contagem dos verbetes, porque algumas palavras estão na categoria da classe gramatical/idioma, apenas na do idioma, ou nas duas, dificultando contar fielmente. -Diego UFCG 16:57, 31 Agosto 2006 (UTC)
Diego,
Uma possível forma de contagem de número de verbetes, talvez semi-automática, seria: em cada predefinição referente a cada idioma específico, seria acrescentado um código de contagem (“cont”, de contagem, por exemplo”, precedida do código do idioma). Exemplos de tais códigos = pt-cont, es-cont en-cont etc. No caso, seria criado um artigo para cada um desses códigos. Assim, para contar o número de verbetes em língua portuguesa, por exemplo, poder-se-ia abrir o artigo “pt-cont” e nele efetuar o comando de “páginas afluentes”. Desta forma, acredito que a listagem dos verbetes com tal código ficaria centralizada apenas na listagem resultante da pesquisa de páginas afluentes. Restaria a alguém apenas a tarefa de contar o número de verbetes, mas de forma facilitada, pelo fato de se utilizar apenas uma fonte. Assim, as fontes a partir de artigos de categorias seriam descartadas para a finalidade em pauta.
Mas como a tarefa de acrescentar tais códigos em todos os verbetes do Wikcionário, que ora beira o número de 20.000, daria uma mão-de-obra sem tamanho, talvez esse problema possa ser contornado da seguinte forma: os códigos seriam acrescentados apenas nas predefinições “Português”, “Inglês”, “Alemão” já existentes, se possível, no esquema de textos invisíveis, isto é, os textos que constam apenas quando o artigo é visualizado em modo de edição.
Então, colegas, minha idéia é viável, ou alguém poderia aperfeiçoar a idéia, ou apresentar outra totalmente diferente? Waltter Manoel da Silva -discussão- 31 agosto 2006 16:26 (UTC);

Voltando ao assunto original para agora, estão aqui três propostas, gentilmente criadas pelo Rei-artur:

Quais vocês gostaram mais? Além disso, está a questão do nome de nossa métrica. Parece que os brasileiros preferem usar verbete, enquanto os portugueses usam entrada, a ponto de não conhecer o que significa verbete. -Diego UFCG 08:17, 1 Setembro 2006 (UTC)

Achei a primeira proposta muito boa, agora só uma pergunta: porque tá escrito "verdete" e não "verbete"? -- Marcelo Silva 14:40, 1 Setembro 2006 (UTC)
Parabéns ao Rei Artur, todas estão ótimas, mas tendo que escolher prefiro a segunda. Verdetes não tem nenhuma alusão às "verdinhas", espero, hehe :). Mas concordo de antemão, se mudarmos para entrada, pois esse termo é aceito em Portugal e também no Brasil entre dicionaristas, bibliotecários e afins. EusBarbosa 15:03, 1 Setembro 2006 (UTC)

Também gosto mais mais da opção do meio (parabéns ao autor!).
Quanto ao verbete ou à entrada: em Portugal ambos estão atestados nos dicionários com a mesmo acepção. Então, para quê mudar? A palavra verbete é a utilizada no Wikcionário, não vamos alterar agora. Saudações. – Cadum 16:04, 1 Setembro 2006 (UTC)

desculpem lá pessoal, é o que dá fazer as coisas depressa, ainda bem que gostaram. Um abraço a todos Rei-artur 01:37, 2 Setembro 2006 (UTC)

Já que temos propostas para a imagem, o que acham de organizar e montar uma votação? Pode ser aqui mesmo! Quanto se é verbete ou entrada, se os portugueses não quiserem verbetes, acho justo botar entradas pois verbete já foi na de 10 000! — Łυαη fala! 11:51, 2 Setembro 2006 (UTC)


Oi, pessoal.Estou mandando minha contribuição de logo (Usuário:Voz_da_Verdade)

Wikd20.png

Então tenhamos uma votação "informal":

Logo-wikcionario20000.svg - Marcelo-Silva, Luan
Logo-wikcionario20000-2.svg - Eusbarbosa, Cadum
Logo-wikcionario20000-3.svg - Diego UFCG, SallesNeto_BR
Wikd20.png - Voz_da_Verdade

entradas - Diego UFCG, Eusbarbosa, Luan
verbetes - Cadum, Marcelo-Silva, SallesNeto_BR

Caramba! Faltam 75 e ainda no empate! Vamos fazer assim: cada um tem direito a 6 votos para cada categoria, e pode distribuí-los na proporção que quiser (6-0-0-0, 5-1-0-0, 4-1-1-0, 3-2-1-0, 2-2-1-1, etc...), o mesmo para as entradas ou verbetes. Quem já opinou garante 6 votos para a opção escolhida. Todos podem mudar até os 20.000. -Diego UFCG 15:03, 7 Setembro 2006 (UTC)

