Discussão:a cappella

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

a cappella e a capella[editar]

Os dicionários Priberam e Houaiss registram a locução italiana a cappella (com dois p e dois l). Porém, o Priberam também registra alla capella, com um p [1], que traduz como 'à capela' e define como "compasso a dois tempos muito vivo" [2], que é a mesma acepção da entradas alla capella e tempo di capella do Dictionary of Three Thousand Musical Terms, de Thomas Busby (1840), e (bem mais desenvolvida) do verbete a cappella do DizionarioTreccani.

A forma capella (com um só p), entretanto, não tem registro nos vários dicionários de língua italiana (a exemplo de Treccani e De Agostini, além do Dizionario Etimologico, de Ottorino Pianigiani), que só registram a grafia cappella.

Em vista disso, concluí que havia um erro ortográfico no título a capella. Então, fiz as correções que achei necessárias, movi a página para a cappella e, em seguida, pedi a eliminação da página a capella.

Posteriormente verifiquei que, segundo o Dizionario Etimologico de Ottorino Pianigiani (1907), a palavra italiana cappella viria do francês chapelle, chappelle ou chapele (diminutivo de chappe ou chape), através do espanhol capilla (diminutivo de capa). Segundo outras fontes, o termo viria do latim vulgar capella, diminutivo de capa (ver TFi, "chapelle", e Enciclopedia dell' Arte Medievale: "cappella") relacionado com o latim clássico caput (ver Enciclopedia Treccani: cappa).

De todo modo, a palavra parece ter entrado no italiano como capella (com um p e dois l). Pelo menos até o século XVIII, é possível encontrar vários registros da forma capella. Mas já no XVII, a palavra foi incorporada à terminologia musical, com a grafia capella. Essa grafia, que não é mais usada na Itália há séculos, persistiu, entretanto, em muitos países, coexistindo eventualmente com a forma italiana cappella (ver TF1). Nos países de língua portuguesa, utilizam-se também as formas aportuguesadas 'a capela' e 'à capela' (ver "A capela', 'à capela' ou 'a cappella'?"por Pasquale Cipro Neto]). Assim, a grafia a capella, usado em muitos países, tem referências bibliográficas que a suportam. Está presente em verbetes do wikt em várias línguas. Sendo assim, retirei o pedido de eliminação da página, acreditando que o verbete deva ser mantido.

Quanto à origem do sentido religioso do termo (que depois seria estendido à música sacra exclusivamente vocal, dita da capella, por Monteverdi,[3] ou a capella, por Benedetto Marcello [4]), ela está na capinha (em francês, chapele ou chappelle) de São Martim de Tours (316-397), uma relíquia guardada pelos reis francos numa espécie de santuário (veja Manno, Giuseppe ‘’Della fortuna delle parole libri due’’ vol. 2, p.110). Por antonomásia, a palavra francesa chapele (depois chapelle) passou a designar apenas "aquela" capinha – a de São Martim. A partir do século IX, passa a se referir ao oratório do palácio real (a capela palatina construído por Carlos Magno, na cidade de Aix, a qual, por isso, passou a se chamar Aix-la-Chapelle)) onde a relíquia ficava depositada. Mais tarde, a palavra passou a significar qualquer 'oratório ligado a uma propriedade privada' ou qualquer 'igreja não provida de plenos direitos paroquiais'. -Yone Fernandes (Discussão) 12h00min de 26 de janeiro de 2017 (UTC)