Wikcionário Discussão:Versões da língua portuguesa/Tabela

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Arquivo:

Hífens[editar]

Ou hífenes.:-) Gostaria de inserir na tabela um seção sobre palavras hifenadas, já que as regras foram bastante simplificadas no Acordo Ortográfico mas ainda se encontram muitos erros ortográficos deste tipo. A própria tabela tem um, pois grafa "fim-de-semana" ao invés de fim de semana (vide Acordo, bases XV a XVII, acerca de locuções). Contudo, a página está há tempos bloqueada. As tabelas de diferença, eu suponho, são para palavras mais comuns. Ou está-se optando por explicitar as diferenças diretamente nos verbetes, o que parece mais razoável? --Jaccoud (Discussão) 12h55min de 3 de janeiro de 2013 (UTC)

Ok, abri a página, pode fazer as modificações que achar necessárias.
--Valdir Jorge  fala!
14h38min de 3 de janeiro de 2013 (UTC)

Acordo Ortográfico[editar]

O Acordo ortográfico da CPLP eliminam-se as consoantes mudas nas pronúncias cultas. Paginas 4 e 5 do acordo. Ver em: http://www.cplp.org/docs/documentacao/Acordo%20ortográfico%20retirado%20internet.pdf

Cacete ?[editar]

Nunca ouvi dizer cacete para falar de pão em português europeu (PE). Existe cacetete mas trata-se porém de um instrumento de defesa policial. O pãozinho português chama-se papo-seco. Mas papo-seco pode ser usado também para falar de um fulano sem jeito ou parvo. Existe ainda a expressão "feito à papo-seco" que é como quem diz "às três pancadas", ou seja, um trabalho aldrabado. Também se diz "deu-lhe um pão de tal maneira que lhe partiu o queixo", aqui já se entrando, infelizmente, no campo da pan-cadaria. Ainda, em PE diz-se "deitar fora" enquanto em PB se fala (mais do que se diz) "jogar fora"... E, por favor, não "bote" nada em PB... Fale "coloca", porque quem bota são as galinhas... É logo o que eles dizem! PaulaSM24.229.108.156 16:43, 30 janeiro 2007 (UTC)

Em diversos dicionários de língua portuguesa cacete, não obstante ser uma palavra polissémica, também é um pão de trigo comprido. Paulo Ferreira

Comité ?[editar]

Achei alguns indícios mas não consegui confirmação se em Portugal é usado comité (com acento agudo). No Brasil, se usa comitê (com circunflexo). -- Leuadeque (contato) 18:47, Junho 30, 2005 (UTC)

Nunca tinha escrito essa palavra ( ;) ) mas suponho que seja Comité (http://www.comiteolimpicoportugal.pt/) e-roxo -discussão- 12:14, 22 Agosto 2005 (UTC)

"Explanado" e "explicado"[editar]

Não entendo porque é que se diferenciam os vocábulos explanado e explicado. Em Portugal, ambos são utilizados, muito embora lhes sejam atribuídas especificidades semânticas idênticas. (não assinou)

Também não percebo... Não se diz explanado no brasil? Então deveria estar no só portugal... e-roxo -discussão- 12:15, 22 Agosto 2005 (UTC)
Explanado não é de uso corrente no Brasil, apesar da palavra existir. (Brasileiro)

Apêndice[editar]

Esta tabela podia ser movida para um apêndice. Que acham? Talvez para Apêndice:Tabela das línguas portuguesas ;) . e-roxo -discussão- 12:18, 22 Agosto 2005 (UTC)

Estava pensando em concordar, mas agora fiquei em dúvida se está falando sério ou não. : P -- Leuadeque (contato) 19:09, 22 Agosto 2005 (UTC)

Qunato a movê-la para um apêndice, acho realmente uma boa ideia, mas quanto ao nome do apêndice referido em cima, é a gozar, pois língua portuguesa só há uma. ; ) e-roxo -discussão- 21:33, 16 Setembro 2005 (UTC)