Logo-wikcionario20000.svg - Marcelo-Silva (6), Luan (6), Diego UFCG (1) - Total: 13
Logo-wikcionario20000-2.svg - Eusbarbosa (6), Cadum (6), Diego UFCG (2) - Total: 14
Logo-wikcionario20000-3.svg - Diego UFCG (3), SallesNeto_BR (6) - Total: 9
Wikd20.png - Voz_da_Verdade (6) - Total: 6

entradas - Diego UFCG (4), Eusbarbosa (6), Luan (6) - Total: 16
verbetes - Cadum (6), Marcelo-Silva (6), SallesNeto_BR (6), Diego UFCG (2) - Total: 20

Língua Portuguesa --- Pesquisa --- Muxirão

Escolhi esta palavra para abrir a discussão por vários motivos dos quais destaco:

1º - A finalidade do Wikcionário é descrever todas as palavras com definições em Português falado pela Comunidade Lusíada, em todas as partes do mundo;

2º - É princípio do Wikcionário que cada editor use o seu linguajar;

3º - É princípio que não se interfira na edição de outro wikcionarista, a não ser para correções;

4º - Vi por aqui, no últimos trinta dias, infindáveis e improdutivas discussões em torno de quais seriam as palavras certas a usar, as brasileiras, ou as do resto do mundo lusófono;

5º - Grande parte das palavras causadoras de tanta celeuma foram por mim pesquisadas em quatro Dicionários de Língua Portuguesa. Dois editados no Brasil – Houaiss e Aurélio e dois editados em Portugal – Caldas Aulete e Lello. Pois todas as palavras se encontram registradas nos quatro. Isto por que pertencem à Língua Portuguesa.

Muxirão (primitiva) é uma delas. Mutirão é uma das doze variantes que encontrei (relato depois). Esta então é bastante usada em Portugal, no Ribatejo e no distrito de Leiria. A etimologia é tupi.

Maximbombo é outra (só a procurei no Hauaiss e no Aurélio). Encontrei quatro variantes, com uso bastante difundido em Portugal e no Brasil Central, foi a informação. Etimologia controversa, com tendência para o africano.

Eis aí as razões pelas quais devemos conter nosso ímpeto de mudanças e meditar mais sobre a Língua Portuguesa que evolui há mais de um milênio. E finalizo mencionando dois neologismos vistos aqui também: agilizar e inicializar. São do final do século XX os primeiros registros. Estão agora consignados (ou registados) no Houaiss e no Aurélio. Diante disto cabe a pergunta: como se falaria lá pelos idos de 1950? Bem, usavam-se simplesmente os verbos adequados: agilitar e iniciar, respectivamente. Portanto, direi que devemos estabelecer discussões que busquem a origem, o uso, o significado das palavras e suas variantes, diacrônica e sincronicamente. Por este caminho, sim, nossa produção beneficiará a Língua Portuguesa e os seus falantes. Meditemos sobre isso e discutamos. Está bem? Avante!? --alm 01:31, 30 Agosto 2006 (UTC)

Sem entrar no mérito da discussão em si, mas a título de esclarecimento: maximbombo não é de origem africana. É muito provavelmente uma corruptela de machine pump dando origem a machambomba, maximbombo e outras variações. Quanto ao uso no Brasil não acredito que seja muito difundido, pelo contrário, ao menos não em Minas Gerais. EusBarbosa 00:52, 31 Agosto 2006 (UTC)

Mensagem de sistema

Tendo em vista as eleições para boarder que se iniciarão em algumas horas, peço que algum administrador desta wiki crie/atualize aqui as duas mensagens de sistema elencadas na página a seguir: meta:Election UI text 2006#pt. Tenham em vista, também, que dentro de algumas horas será necessário desobstruir a MediaWiki:Sitenotice e inserir na mesma o aviso de votação para boarder que estará disponível dentro de algumas horas. A minha sugestão é que já deixem tal espaço esvaziado. Dentro de algumas horas será inserido automaticamente um aviso global em inglês. Bastará que depois que o mesmo tenha surgido algum administrador local o traduza. Lugustomsg 16:10, 31 Agosto 2006 (UTC)

Atualizem a MediaWiki:Boardvote intro para como está a w:MediaWiki:Boardvote intro, ou quem for tentar votar será jogado na página do ano passado. Para a tradução do MediaWiki:Sitenotice podem pegar a do s:MediaWiki:Sitenotice, se quiserem. Lugustomsg 02:19, 1 Setembro 2006 (UTC)