Discussão:sofisma

Origem: Wikcionário, o dicionário livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sofisma é argumento falso ou raciocínio viciado, usado intencionalmente para induzir o outro em erro.

Sofismas formais e materiais

Um sofisma é formal se as premissas que o sustentam são válidas e se sua falsidade derivar do mau uso das regras de inferência lógica.

Um sofisma é material se resultar falso mesmo sendo validado pelos critérios da lógica formal. Sua falsidade vem da falsidade das premissas.

Tipos de sofisma

Os tipos a seguir são os mais notáveis.

Contrariedade camuflada

Consiste na conjunção de proposições em que a aceitação de uma implica na negação da outra, sem que isto seja visível de imediato.

De possibilidades

São proposições que se referem a fatos objetivos. Elas podem declarar o impossível e o possível. O possível pode ser improvável, provável e certo. Os sofismas de possibilidade confundem essas noções.

De implicação

Consiste basicamente em dizer que X implica Y, quando na verdade isto não ocorre. Argumento que prova tese usa premissas que não a implicam. Como: Se X implica Y, então Y implica X. Se X implica Y, então não X implica não Y. Se X implica Y, então não Y implica não X. Se a tese é verdadeira, então as premissas também são. Se a tese é falsa, então as premissas também são. Se X é contíguo a Y, então X implica Y.

Transferência de credibilidade

Uma proposição é considerada boa porque vem de uma boa fonte ou má se vem de fonte ruim. Esta fonte pode ser a tradição, a posição da autoridade, a maioria, etc.

Estatísticos

A qualidade do indivíduo é considerada a qualidade média do grupo.

Falta de prova em contrário

A proposição é considerada verdadeira se não houver prova de sua falsidade e vice-versa.

Falsa analogia

Consiste no transplante inconsistente de conclusões de um contexto para outro. A falsa analogia extrapola a similaridade entre duas situações para além da sua validade.

Composição ou divisão

São os sofismas que atribuem ao todo o que é próprio das partes ou às partes o que é próprio do todo.

Petição de princípio

É o argumento que prova a tese assumindo a sua veracidade como premissa. A petição de princípio é um argumento inválido, o que significa que não é possível provar a proposição com ele, o que não impede a proposição de ser verdadeira.


Caro anônimo, Parte do conteúdo desta página foi removido porque não era apropriado ao Wikcionário (ver Wikcionário:O que o Wikcionário não é). Veja se ele não é mais conveniente na Wikipédia, nosso projeto-irmão. Assim, talvez você possa continuar contribuindo com os dois projetos. Se tiver qualquer dúvida (ou reclamação :), deixe uma mensagem na minha página de discussão. -- Leuadeque (contato) 18:39, 14 Fev 2005 (UTC)