Confusões mais comuns?[editar]

Esta parte parece-me desnecessária... e-roxo -discussão- 21:33, 16 Setembro 2005 (UTC)

Também me parece. O seu conteúdo só repetiria o que já está nas outras seções. -- Leuadeque (contato) 18:24, 17 Setembro 2005 (UTC)

"tira-cápsulas" é o termo correcto na morma europeia do português. apesar de não se usar, que equivale ao "abridor" brasileiro, sendo que o objecto servae para tirar cápsulas a cervejas, refrigerantes... "saca-rolhas" é outro objecto que serva para tirar rolhas de cortiça...

Uso de Artigos[editar]

Em vez do hífen, se calhar, era mais fácil utilizar uma contracção, como de (de + nada) e da (de + a) e do (de + o), o hífen pode trazer alguma confusões... e-roxo -discussão- 16:56, 22 Novembro 2005 (UTC)

Tinha pensando nessa possibilidade, mas não estava seguro de que seria aceita. De qualquer forma, vejam se ficou mais claro. -- Leuadeque (contato) 17:33, 22 Novembro 2005 (UTC)

Galego[editar]

Desculpem mas, pelo menos oficialmnete, galego não é português. Proponho a sua retirada da tabela. Se se considerar português, que se fundam os dois wikcionários e wikipédias e que se retirem todas as traduções e {{gl}}. e-roxo -discussão- 22:04, 22 Novembro 2005 (UTC)

Outro problema é que a ortografia dessa tabela é diferente da usada no Wikcionário em galego. Qual delas é a padrão? -- Leuadeque (contato) 17:40, 7 Dezembro 2005 (UTC)

Primeiro é preciso ver se se inclui na tabela ou não... se sim, ver-se-á isso com os utilizadores do wikcionário galego, por exemplo. e-roxo -discussão- 19:21, 10 Dezembro 2005 (UTC)

É verdade, manter a tabela aqui pode dar a falsa impressão de que aceitamos também verbetes escritos em padrão galego. Por enquanto, sou da opinião de que se escreva galego no seu Wikcionário próprio, deixando este aqui pros padrões de português que não têm outro espaço. -- Leuadeque (contato) 19:08, 12 Dezembro 2005 (UTC)
O problema é esse: na Galiza, existem aqueles que acreditam que o galego é uma língua independente (isolacionistas, representados pela Real Academia Galega - RAG) e escrevem do jeito do gl.wiktionary. Outros, que o galego é uma das versões da língua portuguesa (reintegracionistas, representados pela Academia Galega da Língua - AGAL) e por isso preferem usar o pt.wiktionary. Os reintegracionistas não são bem vindos lá pois julgam escrever português. Quando chegam aqui, julgamos que escrevem galego. Sendo assim, o que deve ser feito?
  1. Aceitar edições em galego reintegracionista, admitindo-o como uma variante do português?
  2. Conversar com os wikcionaristas de gl.wiktionary para convencê-los a aceitar as duas ortografias, como na versão em chinês que é tanto a tradicional como a simplificada?
  3. Pedir no meta para criar um novo prefixo exclusivo para galego reintegracionista?
  4. Rejeitar qualquer contribuição em galego reintegracionista em projetos da Wikimedia? Essa depende muito da questão: qual é, afinal, a grafia oficial na Galiza? RAG, AGAL, as duas, nenhuma? -Diego UFCG 13:00, 13 Dezembro 2005 (UTC)
Nao é preciso ir à China pra ver exemplos de duas ortografias, nós já as aceitamos aqui. : ) Os galegos tem todo o direito de inventar uma norma de português própria, assim como eu posso criar uma ortografia do português em cirílico пра Фасилитар у интеркамбиу куутурау кум ус совиетикус. Diferente é saber se vamos aceitá-la aqui, já que isso mexe com a credibilidade do projeto. É importante saber se essa normal pode ser considerada oficial. A Junta de Galiza usa a outra, mas não encontrei nenhum lugar que desecrevesse sistematicamente qualquer uma das duas ortografias. Talvez fosse interessante criar um diálogo entre o Wikcionário em português e o em galego pra esclarecermos melhor essa questão. -- Leuadeque (contato) 18:00, 13 Dezembro 2005 (UTC)


Realmnete é um assunto complicado e nem o conhecia como tão complicado... O melhor era uma discussão conjunta entre nós os reintegracionistas e os isolacionistas. duvido que se chegasse a alguma conclusão credível, mas resolveria o problema pelo menos aqui no projecto... O que é umfacto é que não considero acçom português, mas isso é uma visão popular não científica/culta/informada... Mas uma língua é também uma coisa popular, mais do que científica, e esta questão precisa ser resolvida pois nós não nos temos que embrenhar numa guerra que não é nossa, a entre as duas versões do galego, e isso só nos traria mais problemas e mais dificuldades e mais confusões e menos credibilidade, como disse o Leuadeque. Assim, numa visão um bocado nacionalista e/ou egoista penso que uma versão galega não seria aceitável aqui no projecto, nem que seja porque não é oficial, não nos cabendo a nós decidir isso. É uma discussão mais política do que linguística e nós não passamos de um dicionáriozeco online que não tem voto na matéria. Acho que nos deviamos limitar ao nosso espaço e às nossas duas versões, os reitegracionista que me perdoem... e-roxo -discussão- 02:15, 14 Dezembro 2005 (UTC)

O que é fato é que o nosso é wikcionário em língua portuguesa e, pelo menos oficialmente, galego não é português. Então, devemos, para manter o ponto de vista neutro, citar que há controvérsias se o galego e o português são a mesma língua ou não, mas que a postura do nosso projeto é considerar como línguas diferentes. Quanto à tabela, caso a mantenhamos (que particularmente eu não prefiro), no mínimo tenha uma observação evidente. -Diego UFCG 19:07, 14 Dezembro 2005 (UTC)

Consideraria acertado que os falantes de galego que desejem colaborar na edição da Wikipédia em português sigam as normas lingüísticas acordadas neste artigo, do mesmo jeito que os falantes do português de Portugal, do português do Brasil, ou qualquera outra variedade do idioma.--85.56.203.98 17h35min de 21 de outubro de 2008 (UTC)

bilhão / bilião[editar]

Em Portugal se diz bilião ao invés de bilhão? E que bilião português é 1012 enquanto o bilhão brasileiro é 109? -Diego UFCG 19:14, 14 Dezembro 2005 (UTC)

Quer em Portugal, quer no Brasil bilhão é o mesmo que bilião. Quanto ao valor haja quem diga que mil milhões não é o mesmo que um milhão de milhões igual a 10 elevado a 12. Há aqui qualquer coisa que se chama em notação moderna desde 1948. Penso que fica explanado que um bilhão = mil milhões = 109 só é válido para uma notação antiga usada até 1948. Soduku 00:23, 15 Dezembro 2005 (UTC)
Nunca tinha ouvido o termo bilhão... De certeza que é usado em Portugal? e-roxo -discussão- 03:05, 23 Janeiro 2006 (UTC)

De certezinha!!!


Moro em Portugal a mais de 5 anos e nunca ouví o termo Bilião de norte a sul do país, só se for no Algarve onde ainda não conheço. Entretanto aqui quase ninguém usa nem mesmo a palavra Bilhão, nem mesmo a Comunicação Social, usa-se quase sempre o termo Mil milhões.


Só tenho a certeza acerca do bilião em Português (EU/Portugal) que significa "milhão de milhões" (desde 1948). Segundo li (sem fontes), em ambos os casos (Português - BR - e Português - EU) se usam ambas as palavras bilião e bilhão. A diferença é que em Portugal significa "Milhão de milhões" e no Brasil significa "Milhar de milhões". Em Portugal já ouvi muitas vezes (em conversas, na telivisão, jornais, internet) cometerem o erro de dizer bilião com o significado "Brasileiro" (por exemplo, dizerem que existem 6 biliões (milhões de milhões) de humanos).


Escalas[editar]

Quero só esclarecer que em Portugal, e no resto da Europa (excepto Grã Bretanha), é usada a "escala longa", logo, um bilião é um milhão de milhões (1.000.000.000.000).

No Brasil, é usada a "escala curta", e então, um bilião é mil milhões (1.000.000.000).

Vejam aqui: http://pt.wikipedia.org/wiki/Escalas_curta_e_longa e, com mais detalhes, aqui: http://en.wikipedia.org/wiki/Long_and_short_scales

Bilhão[editar]

Entretanto, o termo "bilhão" em português europeu só poderá ser interpretado como "bilha grande" (http://pt.wikipedia.org/wiki/Bilha).

Outras línguas europeias usam termos para designar mil milhões e mil biliões, etc... Por exemplo os franceses dizem "milliard" como opção a "mil milhões" e "billiard" como opção a "mil biliões". Ou seja:

1.000........................Mille

1.000.000....................Million

1.000.000.000................Milliard, Mille millions

1.000.000.000.000............Billion

No entanto em Portugal não temos estes termos: miliar, biliar, triliar, etc... Só temos o termos "milhar" que significa o mesmo que "mil" (1.000).

Curiosidades:[editar]

-Por convenção os valores por extenso em Euros devem usar a escala longa.

-Os britânicos usavam a escala longa e passaram a usar a escala curta em 1975 porque o primeiro ministro britânico da altura entendeu que assim deveria ser. Como resultado, todos os países pertencentes à Commonwealth, gradualmente, foram trocando a escala longa pela curta.

85.139.104.210 19h05min de 3 de abril de 2012 (UTC)

bicha[editar]

o termo bicha com o sentido de hmomossexual não é apenas utilizado no Brasil.

Pedro

Sim, bicha como homossexual é também usado em Portugal por influência brasileira, mas não sei se pode considerar, para já, português de Portugal... Há certas palavras, de outras línguas, que também são comunmente usadas e não são consideradas português... e-roxo -discussão- 03:04, 23 Janeiro 2006 (UTC)

Suco, xícara , terno[editar]

estes termos são também utilizados em Portugal, mas com menos frequência. Basta ler Eça de Queirós para ver lá a palavra "suco" estampada, e várias vezes. Penso tratar-se de uma forma antiga no português europeu. Xícara também é usado em Portugal, assim como terno.

Pedro--193.137.24.32 15:28, 12 Janeiro 2006 (UTC)

Eis alguns exemplos de como o português do Brasil mantém formas mais arcaícas que as de Portugal. Xícara só se usa quando de café (mas é do tempo da minha avó que, por esta altura e se ainda fosse viva, já seria tetravó). E terno tem um significado completamente diferente em Portugal = a garrafa estanque para manter líquidos à temperatura desejada.

Paula Talvez quiz dizer termo (garrafa termica) Elisa

Galego[editar]

Qual a finalidade de colocar o galego nesta tabela? --Patrick msg 12:56, 2 Fevereiro 2006 (UTC)

Veado, Viado[editar]

Não sei dizer, mas já vi em algum lugar que o nome dado ao homossexual masculino é "viado", com i, pois veio de "transviado", sem qualquer relação com o animal. -Diego UFCG 16:00, 27 Julho 2006 (UTC)

Eu também tinha ficado com dúvida, já que é popular uma distinção entre "veado" e "viado", mas conferi no Aurélio e no Houaiss, e os dois colocam "homossexual masculino" apenas em "veado". --Schoenfeld 19:49, 27 Julho 2006 (UTC)
Aparentemente, o termo vem do bicho mesmo, dizer que vem de transviado é "etimologia popular". (Brasileiro)

Não se pode afirmar que é "etimologia popular". No verbete "veado" o Houaiss não cita fontes para tal uso, e a única coisa que afirma sobre a etimologia do uso "tabuístico" é que "não está satisfatoriamente explicado". Transviado é alguém fora da via comum, a via aceita socialmente, algo muito mais lógico para explicar a origem do que associar com um animal que não tem comportamento homossexual. É só uma hipótese, dicionaristas também podem errar.

AIDS ou SIDA?[editar]

Percebi que o autor do artigo julga que, no Brasil, a palavra SIDA começa a se espalhar, tendendo a substituir AIDS. Moro em São Paulo e, aqui, nunca ouvi alguém dizer SIDA, ADN ou ARN, como alguns possam pensar. Tenho ouvido comentários que, no Rio de Janeiro, as formas "aportuguesadas" estão se integrando ao vocabulário. Mas em minha região, até agora, nada mudou. Também notei que há cada vez mais uma invasão do inglês e não do espanhol, como em fashion, por exemplo.

irado = porreiro?[editar]

Tenho duvidas que isto seja correcto, mas peço a alguem que verifique.84.90.71.220 21:07, 12 Setembro 2006 (UTC)

Também penso que não estará correcto. No Brasil irado não quer dizer “zangado, colérico, enfurecido”? Em Portugal, sim!
porreiro – (popular)) – quer dizer, em Portugal, “bom, excelente, lindo, (popular) bacano, baril”.
Irado e porreiro, em Portugal, não são o oposto... mas quase. –– Cadum 21:35, 12 Setembro 2006 (UTC)

Você está com toda a razão... Eu mudei para danado, porque em português de Portugal não se diz "Estou irado com aquele fulano de tal" mas sim "Estou danado com..." Se no Brasil se diz irado neste sentido, não estou certa. O que eu tenho a certeza é que irado não é de forma alguma o mesmo que porreiro. Paula Soto Maior


Irado é uma gíria carioca (estado do Rio de Janeiro) que quer dizer “bom, excelente, lindo, (popular) bacano, baril” sim...

Irado não é apenas carioca. E pode ter vários significados, como "Estou irado"(irritação) , ou "Isso é irado!"(legal).Evanuel

Explanado e Explicado - acima, 22/08/05[editar]

Existem na Língua Portuguesa. São particípios verbais de Explanar e Explicar, respetivamente, e adjetivos. São sinônimos. o comentário precedente não foi assinado por Antoniolac (discussão • contrib.)


Como Planeado e Planejado?

O AO unificou[editar]

Está página está errada. O AO unificou a ortografia. Portanto não há mais grafias específicas de Brasil e de Portugal. Somente há predomínio de uma pronúncia, ou grafia. Com o AO as versões académico e acadêmico são aceitas igualmente, em qualquer lugar.

E creio eu que isso deveria ser transferido para w:Anexo:Lista de diferenças lexicais entre versões da língua portuguesa. Լսɑɴ fala! 16h29min de 23 de setembro de 2010 (UTC)

Apelido e Sobrenome[editar]

Creio que falta colocar a diferença de uso de apelido (Portugal) e sobrenome (Brasil). Não sei se caberia nas tabelas Apenas ou Maior Utilização. 01 de março de 2011 00:13 (UTC)

Cíclotron[editar]

No texto aparece grafado "ciclotron" (como paroxítona), quando a palavra brasileira é proparoxítona: clotron.

Países Baixos?[editar]

Em Portugal, ninguém ou quase ninguém usa a designação de Países Baixos para se referir à Holanda. Portanto, não é uma diferença entre as duas variantes da língua.

Tabela de diferenças: Am(e)sterdão/Amsterdã[editar]

Se alguém quiser, pode inseri-lo na tabela. 217.94.232.149 17h25min de 17 de novembro de 2011 (UTC)